WL-P & R-04-Direito Constitucional-08-O Poder Judiciário - O Ministério Público-009
2 pág.

WL-P & R-04-Direito Constitucional-08-O Poder Judiciário - O Ministério Público-009

Disciplina:Direito Constitucional I7.704 materiais553.827 seguidores
Pré-visualização1 página
Waldeck Lemos
Perguntas & Respostas

Disciplina:

Direito Constitucional
Folha:

1 de 2

Perguntas & Respostas/WLAJ/DP

QUESTÕES

Fonte: CRETELLA JUNIOR, J. e CRETELLA NETO, J. - 1.000 Perguntas e Respostas de Direito
Constitucional – Editora Forense Jurídica (Grupo GEN).

CAPÍTULO 08 - O PODER JUDICIÁRIO - O MINISTÉRIO PÚBLICO

01) O que é a Justiça de paz?
R.: Justiça de paz é o ramo do Poder Judiciário, não dotado de atribuições jurisdicionais, composto por cidadãos
eleitos pelo voto direto, universal e secreto, com mandato de 4 anos, remunerados e competentes para, na forma
da lei, celebrar casamentos, verificar, de ofício ou em face de impugnação apresentada, o processo de habilitação
e exercer atribuições conciliatórias, além de outras previstas na legislação (art. 98, II).
02) O que se entende por funções essenciais à justiça?
R.: Entende-se por funções essenciais à Justiça o conjunto de atividades profissionais jurídicas (exceto a
Magistratura), públicas ou privadas, encarregadas de promover o funcionamento da máquina do Poder Judiciário.
03) Quais as atividades previstas pela CF para o exercício de funções essenciais à Justiça?
R.: A CF prevê as seguintes atividades: Ministério Público (arts. 127 a 130), Advocacia-Geral da União (arts. 131 e
132), Advocacia e Defensoria Pública (arts. 133 a 135).
04) Qual a função do Ministério Público?
R.: Ao MP, instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado (art. 127, caput), incumbe a defesa
da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais, individuais e coletivos indisponíveis.
05) Por que o Ministério Público não pertence ao Poder Judiciário, se é órgão público e a lei diz que é "essencial à
função jurisdicional"?
R.: No Brasil, não pertence o MP ao Poder Judiciário, por determinação de nossa Constituição, que não o vincula
a qualquer dos poderes; poderia ser vinculado ao Judiciário, o que ocorre em outros países, como a Itália, onde as
funções do MP (que não existe como instituição) são desempenhadas pelo Poder Judiciário; lá, os juízes ora
desempenham a função de julgadores (magistratura judicante) ora as funções do MP (magistratura requerente).
06) Qual o diploma legal ao qual está sujeito o Ministério Público?
R.: O Ministério Público sujeita-se à Lei n.º 8.625, de 12.02.1993, denominada Lei Orgânica do Ministério Público.
07) Quais os princípios institucionais do MP?
R.: Os princípios institucionais do MP são (arts. 127 e 128): a) unidade; b) indivisibilidade; c) independência
funcional; e d) autonomia funcional e administrativa.
08) Em que consiste o princípio da unidade do MP?
R.: O princípio da unidade do MP consiste em considerar o Ministério Público como uma só corporação, em todo o
país, sendo aplicáveis os correspondentes dispositivos legais a todos os Ministérios Públicos (órgãos) abrangidos
pelo MP; evidencia-se, por exemplo, na possibilidade de o chefe da Instituição substituir membros do MP em suas
funções, ou de delegar funções.
09) Em que consiste o princípio da indivisibilidade do MP?
R.: O princípio da indivisibilidade consiste em considerar o MP como corpo único, hierarquizado; isso, no entanto,
não pode ocorrer num sistema federativo, não hierarquizado, onde existem relações funcionais de coordenação e
de igualdade entre os diversos parquets; o princípio deve ser entendido como aplicável, isoladamente, ao MP
Federal, aos MP's em cada Estado, e aos MP's que funcionam em jurisdições especiais, mas sempre
relativamente a cada parquet, onde existe hierarquia funcional em cada instituição.
10) Em que consiste o princípio da independência funcional do MP?
R.: O princípio da independência funcional do MP consiste em que, cada membro do MP age segundo sua própria
consciência jurídica, sem aceitar interferência de outros órgãos do próprio MP, de juízes ou do Poder Executivo,
além da proibição de prestar serviços a entidades públicas (CF, art. 129, IX).

Waldeck Lemos
Perguntas & Respostas

Disciplina:

Direito Constitucional
Folha:

2 de 2

Perguntas & Respostas/WLAJ/DP

==XXX==