A maior rede de estudos do Brasil

O que são normas penais explicativas?


3 resposta(s)

User badge image

Claudinei

Há mais de um mês

As normas penais incriminadoras definem as infrações penais proibindo a prática de condutas (crimes comissivos) ou impondo a prática de condutas (crimes omissivos), sob a ameaça expressa e específica de uma pena. ... As normas penais não incriminadoras classificam-se em: permissivas, complementares e explicativas.
As normas penais não incriminadoras explicativas e complementares esclarecem, limitam ou complementam as normas penais incriminadoras dispostas na Parte Especial, dessa forma, podem determinar a infração penal, esclarecendo ou complementando o preceito primário, bem como determinar a consequência jurídica esclarecendo, limitando ou complementando o preceito secundário.
As normas penais incriminadoras definem as infrações penais proibindo a prática de condutas (crimes comissivos) ou impondo a prática de condutas (crimes omissivos), sob a ameaça expressa e específica de uma pena. ... As normas penais não incriminadoras classificam-se em: permissivas, complementares e explicativas.
As normas penais não incriminadoras explicativas e complementares esclarecem, limitam ou complementam as normas penais incriminadoras dispostas na Parte Especial, dessa forma, podem determinar a infração penal, esclarecendo ou complementando o preceito primário, bem como determinar a consequência jurídica esclarecendo, limitando ou complementando o preceito secundário.
User badge image

Estudante

Há mais de um mês

São normas que explicam conceitos para a boa aplicação da lei penal. Um exemplo claro é o conceito de funcionário público que é explicado pelo artigo 327 do Código Penal que dispõe:

Funcionário público

        Art. 327 - Considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, embora transitoriamente ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou função pública.

        § 1º - Equipara-se a funcionário público quem exerce cargo, emprego ou função em entidade paraestatal, e quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou conveniada para a execução de atividade típica da Administração Pública.

Dessa maneira, caso ocorra, por exemplo,  os crime de corrupção passiva, peculato, concussão o operador do direito vai valer-se do artigo 327 do Código Penal para saber se a pessoa que praticou  o crime se enquadra no conceito de funcionário público. 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes