A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
95 pág.
1º Ano DIURNO IIC 1º de MAIO 1º Semestre

Pré-visualização | Página 1 de 15

Capitulo I: INTRODUÇÃO A CONTABILIDADE
A contabilidade é geralmente aplicada nas empresas. Tendo em conta que ela é aplicada nas empresas, torna-se necessário em primeiro lugar falar de empresas.
Conceito de Empresa.
Vários são os conceitos de empresas e estes variam de autor para autor de acordo com a percepção que cada um tem em relação aquilo que é uma empresa.
Num sentido geral, Empresa é um conjunto de meios humanos, materiais ou técnicos e financeiros devidamente organizados para a realização de uma determinada actividade económica. 
Ciclo de Vida das Empresa.
1. Institucional – é a fase em que se decide sobre a sua criação através da obtenção e combinação dos recursos necessários para a sua entrada em funcionamento.
2. Funcionamento ou Execução – é a fase em que se desenvolve todo o processo de transformação ou seja, da produção de bens e serviços com vista a obtenção e alcance dos objectivos pretendidos.
3. Liquidação – esta é a fase em que se procede a extinção da empresa.
A fase de funcionamento ou de execução é a mais longa, dai que há necessidade de dividir em intervalos de tempo designados Períodos Administrativos, no fim dos quais se apuram os resultados, se elabora o balaço, se discute a actuação da direcção, etc.
Objectivos das Empresas.
Os objectivos das empresas podem ser agrupados em dois, nomeadamente:
· Objectivo económico, que tem haver com o uso racional dos recursos para maximizar o lucro;
· Objectivo social, que tem haver com a satisfação das necessidades e interesses dos seus colaboradores e da comunidade onde se encontram inseridas.
Classificação das Empresas.
1. Sob o Ponto de Vista Jurídico.
Do ponto de vista jurídico as empresas classificam-se em:
· Empresas singulares ou comerciante em nome individual, são aquelas empresas em que o proprietário é uma única pessoa.
· Sociedades Comerciais, são empresas em que o proprietário é mais de uma pessoa.
Tipos de Sociedades Comerciais.
· Sociedades em nome colectivo;
· Sociedades por quotas;
· Sociedades anónimas;
· Sociedades em comandita.
2. Sob o Ponto de Vista Económico.
Do ponto de vista económico as empresas classificam-se em:
· Empresas Comerciais, aquelas essencialmente vocacionadas para a compra e venda de mercadorias.
Ex: Uma empresa que vende electrodomésticos, etc.
· Empresas Industriais, aquelas que se dedicam na transformação de matérias-primas em produtos acabados.
Ex: Uma empresa que fabrica sabão, etc.
· Empresas de Prestação de Serviços, aquelas que se dedicam na prestação de serviços. 
Ex: Uma empresa que concerta electrodomésticos avariados, etc
Actividade Económica.
Actividade económica é toda aquela realizada pelo homem com vista a obtenção de bens ou serviços para a satisfação de necessidades mediante um custo.
Ramos da Actividade Económica.
São ramos de actividade económica, as seguintes:
· Produção: é a actividade que consiste na criação de bens ou serviços com vista a satisfação das necessidades humanas;
· Distribuição: é a actividade que consiste em transportar os bens nos locais de produção até aos de consumo;
· Consumo: é a actividade que consiste na satisfação de necessidades mediante a utilização dos bens produzidos.
As Unidades Intervenientes no Circuito Económico.
A actividade económica resulta na articulação entre a produção, a distribuição e o consumo. As unidades intervenientes neste circuito são:
· As Empresas: (unidades essencialmente vocacionadas a produção e comercialização);
· As famílias: (unidades essencialmente de consumo);
· O Estado: (entidade responsável para regular a actividade económica e para satisfazer as necessidades colectivas).
A Contabilidade.
Conceito de Contabilidade.
O conceito de contabilidade tem variado de autor para autor, em função daquilo que cada um percebe em relação aquilo que é de facto a contabilidade.
