A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Corrente Interferencial

Pré-visualização|Página 1 de 1

Corrente Interferencial

O principal objetivo da corrente interferencial é gerar analgesia. A Corrente interferencial é uma corrente de média frequência, pois sua frequência é de 2000Hz e 4000Hz, essa quantidade de Hz diminui a resistência da pele o que consequentemente atinge tecidos mais profundos e ela tende a ser mais confortável.


Frequência de Modulação de Amplitude (AMF) é a resultante de uma frequência menos a outra, essa resultante pode variar de 1 a 250 Hz. Exemplo: um canal estará com a frequência de 3877 Hz e o outro canal estará com uma frequência de 4000Hz, então a AMF terá um resultado de 123 Hz. 


Quanto menor a AMF mais desconfortável será para o paciente e quanto maior a AMF mais confortável.


Na corrente interferencial podemos programar o SLOPE / SWEEP. Ele será responsável por variar a AMF ao longo do tempo de tratamento e consequentemente diminuir a acomodação, sua programação é feita em porcentagem de acordo com o AMF.  


Existem algumas sugestões para o sweep.

  • Fase Crônica podemos aplicar o 1/1;
  • Fase subaguda 1/5/1;
  • Fase aguda podemos fazer a aplicação de 6/6.


A programação do aparelho para realizar o tratamento é muito parecida com o TENS, ela pode ser dividida em 4 principais itens.

  1. Intensidade (ma);
  2. Frequência de AMF (Hz);
  3. Modulação de frequência: Delta de frequência (%) e  Slope (1/1, 1/5/1, 6/6);
  4. Tempo de tratamento: mínimo de 30 minutos. 


Atenção


Contra - indicado nas seguintes situações: 


  1. Não deve ser aplicado no seio carotídeo; 
  2. Marcapasso;
  3. Alteração de sensibilidade;
  4. Sobre área cardíaca;
  5. Sobre útero gravídeo; 
  6. Sobre tumores;
  7. Gônadas;
  8. Cabeça e Face.