A maior rede de estudos do Brasil

Quando temos um paciente com qualquer disfunção estética, é necessária uma anamnese detalhada para a definição do melhor protocolo de atendimento.

Ao longo da Unidade 3, verificamos sobre a importância de manter o sigilo das informações que são passadas pelo paciente e registradas no prontuário. Nossa conduta precisa ser norteada por regras pré-estabelecidas para uma boa convivência em sociedade. A palavra “ética” vem do grego “ethos” e significa caráter, modo de ser, costumes. Já moral vem do latim “moralis”, sendo relacionada ao comportamento (COHEN, SEGRE, 1999 apud MAIO, 2011).

Podemos inferir que existe uma incessante busca pela perfeição do corpo por meio de procedimentos estéticos, associados a grandes riscos, muitas vezes desnecessários. O respeito à autonomia do paciente é base do processo de Consentimento Informado, sendo uma atitude eticamente correta. Em outras palavras: todas as decisões devem estar baseadas em uma aliança entre paciente e equipe de profissionais, na busca da melhor forma terapêutica, primando pelas indicações técnicas, valores e princípios do paciente e consequências do tratamento. Dessa forma, diminui-se a possibilidade de um ato eticamente incorreto ou injusto (WEBER, 2011; LOCH, 2011). Quando temos um paciente com qualquer disfunção estética, é necessária uma anamnese detalhada para a definição do melhor protocolo de atendimento. Considerando essas informações e os conteúdos estudados, elabore uma ficha de consentimento livre e esclarecido para o paciente que busca atendimento em sua clínica.



Ainda não temos resposta. Você sabe responder?