A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
99 pág.
1º_Ano_DIURNO_IIC_1º_de_Maio_2º_Semestre

Pré-visualização | Página 1 de 18

Contabilidade Geral 
 
Elaborado por: dr. Carlos António Changaue Página 1 
 
Capitulo I: OS MEIOS FINANCEIROS. 
Meios Financeiros é o conjunto de meios monetários em caixa e os que se encontram 
depositados em instituições bancárias. 
São contas de Meios Financeiros, as seguintes: 
1.1 CAIXA 
1.2 BANCOS 
 
A Conta 1.1 CAIXA 
A Conta CAIXA compreende os valores em numerário e os cheques de terceiros que se 
encontram no cofre da empresa. 
 
Movimentação da Conta CAIXA 
 Debita-se pelo valor inicial e pelos aumentos (recebimentos ou seja, entrada de 
meios monetários) 
 Credita-se pelas diminuições (pagamentos ou seja, saída de meios monetários} 
N.B: Por natureza o Saldo da Conta CAIXA é sempre Devedor e representa o dinheiro 
em cofre. O saldo da conta CAIXA também pode ser Nulo e nesta situação significa que 
não existe nenhum valor monetário no cofre. 
 
Contas Divisionárias ou Subcontas 
Embora não esteja prevista no PGC a conta CAIXA pode subdividir-se em subcontas 
destinadas a controlar mais eficazmente os meios monetários existentes. 
Assim, por exemplo, se a empresa possui uma sede e várias sucursais ou filiais, a conta 
Caixa pode ter a seguinte subdivisão: 
1.1 CAIXA 
1.1.1 Caixa A 
1.1.2 Caixa B 
1.1.3 Caixa C 
... 
1.1.8 Caixa Pequena 
 
Contabilidade Geral 
 
Elaborado por: dr. Carlos António Changaue Página 2 
 
Caixa Pequena (Fundo de Maneio ou Fundo de Caixa Fixo) 
Actualmente, a maioria das empresas efectuam os seus pagamentos por meio de cheque 
ou ordem de transferência, só as pequenas despesas é que são pagas por Caixa. Para se 
efectuar o pagamento dessas pequenas despesas, as empresas criam a chamada Caixa 
Pequena ou Fundo de Maneio. 
Caixa Pequena (Fundo de Maneio ou Fundo de Caixa Fixo) representa os meios 
monetários atribuídos á uma secção ou uma pessoa com a finalidade de efectuar 
pagamentos de pequenas despesas. 
A pessoa que manuseia e guarda os valores em Caixa chama-se Tesoureiro ou o Caixa. 
O movimento da caixa pequena resume-se em duas fases: 
1
a
 Entrega de Fundos á secções ou pessoas 
Contabilização 
 1.1 CAIXA 
 1.1.8 Caixa Pequena 
a 1.1CAIXA 
 1.1.1 Caixa A 
 P/ fundos atribuídos a caixa pequena 
 
2
a
 Apresentação dos documentos comprovativos das despesas efectuadas 
Contabilização 
 Conta de Custos 
 Subconta 
 a 1.1 CAIXA 
 1.1.8 Caixa Pequena 
P/ despesas efectuadas, conforme os documentos em anexo 
N.B: Tratando-se de um valor entregue a uma pessoa para efectuar pagamento de 
despesas, se no final de um determinado período o Saldo da conta caixa for igual a 
(Zero), então, o somatório do valor de todos documentos comprovativos deve ser igual 
Contabilidade Geral 
 
Elaborado por: dr. Carlos António Changaue Página 3 
 
ao valor entregue. Se sobrar algum valor, então, o somatório do valor que sobrou e do 
valor de todos os documentos comprovativos deve ser igual ao valor entregue. 
Para um controlo eficaz da Conta Caixa, cada responsável dos fundos em caixa deve 
preencher diariamente a respectiva Folha de Caixa onde deve registar as entradas 
(recebimentos) e as saídas (pagamentos) de acordo com os respectivos documentos 
comprovativos. 
Empresas há, que para além do preenchimento da Folha de Caixa, exigem o 
preenchimento de um outro documento, o Diário de Caixa. 
Conferência do Saldo 
Na conferência do saldo de Caixa pode-se verificar um dos três casos: 
1. Saldo registado igual ao valor em caixa 
Neste caso, não se efectua nenhuma regularização 
 
2. Saldo registado inferior ao valor em Caixa, ou seja, o valor em Caixa superior 
ao saldo registado. 
Regularização: 
 1.1 CAIXA 
a 7.8 RENDIMENTOS E GANHOS FINANCEIROS 
 7.8.9 Outros rendimentos e ganhos financeiros 
 P/ diferença a mais em Caixa 
 
3. Saldo registado superior ao valor em Caixa, ou seja, o valor em Caixa inferior 
ao saldo registado. 
Regularização: 
 6.9 GASTOS E PERDAS FINANCEIROS 
 6.9.8 Outros gastos e perdas financeiros 
a 1.1 CAIXA 
 P/ diferença amenos em caixa 
Contabilidade Geral 
 
Elaborado por: dr. Carlos António Changaue Página 4 
 
Se esta diferença for responsabilizada ao tesoureiro, efectua-se a seguinte regularização: 
 4.5 OUTROS DEVEDORES 
 4.5.1 Pessoal 
 Nome do tesoureiro 
a 1.1 CAIXA 
 P/ diferença a menos em Caixa responsabilizada ao tesoureiro. 
 
N.B: No final do exercício económico o saldo da conta Caixa Pequena é geralmente 
transferido para a conta principal, através do seguinte lançamento: 
 1.1 CAIXA 
 1.1.1 Caixa A 
a 1.1 CAIXA 
 1.1.8 Caixa Pequena 
 P/ devolução dos fundos não usados 
 
 
A Folha de Caixa 
Folha de Caixa é um documento contabilístico onde se regista diariamente as entradas 
(recebimentos) e as saídas (pagamentos) de valores em caixa com a indicação dos 
respectivos documentos comprovativos. 
A folha de Caixa é geralmente preenchida pelo tesoureiro ou o Caixa. 
Modelos ou Tipos de Folhas de Caixa. 
 Folha de Caixa em dispositivo Bilateral 
 Folha de Caixa com disposição ou modelo em escada 
 Folha de Caixa em dispositivo vertical 
 
 
Contabilidade Geral 
 
Elaborado por: dr. Carlos António Changaue Página 5 
 
 
Folha de Caixa em dispositivo Bilateral 
 
Data_____ /____ / _____ Folha de Caixa n
o
_______ 
 ENTRADAS SAÍDAS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Total 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Total 
 
 
 
 
 Executou Saldo do dia anterior................... 
 O Caixa Recebido .................................... 
 __________________ RESUMO Soma............................................ 
 Conferiu Pago........................................... 
 A gerência Saldo para o dia seguinte……… 
 ____________________ 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Contabilidade Geral 
 
Elaborado por: dr. Carlos António Changaue Página 6 
 
Folha de Caixa com disposição ou modelo em escada. 
Neste tipo de folha todos os movimentos são registados na mesma coluna e o saldo de 
Caixa calcula-se após cada operação. Este tipo de folha é mais usada para o registo de 
operações efectuadas com caixa Pequena ou Fundo de Maneio. 
 
Folha de Caixa com disposição ou modelo em escada 
FOLHA DE CAIXA 
Data Movimentos Valor 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Saldo para o dia seguinte 
 
 
 
Contabilidade Geral 
 
Elaborado por: dr. Carlos António Changaue Página 7 
 
Folha de Caixa em dispositivo Vertical 
Este tipo de folha apresenta a coluna de saldo e o mesmo é calculado após cada 
operação. Para além da coluna de saldo, apresenta a coluna de entrada e saída. 
 
Folha de Caixa em dispositivo Vertical 
FOLHA DE CAIXA 
Data Movimentos Entrada Saída Saldo 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Contabilidade Geral 
 
Elaborado por: dr. Carlos António Changaue Página 8 
 
O Diário de Caixa 
Como já nos referimos anteriormente, para um controlo eficaz dos valores em Caixa, 
usa-se a Folha de Caixa. Entretanto, empresas há, que para além do preenchimento da 
Folha de Caixa, exigem o preenchimento de um outro documento, o Diário de Caixa. 
Tal como a Folha de Caixa, o Diário de Caixa é também um documento importante no 
controlo de valores em Caixa, e é geralmente preenchido pelo Tesoureiro ou o Caixa. 
 Diário