Actualmente, a maioria dos autores consideram a Contabilidade uma técnica de registo ou de gestão que tem em vista a determinação da situação patrimonial das empresas e dos seus resultados.
Objecto de Estudo da Contabilidade.
A contabilidade tem como seu objecto de estudo, o Património. 
Evolução Histórica da Contabilidade. 
A génese da contabilidade é explicada segundo a maioria dos autores pela necessidade sentida pelo homem de preencher as limitações da memória, mediante um processo de classificação e registo que lhe permitisse recordar facilmente as variações sucessivas do seu património, para que em qualquer momento pudesse saber do seu valor.
Assim, a contabilidade primitiva visava fundamentalmente suprir as limitações da memória humana. Alem disso, desempenhava igualmente uma outra função importante, que é a de constituir um meio de prova entre partes discordantes ou em litígio.
O grande desenvolvimento dos princípios contabilísticos e a necessidade de aperfeiçoamento da contabilidade deveram-se fundamentalmente a revolução industrial que trouxe um desenvolvimento das unidades de produção e aumento dos recursos humanos, materiais e financeiros.
Com o aumento de recursos humanos, materiais e financeiros, a contabilidade ganhou uma maior expressão nas empresas comerciais e mais tarde passou a ser aplicada nas empresas industriais e actualmente é aplicada em qualquer organização.
Divisão da Contabilidade.
A contabilidade divide-se em dois grandes grupos, nomeadamente:
· Contabilidade Geral ou Externa ou Financeira, aquela que se ocupa no registo das operações com terceiros, as modificações do património e apuramento de resultados.
· Contabilidade Analítica ou Interna ou de Custos ou Industrial, aquela que ocupa-se no registo das operações internas de produção e tem em vista a determinação do custo dos produtos ou serviços.
A contabilidade geral nos dá a situação económica e financeira global da empresa e a situação perante o exterior que tem haver com endividamentos, responsabilidades, etc.
A contabilidade interna nos dá a conhecer os custos suportados para produzir um determinado produto ou serviço, permite um controlo mais directo e pormenorizado da empresa e é um excelente instrumento de gestão.
Importância da Contabilidade.
A contabilidade é importante, na medida em que:
· Fornece informações sobre a situação económica e financeira das empresas;
· Fornece informações gerais da situação patrimonial das empresas;
· Fornece dados aos gestores das empresas, os quais servem de base e auxiliam na tomada de decisões sobre o futuro de uma empresa.
Funções da Contabilidade.
Na organização administrativa e financeira das empresas, podemos distinguir as seguintes funções da contabilidade:
1. Função de Registo: Consiste no registo das operações que provocam alterações no património.
Fases do Registo.
· Montagem da escrita, que consiste na escolha de modelos de impressos; estabelecimento do circuito documental; aquisição e registo de livros obrigatórios e facultativos e /ou aquisição de pacote informático para o processamento de dados contabilísticos; determinação de princípios e politicas contabilísticas e o critério valorimétrico; definição da natureza de informações a serem produzidas.
· Funcionamento, que consiste no registo das operações realizadas pela empresa para posterior apuramento de resultados.
2. Função Avaliação: Neste campo a contabilidade permite:
· Conhecer os custos dos produtos ou serviços;
· Determinar os preços de venda.
3. Função de Análise: Neste área a contabilidade fornece elementos necessários para analise dos resultados obtidos pela empresa e é na base das conclusões da análise que faz- se a previsão e tomada de decisões sobre o futuro da empresa.
4. Função de Previsão: Nesta área a contabilidade permite a elaboração do orçamento global e dos orçamentos parciais da empresa.
5. Função Controlo: A contabilidade permite nesta área, o controlo e acompanhamento da actividade desenvolvida pela empresa e através do controlo dos registos pode-se:
· Apreciar se a situação económica e financeira da empresa é boa ou má;
· Analisar a forma como os resultados foram obtidos;
· Fazer a comparação entre valores previstos e a realidade