A maior rede de estudos do Brasil

A responsabilidade primária na prevenção e identificação de fraude e erros da entidade é:


5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) conceitua fraude e erro da seguinte forma pela resolução 836:

  1. Fraude, o ato de omissão ou manipulação de transações, adulteração de documentos, registros e demonstrações contábeis;

  2. Erro, o ato não-intencional, resultante de omissão, desatenção ou má interpretação de fatos na elaboração de registros contábeis.


Considerando a regulamentação é possível averiguar que a responsabilidade primária na prevenção e identificação de fraude e erros da entidade é do auditor independente, pois é contratado para garantir que os dados das demonstrações contábeis reflitam a real situação econômico-financeira da entidade em questão.

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) conceitua fraude e erro da seguinte forma pela resolução 836:

  1. Fraude, o ato de omissão ou manipulação de transações, adulteração de documentos, registros e demonstrações contábeis;

  2. Erro, o ato não-intencional, resultante de omissão, desatenção ou má interpretação de fatos na elaboração de registros contábeis.


Considerando a regulamentação é possível averiguar que a responsabilidade primária na prevenção e identificação de fraude e erros da entidade é do auditor independente, pois é contratado para garantir que os dados das demonstrações contábeis reflitam a real situação econômico-financeira da entidade em questão.

User badge image

Pedro Paulo

Há mais de um mês

O contador da entidade

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

 

 

  1. Fraude, o ato de omissão ou manipulação de transações, adulteração de documentos, registros e demonstrações contábeis;
  2. Erro, o ato não-intencional, resultante de omissão, desatenção ou má interpretação de fatos na elaboração de registros contábeis.

Considerando a regulamentação é possível averiguar que a responsabilidade primária na prevenção e identificação de fraude e erros da entidade é do auditor independente, pois é contratado para garantir que os dados das demonstrações contábeis reflitam a real situação econômico-financeira da entidade em questão.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) conceitua fraude e erro da seguinte forma pela resolução 836:

  1. Fraude, o ato de omissão ou manipulação de transações, adulteração de documentos, registros e demonstrações contábeis;

  2. Erro, o ato não-intencional, resultante de omissão, desatenção ou má interpretação de fatos na elaboração de registros contábeis.


Considerando a regulamentação é possível averiguar que a responsabilidade primária na prevenção e identificação de fraude e erros da entidade é do auditor independente, pois é contratado para garantir que os dados das demonstrações contábeis reflitam a real situação econômico-financeira da entidade em questão.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas