A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
37 pág.
Apostila Gestão_Finanças Unidade ll

Pré-visualização | Página 1 de 8

1 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Gestão das Finanças 
Contabilidade como instrumento de 
 tomada de decisão 
 
 
Luciano César de Moraes 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2 
 
Gestão das Finanças 
 
Apresentação 
 
 
Prezado aluno 
 
 Este texto foi preparado sob a hipótese de que você está fazendo 
este curso de pós-graduação para se reciclar ou se atualizar em assuntos 
relacionados à Administração, com a finalidade de melhorar suas competências 
na arte de administrar organizações, no todo ou em parte. 
 Visando proporcionar aos alunos ferramentas teóricas e práticas 
para o planejamento e condução de processos de análise da sustetanbilidade 
do negócio esta apostila foi elaborada em tópicos que proporcionará: 
 
 Técnicas de Análise das Demonstrações Financeiras com vistas à 
tomada de decisão e a utilização dos registros contábeis para fins 
gerenciais; 
 Conceituação da formação de custos e a formação de preços 
objetivando a tomada de decisões nessa área. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
3 
Sobre o autor 
 
Possui graduação em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário das 
Faculdades Associadas de Ensino (1995) e mestrado em Engenharia da 
Produção pela Universidade Paulista - Bacelar (2005). Especialização em 
Contabilidade e Controladoria, Especialização em Administração de Serviços e 
Especialização em Educação. Atualmente é professor de ensino superior do 
Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza e professor da 
UNIFAJ. Também é contador e administrador da empresa Moraes Serviços 
Contábeis. 
 
 
 
4 
Sumário 
1. ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS .............................................. 6 
1.1. INDICES DE LIQUIDEZ ............................................................................................................... 6 
1.1.1. INDICE DE LIQUIDEZ CORRENTE (LC) ..................................................................................... 6 
1.1.2. INDICE DE LIQUIDEZ SECA (LS) .............................................................................................. 8 
1.1.3. INDICE DE LIQUIDEZ GERAL (LG) ........................................................................................... 9 
1.1.4. LIQUIDEZ IMEDIATA (LI) ........................................................................................................ 9 
1.2. ÍNDICES DE ENDIVIDAMENTO .................................................................................................. 9 
1.2.1. PARTICIPAÇÃO DE CAPITAIS DE TERCEIROS SOBRE RECURSOS TOTAIS (GE) ....................... 10 
1.2.2. GARANTIA DO CAPITAL PRÓPRIO AO CAPITAL DE TERCEIROS (GCPCT) ............................... 11 
1.2.3. COMPOSIÇÃO DE ENDIVIDAMENTO (CE) ............................................................................ 11 
1.3. ÍNDICES DE ATIVIDADE ........................................................................................................... 11 
1.3.1. PRAZO MÉDIO DE RECEBIMENTO DE VENDAS (PMRV) ....................................................... 12 
1.3.2. PRAZO MÉDIO DE PAGAMENTOS DE COMPRAS (PMPC) ..................................................... 12 
1.3.3. PRAZO MÉDIO DE RENOVAÇÃO DE ESTOQUES ................................................................... 13 
1.3.4. POSICIONAMENTO DE ATIVIDADE ...................................................................................... 13 
1.4. ÍNDICES DE RENTABILIDADE .................................................................................................. 13 
1.4.1. TAXA DE RETORNO SOBRE INVESTIMENTO (TRI) ................................................................ 13 
1.4.2. TAXA DE RETORNO SOBRE O PATRIMÔNIO LÍQUIDO (TRPL) ............................................... 14 
1.4.3. MARGEM DE LUCRO SOBRE AS VENDAS (ML) ..................................................................... 14 
1.4.4. GIRO DO ATIVO ................................................................................................................... 14 
1.5. ANÁLISE VERTICAL E HORIZONTAL ......................................................................................... 14 
1.5.1. ANÁLISE VERTICAL ................................................................................................................... 14 
1.5.2. ANÁLISE HORIZONTAL .............................................................................................................. 15 
2. CONTABILIDADE DE CUSTOS ............................................................................. 16 
2.1. TERMILOGIA CONTÁBIL ......................................................................................................... 16 
2.2. CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS: DIRETOS E INDIRETOS ............................................................ 17 
2.3. CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS: FIXOS E VARIÁVEIS ................................................................. 17 
2.4. O USO DA INFORMAÇÃO DOS CUSTOS PARA TOMADA DE DECISÃO GERENCIAL .................. 17 
2.4.1. ETAPAS PARA APURAÇÃO DOS CUSTOS DOS PRODUTOS ................................................... 18 
2.4.2. DEPARTAMENTALIZAÇÃO ................................................................................................... 23 
2.5. ANÁLISE DOS CRITÉRIOS DE RATEIO....................................................................................... 27 
2.6. CONCEITO DE MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO .......................................................................... 28 
2.7. FIXAÇÃO DO PREÇO DE VENDA COM BASE NA APURAÇÃO DE CUSTOS ................................. 28 
2.7.1. FORMAÇÃO DE PREÇOS COM BASE EM CUSTOS ................................................................. 29 
2.8. PONTO DE EQUILIBRIO (PE) .................................................................................................... 32 
2.9. MARGEM DE SEGURANÇA (MS) ............................................................................................. 35 
 
5 
3. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ....................................................................... 37 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
6 
1. ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1.1. INDICES DE LIQUIDEZ 
 
Os índices de liquidez são utilizados para analisar a capacidade de 
pagamento da empresa, isto é, constituem uma verificação se a empresa tem 
capacidade para honrar com seus compromissos. Esta capacidade de 
pagamento pode ser avaliada em longo prazo e curto prazo. 
 
1.1.1. INDICE DE LIQUIDEZ CORRENTE (LC) 
 
Mostra a capacidade de pagamento da empresa a Curto Prazo, por meio 
da formula : 
 
 Ativo Circulante 
LC = 
 Passivo Circulante 
 
Balanço patrimonial utilizado para os exemplos das análises das 
demonstrações financeiras. 
 
OBJETIVO 
A análise das demonstrações financeiras talvez seja muito antiga 
quanto a própria contabilidade. A verificação da variação da riqueza, 
realizada para comparação dos primeiros inventários de rebanhos, já 
leva a um primeiro sintoma de que a análise já existia. 
É claro que o surgimento da análise das demonstrações contábeis de 
forma mais concreta foi no final do século XIX quando os bancos 
americanos iniciaram as solicitações das demonstrações contábeis 
para às empresas que desejavam contrair empréstimos. 
Além das exigências dos bancos, a abertura do capital por parte de 
empresas possibilita a participação de pequenos ou grandes 
investidores que fazem com que hajam escolhas melhores de 
empresas bem-sucedidas. A análise das demonstrações Financeiras 
tornou-se um instrumento de grande importância e utilidades nestas 
decisões 
 
 
7 
 
 
 
 
 
 
Exemplo de cálculo da liquidez corrente: 
 
 329.000 
LC=