A maior rede de estudos do Brasil

No caso de ser concedida a emancipação à um menor na vida Civil por que este não pode ser "emancipado" na vida penal?

Direito Civil e Direito Penal


3 resposta(s)

User badge image

Marcos

Há mais de um mês

Cunhadinho, na minha humilde opinião, creio que a menoridade penal não venha ''resolver'' nosso problema, a não ser por um curto período. Temos que observar que a violência atinge cada vez mais jovens, adolescentes e crianças até. Se mandarmos um adolescente de 16 anos para cadeia, prisão, ele entra lá por assalto à mão armada e sai PhD em assalto à banco;; Pra mim a melhor solução seria investir em educação e ocupação para tirar esse jovens das ruas, dar qualidade de vida, etc. :)

Cunhadinho, na minha humilde opinião, creio que a menoridade penal não venha ''resolver'' nosso problema, a não ser por um curto período. Temos que observar que a violência atinge cada vez mais jovens, adolescentes e crianças até. Se mandarmos um adolescente de 16 anos para cadeia, prisão, ele entra lá por assalto à mão armada e sai PhD em assalto à banco;; Pra mim a melhor solução seria investir em educação e ocupação para tirar esse jovens das ruas, dar qualidade de vida, etc. :)

User badge image

Victor

Há mais de um mês

Como o Marcos Carantino falou, a redução da menoridade penal não é a solução para a violência e problemas do nosso país e de vários outros. E é por essa razão que na Emancipação, só os aspectivos civis são abrangidos, enquanto a idade penal permanece a mesma. Não adianta tampar o sol com a peneira, o verdadeiro mal é bem mais profundo e crônico. O que realmente precisa ser feito e já virou "clichê" de tanto ser dito, é o investimento maciço na educação para que possamos ter resultados a médio e longo prazo. E enquanto não solucionamos o problema, a curto prazo o ideal seria prezar por penas alternativas e políticas públicas de reintegração do preso a sociedade.

User badge image

Thompson

Há mais de um mês

Com certeza a longo prazo seria uma solução cabível e eficiente, a coercibilidade e um instituto de repulsa para todo animal, o ser humano e um animal como qualquer outro, havendo leis rígidas imputadas aos inimputaveis seria um grande passo a freiar a impunidade, somando sim também com educação e segurança juntos. A sociedade está em mutação constante, as leis ficaram para trás, sendo assim sobrando lacunas a serem preenchidas.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes