A maior rede de estudos do Brasil

Como, em um laboratório de bioquímica, identificar a formação de uma ligação peptídica?

A reação de Biureto utiliza o cobre para ligá-lo ao grupamento amina, daí a coloração fica roxa....seria isso mesmo? Tem algo haver com a cristalização de raios-x?


2 resposta(s)

User badge image

Bit Ayo

Há mais de um mês

Olá. Existem diversos testes para identificar a formação de ligações peptídicas numa solução, como o teste do biureto, o ensaio de Lowry, de Bradford, espectrofotometria etc. O teste de biureto, em particular, utiliza um reagente contendo Cu2+e tartarato de sódio e potássio numa solução básica. Esse reagente é capaz de identificar ligações peptídicas pois o tartarato, em meio básico, estabiliza a formação de quelatos entre Cu2+ e proteínas. Quelatos são aqueles compostos orgânicos que conseguem aprisionar um íon metálico em sua estrutura por meio de várias ligações covalentes, como a clorofila (aprisiona magnésio) e a hemoglobina (aprisiona o ferro). Quelatos costumam ser coloridos. No teste de biureto, o quelato em questão é violeta. Então, se a amostra verificada no teste mudar de cor, aproximando-se do violeta, formaram-se quelatos, logo há proteínas, logo há ligações peptídicas. Cristalografia de raio-x serve para identificar a estrutura de um cristal (pode ser proteico); mas não é útil na identificação de ligações peptídicas, são objetivos muitos distintos. Até mais. Espero ter ajudado.

Olá. Existem diversos testes para identificar a formação de ligações peptídicas numa solução, como o teste do biureto, o ensaio de Lowry, de Bradford, espectrofotometria etc. O teste de biureto, em particular, utiliza um reagente contendo Cu2+e tartarato de sódio e potássio numa solução básica. Esse reagente é capaz de identificar ligações peptídicas pois o tartarato, em meio básico, estabiliza a formação de quelatos entre Cu2+ e proteínas. Quelatos são aqueles compostos orgânicos que conseguem aprisionar um íon metálico em sua estrutura por meio de várias ligações covalentes, como a clorofila (aprisiona magnésio) e a hemoglobina (aprisiona o ferro). Quelatos costumam ser coloridos. No teste de biureto, o quelato em questão é violeta. Então, se a amostra verificada no teste mudar de cor, aproximando-se do violeta, formaram-se quelatos, logo há proteínas, logo há ligações peptídicas. Cristalografia de raio-x serve para identificar a estrutura de um cristal (pode ser proteico); mas não é útil na identificação de ligações peptídicas, são objetivos muitos distintos. Até mais. Espero ter ajudado.

User badge image

Kartagena Borges

Há mais de um mês

Pesquisei: Reação de Biureto 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes