A maior rede de estudos do Brasil

Qual remédio constitucional necessário?

Fulana, de 19 anos, filha única, sempre teve relacionamento conturbado com seus pais, ficou sabendo por um primo que seus pais estavam em uma clínica psiquiátrica, afim de contratar sua internação para tratamento psiquiátrico, tendo inclusive o médico e o diretos da clínica, já tomado providência para sua remoção!
Direito Constitucional IColégio Objetivo

3 resposta(s)

User badge image

Luana

Há mais de um mês

habeas corpus
habeas corpus
User badge image

João Luiz

Há mais de um mês

No que sopese o entendimento sobre o remédio constitucional, bem disse o João Victor Caminha sobre o "habeas corpus preventivo", entretanto como trata-se de pessoa com maioridade civil, deve-se levar em conta a questão de que os pais não tem mais o chamado "poder familiar" sobre as dicisões da vida da filha, uma vez que de acordo com o artigo 5º da Lei nº 10.406/2002 diz que "a menoridade cessa aos 18 anos completos, quando a pessoa fica habilitada à prática de todos os atos da vida civil"; neste caso o que ela pode simplesmente fazer é se negar a ir, pois o art. 5º, XV da CFRB, assim dispõe: “é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer, ou dele sair com seus bens”.

Caso os pais ainda queiram fazer sua internação, esta deverá ser feita compulsória, ou seja através de meios legais que dêem causa legal à sua internação, caso contrário tanto os pais quais os diretores poderão responder por cárcere privado, conforme abaixo:

Seqüestro e cárcere privado

Art. 148Privar alguém de sua liberdade, mediante seqüestro ou cárcere privado:

Pena – reclusão, de um a três anos.

§ 1º – A pena é de reclusão, de dois a cinco anos:

I – se a vítima é ascendente, descendente, cônjuge ou companheiro do agente ou maior de 60 (sessenta) anos(Redação dada pela Lei nº 11.106, de 2005)

II – se o crime é praticado mediante internação da vítima em casa de saúde ou hospital;

Como vemos, nessa questão o remédio para a FULANA de que estamos tratando para o caso de internação compulsória será o "habeas corpus".

 

Espero ter podido ajudar.

User badge image

João

Há mais de um mês

Habeas Corpus preventivo no sentido de atacar a medida que visa coagir o direito de liberdade de locomoção da paciente.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes