Todos os que têm meditado na arte de governar a humanidade foram convencidos de que a sote dos impérios depende da educação da juventude”

 

  • A educação é uma parte da existência humana, da mesma forma que a arte, a ciência, e a linguagem. Deve por isso haver uma filosofia da educação ao mesmo título com que existe uma estética, uma epistemologia, uma filosofia da linguagem.
     

  • A educação permite discernir o sentido humano dos debates filosóficos para lá de seus aspectos técnicos, colocar os conceitos mais abstratos à prova da prática, mostrar que a filosofia não é somente trabalho de especialistas, mas dos homens.
     

  • A Filosofia da Educação não é a pedagogia. Também não é a psicologia da criança. É um ramo da Filosofia e esta não visa um saber-fazer, nem mesmo um saber, mas antes de mais nada pôr em questão de tudo o que acreditamos poder e saber.
     

  • A filosofia da educação não pergunta como curar a dislexia, mas de onde vem a importância que se atribui ao ato de ler; não pretende melhorar as relações entre pais e filhos, mas indaga a natureza da família, o seu valor, os seus limites, numa palavra, o seu sentido; não ensina a estabelecer o emprego do tempo escolar, mas examina o valor de cultura das diferentes disciplinas escolares.

 

Disciplina:Antropologia Cultural1.519 materiais