A maior rede de estudos do Brasil

Explique as implicações do pressuposto das expectativas racionais para a eficácia da política de estabilização econômica.

Pressuposto das expectativas racionais


5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para resolver este problema, devemos colocar em prática o nosso conhecimento sobre macroeconomia II.


As expectativas racionais supõe que os agentes fazem o melhor uso da informação passada para a formulação de uma política econômica específica disponível, na versão fraca isso significa que os erros cometidos no passado não são correlacionados com os de agora e do futuro e na versão forte eles sempre acertam o valor médio da variável que querem prever, levando em conta a política que estava em vigor na época em que as informações foram coletadas. 

Portanto, como a informação não é pública muitas vezes e não possuímos um grau de racionalidade generalizado, isso implica que não adianta fazer políticas de estabilização, porque se os preços são flexíveis, e os modelos são utilizados por governos, bancos e instituições financeiras do mercado, os agentes antecipam as políticas e suas consequências, então eles irão reagir e reformular seus próprios preços, e assim nenhum efeito "real" será observado, apenas inflação.


Portanto, os agentes fazem o uso das informações passadas para a formulação de uma política econômica específica que estava em vigor, então eles sempre vão acertar e estará ciente do que prever com o valor médio. Com os preços flexíveis as políticas de estabilização não adiantaram, pois os agentes vão antecipar as consequências e a política.

Para resolver este problema, devemos colocar em prática o nosso conhecimento sobre macroeconomia II.


As expectativas racionais supõe que os agentes fazem o melhor uso da informação passada para a formulação de uma política econômica específica disponível, na versão fraca isso significa que os erros cometidos no passado não são correlacionados com os de agora e do futuro e na versão forte eles sempre acertam o valor médio da variável que querem prever, levando em conta a política que estava em vigor na época em que as informações foram coletadas. 

Portanto, como a informação não é pública muitas vezes e não possuímos um grau de racionalidade generalizado, isso implica que não adianta fazer políticas de estabilização, porque se os preços são flexíveis, e os modelos são utilizados por governos, bancos e instituições financeiras do mercado, os agentes antecipam as políticas e suas consequências, então eles irão reagir e reformular seus próprios preços, e assim nenhum efeito "real" será observado, apenas inflação.


Portanto, os agentes fazem o uso das informações passadas para a formulação de uma política econômica específica que estava em vigor, então eles sempre vão acertar e estará ciente do que prever com o valor médio. Com os preços flexíveis as políticas de estabilização não adiantaram, pois os agentes vão antecipar as consequências e a política.

User badge image

Joao

Há mais de um mês

A expectativas racionais supõe que os agentes fazem o melhor uso da informação disponível, na versão fraca isso significa que os erros cometidos no passado nao sao correlacionados com os de agora e do futuro (os agentes não estão fazendo um ajustamento cego) e na versão forte eles sempre acertam o valor médio da variável que querem prever. 

Isso implica que não adianta fazer políticas de estabilização (ou de impulso à demanda agregada), porque se os preços são flexíveis, e os agentes antecipam as políticas e suas consequencias, então eles irão reagir e reformular seus próprios preços, e assim nenhum efeito "real" será observado, apenas inflação. Apenas um choque não antecipado pode funcionar por algum tempo.

No entanto se o governo consegue convencer os agentes econômicos de que haverá por exemplo uma inflação x nesse ano, ao utilizarem essa expectativa para balizar suas decisões, os próprios agentes tornam real essa previsão.

Por isso essa teoria propõe a independência dos bancos centrais e a utilização de regras e metas claras, além do comprometimento das instituições em obedecê-las. O governo deveria deixar de tentar "mexer" na economia mas apenas balizar de forma eficaz as expectativas dos agentes para fazer uma boa politica macroeconômica.

Na minha humilde opnião a teoria é uma meia verdade, alguma hipóteses são muito fortes. Mario Henrique Simonsen achava essa teoria uma besteira.

User badge image

Kaio

Há mais de um mês

Bom, basicamente, as expectativas racionais estão no uso de informações passadas para a formulação de uma política econômica específica, levando em conta a política que estava em vigor na época em que as informações foram coletadas (Lucas). Assim, essas expectativas se apresentam em modelos econométricos que seguem determinados padrões, como a previsão do PIB, previsão da INFLAÇÃO etc... 

 

Portanto, como a informação não é pública muitas vezes e não possuímos um grau de racionalidade generalizado, esses modelos são utilizados por governos, bancos e instituições financeiras do mercado, lembrando que o forte dessa ideia é a sua característica matemática. 

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Para resolver este problema, devemos colocar em prática o nosso conhecimento sobre macroeconomia II.


As expectativas racionais supõe que os agentes fazem o melhor uso da informação passada para a formulação de uma política econômica específica disponível, na versão fraca isso significa que os erros cometidos no passado não são correlacionados com os de agora e do futuro e na versão forte eles sempre acertam o valor médio da variável que querem prever, levando em conta a política que estava em vigor na época em que as informações foram coletadas. 

Portanto, como a informação não é pública muitas vezes e não possuímos um grau de racionalidade generalizado, isso implica que não adianta fazer políticas de estabilização, porque se os preços são flexíveis, e os modelos são utilizados por governos, bancos e instituições financeiras do mercado, os agentes antecipam as políticas e suas consequências, então eles irão reagir e reformular seus próprios preços, e assim nenhum efeito "real" será observado, apenas inflação.


Portanto, os agentes fazem o uso das informações passadas para a formulação de uma política econômica específica que estava em vigor, então eles sempre vão acertar e estará ciente do que prever com o valor médio. Com os preços flexíveis as políticas de estabilização não adiantaram, pois os agentes vão antecipar as consequências e a política.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas