A maior rede de estudos do Brasil

Crise carcerária

Vocês acham que a crise carcerária é apenas no Maranhão e que ela foi instituida só agora?


6 resposta(s)

User badge image

Thiago Rafael

Há mais de um mês

Creio que já nasceu em crise, já que a ideia de ressocialização do apenado se esvai, o sistema prisional tem o intuito de preparar o indivíduo, mas não se vê isso acontecer.

Se gostou, não esqueça de aprovar, espero que tenha ajudado!

Creio que já nasceu em crise, já que a ideia de ressocialização do apenado se esvai, o sistema prisional tem o intuito de preparar o indivíduo, mas não se vê isso acontecer.

Se gostou, não esqueça de aprovar, espero que tenha ajudado!

User badge image

Madalena

Há mais de um mês

A falência no Estado do Maranhão é múltipla, o que está acontecendo com o sistema carcerário de lá é reflexo de toda uma conjuntura que não funciona há muito (muito!) tempo. Um Estado que não tem educação, não tem saúde, não tem segurança, não tem garantias fundamentais respeitadas, encarcera em massa. Respondendo objetivamente a tua pergunta: a crise não é de agora e não é só do Maranhão. Em 2009 a Câmara dos Deputados publicou o Relatório da CPI do sistema carcerário brasileiro que ratifica muito bem o que eu estou afirmando. Particurlamente, posso te dizer que sou uma apaixonada pela temática e, com segurança, faço sempre questão de ressaltar que essa realidade caótica nas unidades prisionais não está tão distante de nós aqui em Pernambuco. Caso interesse a você, algumas de minhas idas às unidades prisionais do Recife e Região Metropolitana estão registradas no meu blog. O link que vou deixar aqui é o post da minha primeira visita ao Aníbal Bruno. http://cactosesombrinhas.wordpress.com/2010/06/14/visita-ao-presidio-professor-anibal-bruno-a-mais-incrivel-experiencia/
Indo um pouco além da tua pergunta, e sem querer ser tomada como invasiva, caso não tenha lido ainda, recomendo Microfísica do Poder, Vigiar e Punir (ambos de Foucault) e The Culture of Fear (Barry Glasner). Os dois primeiros deixam claro pra gente o motivo pelo qual o Sistema Prisional é altamente rentável pra o Estado e o quanto é útil a criminalidade para a máquina pública. A última indicação faz o leitor entender as razões pelas quais é tão difícil uma mudança efetiva no sistema prisional, deixa claro porquê é tão difícil a sociedade se levantar contra as injustiças causadas por um sistema carcerário cruel como o nosso. Quando o assunto é sistema prisional, o buraco é mais embaixo, mas acho que deu pra responder tua pergunta.

Att,
Madalena Rodrigues.

User badge image

Tainá

Há mais de um mês

A crise no sistema carcerário maranhense, é apenas um retrato do que está acontecendo em todo o Brasil: falta de estrutura física e administrativa adequada. Com os presídeos brasileiros superlotados e sucateados, um condenado raramente tem a oportunidade de se reintegrar socialmente e são submetidos a condições sub-humanas com alimentação precária, celas sujas e superlotadas. Entre 1995 e 2005 a população carcerária do Brasil apresentou um crescimento de 143,91%, enquanto os investimentos do Governo Federal continuam ineficazes e insuficientes. Assim, as prisões que teriam por objetivo corrigir, tornam cada vez mais uma fábrica de delinqüentes. Como alternativa viável a esse cenário, criou-se a APAC – Associação de Proteção e Assistência aos Condenados, uma entidade civil de direito privado, responsável pela administração de Centros de Reintegração Social. A Associação age em parceria com os poderes Judiciário e Executivo na recuperação e reintegração social dos condenados a penas privativas de liberdade, mas para que ele se torne mais eficaz, é necessário o investimento financeiro que deve partir do interesse e da boa vontade dos Governos Federais e Executivos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes