A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Aula 05 - Farmacotécnica II - Transformação de medicamentos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Aula 05 – Farmacotécnica II 
• Conceito e objetivo 
Se relaciona com a maior facilitação de ingestão de algumas formas farmacêuticas, adaptando 
medicamentos em diversas vias primordiais e estes acabam podendo ser destinados a outra via, 
tendo como foco a transformação de formas sólidas em líquidas. 
Compreende toda transformação efetuada na forma farmacêutica e/ou dose de um medicamento, 
para adequá-lo às necessidades específicas de um paciente ou grupo de pacientes. Como exemplo, 
tem-se o fato de colírios que podem ser administrados por via otológica ou nasal. 
Comprimidos são transformados em líquidos orais, injetáveis também e comprimidos 
também podem ser transformados em preparações tópicas. 
RDC 67/2007: Boas práticas de manipulação de medicamentos para uso humano em farmácias, 
com vários anexos de objetivos e tipos de medicamentos específicos, o anexo VI discorre sobre 
as boas práticas para preparação de dose unitária e unitarização de doses de medicamentos em 
serviços. 
 Dose unitária: adequação da forma farmacêutica à quantidade correspondente à dose 
prescrita, preservadas suas características de qualidade e rastreamento 
 Dose unitarizada: adequação da forma farmacêutica em doses previamente selecionadas. 
Envolve os processos de subdivisão de formas farmacêuticas, transformação ou derivação e a 
síntese de preparação extemporânea.