Buscar

No poema-manifesto “Poética”, Manuel Bandeira evidencia muito bem a aversão que os modernistas tinham à poesia convencional e “funcionária pública”...

No poema-manifesto “Poética”, Manuel Bandeira evidencia muito bem a aversão que os modernistas tinham à poesia convencional e “funcionária pública”, “comedida” e de “bom tom” que se praticava no Brasil. Era necessário que uma outra poética se instaurasse, uma escrita mais libertária, próxima ao lirismo dos loucos, dos bêbados e dos clowns. Transcreva os primeiros versos do poema “Poética” de Manuel Bandeira.


Estou farto do lirismo comedido
Do lirismo bem comportado
Do lirismo funcionário público com livro de ponto
Estou farto do lirismo que pára e vai averiguar no dicionário o cunho vernáculo de um vocábulo.