A maior rede de estudos do Brasil

inflamação

A inflamação pode ser conceituada, portanto, como uma resposta local do tecido vascularizado agredido, caracterizada por alterações do sistema vascular, dos componentes líquidos e celulares, bem como por adaptações do tecido conjuntivo vizinho. Desta forma, pode ser considerada uma reação de defesa local.

Inúmeras são as causas ou os agentes responsáveis pelas alterações encontradas na inflamação, sendo divididos em grupos conforme a natureza do agente. Assim, têm-se os agentes químicos, para designar o grupo das substâncias químicas, endógenas ou exógenas, que causam injúrias às células (ex.: tetracloreto de carbono, álcool); os agentes físicos, que agrupam as causas de natureza mecânica, elétrica, radioativa, de mudanças na temperatura etc.; e os agentes biológicos, englobando todos os seres vivos capazes de alterar a função celular (ex.: vírus, bactérias, fungos).

Para tornar-se um agente inflamatório, ou seja, um estímulo que desencadeie esses fenômenos de transformação nos tecidos, o agente lesivo tem que ser suficientemente intenso para provocar tais reações e ultrapassar as barreiras de defesa externas (como a derme, por exemplo), sem contudo alterar a vitalidade do tecido em que atua.

 

 

inflamatória é uma resposta inescífica do organismo, onde o principal objetivo é eliminar o organismo causador do distúrbio. Para isso, as células do sistema imune irão secretar diversas citocinas que irão recrutar mais células para a área lesionada, irão estimular que outras células secretem mais citocinas que podem agir em sinergismo ou antagonismo à citocina já secretada e ainda irá agir como regulador da resposta inflamatória, cessando o estímulo e eliminando a resposta como um todo.


1 resposta(s)

User badge image

Eriwelton Silva

Há mais de um mês

vou da um a olhada 

vou da um a olhada 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes