A maior rede de estudos do Brasil

11 - No cenário político brasileiro desde o passado ao cenário atual, vários movimentos e partidos políticos foram

a) O pensamento liberal brasileiro sempre se constituiu em um único e coerente partido político; b) O pensamento abolicionista, de caráter liberal, se constituiu em um partido político; c) O MST e o MSTU constituem partidos coligados politicamente; d) Partidos se caracterizam pelo projeto (práxis) e ideologia, os movimentos pelos objetivos delimitados; e) Partido político e movimento político não apresentam diferenças.
Ciência Política IColégio Classe A

2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

LR Verified user icon

Há mais de um mês

Resposta: Estão CORRETAS e INCORRETAS, ao mesmo tempo, as alternativas d) Partidos se caracterizam pelo projeto (práxis) e ideologia, os movimentos pelos objetivos delimitados e e) Partido político e movimento político não apresentam diferenças.

Justificativa (alternativas a serem problematizadas):

A alternativa e) Partidos políticos e movimento político não apresentam diferenças, não representa um consenso na teoria política, pois há quem diga que movimentos políticos podem ser caracterizados como partidos políticos, e vice-versa. Entretanto, há quem afirme que há diferenças claras entre eles. Superficialmente é possível cair no erro de afirmar que há no mínimo uma diferença entre eles, os Partidos Políticos possuem legendas eleitorais, ou seja, concorrem oficialmente a cargos institucionais, e os movimentos políticos não. Entretanto nem todo partido possui legenda e concorre a cargos institucionais, o Partido Comunista Brasileiro, por exemplo, passou por diversos momentos em que a censura o levou a clandestinidade, entretanto a organização nunca deixou de ser um partido, inclusive um partido sempre atuante, mesmo que nem sempre publicamente atuante. Por outro lado, há movimentos políticos possuem um programa ideológico e uma ação prática idêntica ao que se espera de um partido, inclusive indicante militâncias para a disputa de cargos institucionais. O Movimento dos Trabalhadores sem Terra, por exemplo, não apenas possui uma clara linha política, quanto também indica militantes para concorrer a cargos institucionais, mesmo que não possuindo legenda própria. Então, a alternativa que diz que os partidos políticos e os movimentos sociais não possuem diferenças, está correta e incorreta ao mesmo tempo, depende apenas de uma escolha metodológica de como o pesquisador irá caracterizar cada ator político.

d) Partidos se caracterizam pelo projeto (práxis) e ideologia, os movimentos pelos objetivos delimitados. Diversas defesas teóricas podem ser feitas com relação ao que a alternativa afirma, havendo divergências entre elas. Todo partido político precisa ser mediado por um projeto (práxis) e por uma ideologia, e isso não impede que eles possuam ao mesmo tempo objetivos delimitados. Por exemplo, o Partido Comunista Brasileiro, tem como objetivo claro a construção de uma sociedade Comunista, isso é sim uma posição ideológica, mas não deixa de ser um objetivo delimitado, por mais otimista e de longo prazo que este objetivo parece ser. Por outro lado, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, possuem um objetivo delimitado, que é o da reforma agrária, mas isso não significa que não possua um projeto de ação e uma ideologia. É claro no movimento que defendem o Comunismo como ideologia, essa mesma ideologia é o que orienta a ação prática do movimento ao priorizar a sociabilidade coletiva em seus espaços. Também se constituiu uma práxis do movimento a associação com partidos políticos e a indicação de militantes próprios para concorrer cargos institucionais. Dessa forma, é possível afirmar que Partidos e Movimentos não se tratam do mesmo tipo de organização, entretanto, também é possível afirmar que podem vir a se configurar como organizações iguais.

 

Justificativa: Por exclusão, estão INCORRETAS as alternativas A, B.

a) O Pensamento liberal brasileiro sempre se constituiu em um único e coerente partido político, está INCORRETA porque dizem-se liberais diversos partidos políticos, não sendo possível também afirmar que há entre eles uma unidade ideológica, nem que há coerência entre a ação política deles e os ideais do liberalismo por eles defendidos. O gráfico a seguir mostra uma tendência do posicionamento ideológico dos partidos brasileiros a partir de suas votações na Câmara entre 2015 e 2017. (gráfico retirado de reportagem da BBC publicada em 11 de setembro de 2011)

 b) O pensamento abolicionista, de caráter liberal, se constituiu em um partido político. Não é possível afirmar que o pensamento abolicionista se constituiu em um partido político. Primeiro, porque em 1888 não haviam partidos políticos, haviam agremiações que reuniam pessoas, políticos ou não, em torno de uma posição política comum. Os Partidos políticos passaram a de fato existir como tais apenas no período da Republica Velha (1889 – 1930). Segundo, porque a agremiação que apoio o abolicionismo não de fato fez parte do movimento abolicionista brasileiro, não inteiramente pelo menos. As duas correntes politicas organizadas em torno de agremiações eram contra a abolição da escravidão, entretanto a mais liberal delas, em um dado momento, passou a ser a favor desde que feita de forma lenta e gradual.

c) O MST e o MSTU constituem partidos coligados politicamente. O Movimento dos Trabalhadores sem Terra (MST) e o Movimento dos Trabalhadores sem Terra Urbanos de Mauá (MSTU), não podem ser considerados partidos políticos coligados pois não possuem legendas eleitorais cadastradas. Entretanto, não podemos afirmar que concorrem a cargos institucionais. Há uma forma possível (e polêmica), de caracterizar certos movimentos sociais como partidos políticos. Mas como não é possível a generalização de diria que todos os movimentos sociais são partidos políticos, não é possível afirmar de forma categórica que os Movimentos citados devem ser considerados partidos políticos, mesmo que não possuam legendas. Apenas é necessário afirmar que há quem diga que são, em especial o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto.

Resposta: Estão CORRETAS e INCORRETAS, ao mesmo tempo, as alternativas d) Partidos se caracterizam pelo projeto (práxis) e ideologia, os movimentos pelos objetivos delimitados e e) Partido político e movimento político não apresentam diferenças.

Justificativa (alternativas a serem problematizadas):

A alternativa e) Partidos políticos e movimento político não apresentam diferenças, não representa um consenso na teoria política, pois há quem diga que movimentos políticos podem ser caracterizados como partidos políticos, e vice-versa. Entretanto, há quem afirme que há diferenças claras entre eles. Superficialmente é possível cair no erro de afirmar que há no mínimo uma diferença entre eles, os Partidos Políticos possuem legendas eleitorais, ou seja, concorrem oficialmente a cargos institucionais, e os movimentos políticos não. Entretanto nem todo partido possui legenda e concorre a cargos institucionais, o Partido Comunista Brasileiro, por exemplo, passou por diversos momentos em que a censura o levou a clandestinidade, entretanto a organização nunca deixou de ser um partido, inclusive um partido sempre atuante, mesmo que nem sempre publicamente atuante. Por outro lado, há movimentos políticos possuem um programa ideológico e uma ação prática idêntica ao que se espera de um partido, inclusive indicante militâncias para a disputa de cargos institucionais. O Movimento dos Trabalhadores sem Terra, por exemplo, não apenas possui uma clara linha política, quanto também indica militantes para concorrer a cargos institucionais, mesmo que não possuindo legenda própria. Então, a alternativa que diz que os partidos políticos e os movimentos sociais não possuem diferenças, está correta e incorreta ao mesmo tempo, depende apenas de uma escolha metodológica de como o pesquisador irá caracterizar cada ator político.

d) Partidos se caracterizam pelo projeto (práxis) e ideologia, os movimentos pelos objetivos delimitados. Diversas defesas teóricas podem ser feitas com relação ao que a alternativa afirma, havendo divergências entre elas. Todo partido político precisa ser mediado por um projeto (práxis) e por uma ideologia, e isso não impede que eles possuam ao mesmo tempo objetivos delimitados. Por exemplo, o Partido Comunista Brasileiro, tem como objetivo claro a construção de uma sociedade Comunista, isso é sim uma posição ideológica, mas não deixa de ser um objetivo delimitado, por mais otimista e de longo prazo que este objetivo parece ser. Por outro lado, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, possuem um objetivo delimitado, que é o da reforma agrária, mas isso não significa que não possua um projeto de ação e uma ideologia. É claro no movimento que defendem o Comunismo como ideologia, essa mesma ideologia é o que orienta a ação prática do movimento ao priorizar a sociabilidade coletiva em seus espaços. Também se constituiu uma práxis do movimento a associação com partidos políticos e a indicação de militantes próprios para concorrer cargos institucionais. Dessa forma, é possível afirmar que Partidos e Movimentos não se tratam do mesmo tipo de organização, entretanto, também é possível afirmar que podem vir a se configurar como organizações iguais.

 

Justificativa: Por exclusão, estão INCORRETAS as alternativas A, B.

a) O Pensamento liberal brasileiro sempre se constituiu em um único e coerente partido político, está INCORRETA porque dizem-se liberais diversos partidos políticos, não sendo possível também afirmar que há entre eles uma unidade ideológica, nem que há coerência entre a ação política deles e os ideais do liberalismo por eles defendidos. O gráfico a seguir mostra uma tendência do posicionamento ideológico dos partidos brasileiros a partir de suas votações na Câmara entre 2015 e 2017. (gráfico retirado de reportagem da BBC publicada em 11 de setembro de 2011)

 b) O pensamento abolicionista, de caráter liberal, se constituiu em um partido político. Não é possível afirmar que o pensamento abolicionista se constituiu em um partido político. Primeiro, porque em 1888 não haviam partidos políticos, haviam agremiações que reuniam pessoas, políticos ou não, em torno de uma posição política comum. Os Partidos políticos passaram a de fato existir como tais apenas no período da Republica Velha (1889 – 1930). Segundo, porque a agremiação que apoio o abolicionismo não de fato fez parte do movimento abolicionista brasileiro, não inteiramente pelo menos. As duas correntes politicas organizadas em torno de agremiações eram contra a abolição da escravidão, entretanto a mais liberal delas, em um dado momento, passou a ser a favor desde que feita de forma lenta e gradual.

c) O MST e o MSTU constituem partidos coligados politicamente. O Movimento dos Trabalhadores sem Terra (MST) e o Movimento dos Trabalhadores sem Terra Urbanos de Mauá (MSTU), não podem ser considerados partidos políticos coligados pois não possuem legendas eleitorais cadastradas. Entretanto, não podemos afirmar que concorrem a cargos institucionais. Há uma forma possível (e polêmica), de caracterizar certos movimentos sociais como partidos políticos. Mas como não é possível a generalização de diria que todos os movimentos sociais são partidos políticos, não é possível afirmar de forma categórica que os Movimentos citados devem ser considerados partidos políticos, mesmo que não possuam legendas. Apenas é necessário afirmar que há quem diga que são, em especial o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas