A maior rede de estudos do Brasil

Como se compatibilizaria o direito de greve e o princípio da continuidade dos serviços públicos?

Direito Administrativo IEscola Pequeno Principe

4 resposta(s)

User badge image

Júlio César Lopes

Há mais de um mês

Não há previsão legal especificando um percentual. A legislação fala que deve-se manter os serviços essenciais, mas não diz quanto é necessário, ou seja, há muita subjetividade nesse quesito.
Não há previsão legal especificando um percentual. A legislação fala que deve-se manter os serviços essenciais, mas não diz quanto é necessário, ou seja, há muita subjetividade nesse quesito.
User badge image

Michele

Há mais de um mês

Há previsão legal acerca da necessidade de manutenção de um certo percentual em funcionamento dos serviços considerados essenciais. 

User badge image

Especialistas PD

Há mais de um mês

Direito de greve e continuidade dos serviços públicos são perfeitamente compatíveis. Segundo a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, em se tratando de serviços públicos, os empregados/servidores podem aderir à greve. No entanto, o serviço público deve permanecer sendo oferecido, ainda que em carga horária reduzida devido à redução de pessoal. Vale ressaltar que os serviços públicos considerados ESSENCIAIS deverão ser prestados em sua totalidade. É o caso da Segurança Pública, de modo que militares e policiais civis não poderão fazer greve (Reclamação 6.568/STF).

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes