Buscar

Vimos como os capitais se equivalem. Vejamos agora, como as taxas se equivalem, ou seja, num regime de juros simples, 1% ao mês e 12% ao ano eu pos...

Vimos como os capitais se equivalem. Vejamos agora, como as taxas se equivalem, ou seja, num regime de juros simples, 1% ao mês e 12% ao ano eu posso dizer que são taxas equivalentes, certo? E num regime de juros compostos, onde não é uma progressão linear, como eu faço para calcular as taxas equivalentes? Vamos ver?


Essa pergunta também está no material:

Matemática Financeira
72 pág.

Matemática Financeira Centro Universitário UniftecCentro Universitário Uniftec

💡 1 Resposta

User badge image

Ed Verified user icon

No regime de juros compostos, para calcular as taxas equivalentes, é necessário utilizar a fórmula da taxa equivalente, que é dada por: (1 + i) = (1 + j)^(n/m) Onde: - i é a taxa equivalente mensal; - j é a taxa equivalente anual; - n é o número de meses; - m é o número de meses em um ano. Assim, para calcular a taxa equivalente mensal, basta substituir os valores na fórmula e isolar o valor de i: (1 + i) = (1 + 0,12)^(1/12) 1 + i = 1,01 i = 0,01 ou 1% Portanto, no regime de juros compostos, a taxa de 1% ao mês é equivalente à taxa de 12,68% ao ano.

0
Dislike0

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis


✏️ Responder

SetasNegritoItálicoSublinhadoTachadoCitaçãoCódigoLista numeradaLista com marcadoresSubscritoSobrescritoDiminuir recuoAumentar recuoCor da fonteCor de fundoAlinhamentoLimparInserir linkImagemFórmula

Para escrever sua resposta aqui, entre ou crie uma conta.

User badge image

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes