A maior rede de estudos do Brasil

Como funciona a denunciação da lide (intervenção de treceiros NCPC)?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

Na denunciação da lide, alguém que ocupa posição de garantidor é chamado ao processo, mas não necessariamente para integrar o polo passivo, podendo gerar processo que seguirá em apenso ao processo principal.

Assim, vencida a parte garantida na ação principal, o juiz passa a julgar a denunciação da lide para determinar eventual ressarcimento. 

Lembramos, contudo, que no novo CPC o denunciado  poderá assumir a posição de litisconsorte do denunciante e acrescentar novos argumentos à petição inicial, quando a denunciação for feita pelo autor.

As hipóteses da denunciação da lide são trazidas pelo art. 125, do CPC:

"Art. 125. É admissível a denunciação da lide, promovida por qualquer das partes:

I - ao alienante imediato, no processo relativo à coisa cujo domínio foi transferido ao denunciante, a fim de que possa exercer os direitos que da evicção lhe resultam;

II - àquele que estiver obrigado, por lei ou pelo contrato, a indenizar, em ação regressiva, o prejuízo de quem for vencido no processo (e.g. seguradora)."

Na denunciação da lide, alguém que ocupa posição de garantidor é chamado ao processo, mas não necessariamente para integrar o polo passivo, podendo gerar processo que seguirá em apenso ao processo principal.

Assim, vencida a parte garantida na ação principal, o juiz passa a julgar a denunciação da lide para determinar eventual ressarcimento. 

Lembramos, contudo, que no novo CPC o denunciado  poderá assumir a posição de litisconsorte do denunciante e acrescentar novos argumentos à petição inicial, quando a denunciação for feita pelo autor.

As hipóteses da denunciação da lide são trazidas pelo art. 125, do CPC:

"Art. 125. É admissível a denunciação da lide, promovida por qualquer das partes:

I - ao alienante imediato, no processo relativo à coisa cujo domínio foi transferido ao denunciante, a fim de que possa exercer os direitos que da evicção lhe resultam;

II - àquele que estiver obrigado, por lei ou pelo contrato, a indenizar, em ação regressiva, o prejuízo de quem for vencido no processo (e.g. seguradora)."

User badge image

CND

Há mais de um mês

Em síntese, é ação regressiva incidental, que pode ser proposta pelo autor ou pelo réu, para que seja citada como denunciada a pessoa contra quem o denunciante possui uma pretensão indenizatória, um reembolso, cabo seja sucumbente na ação principal.  Pode-se dizer que é uma ação de regresso antecipada.

Com a propositura da denunciação, o processo passa a ter duas demandas: a principal (autor x réu) e a incidental (denunciante x denunciado).

Sendo vencido o denunciante na ação principal, será apreciada a denunciação da lide; caso contrário, não será apreciada. Desta forma, a denunciação da lide tem certa relação de prejudicialidade.

Quanto ao cabimento, o NCPC prevê em seus artigos 125 a 129.

No diploma anterior (CPC/73) havia obrigatoriedade, nas hipóteses previstas no art. 70. No NCPC, passou a ser facultativa (par. único do art. 125).

Em relação ao procedimento:

  • Denunciação feita pelo autor: na Petição Inicial (art. 126). Primeiro é citado o denunciado. Somente após o prazo para contestação deste, o réu é citado.
  • Denunciação feita pelo réu: é requerida no prazo da contestação, com citação do denunciado no prazo de 30 dias, como regra. Será, entretanto, de 2 meses o prazo, caso o denunciado resida em outra comarca, seção, ou subseção judiciária ou estar em lugar incerto.

Do indeferimento do pedido, cabe agravo de instrumento.

Acolhido o pedido, a ação principal e a denunciação serão decididas na mesma sentença.

A denunciação da lide não cabe: no processo de execução, bem como nas relações de consumo.

Um exemplo de aplicação do instituto é o caso de segurado x seguradora.

Fonte: Elpídio Donizetti - Curso Didático de Direito Processual Civil (2016, p. 307 e ss.).

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas