A maior rede de estudos do Brasil

Rejeitar um profissional qualificado por não poder pagar por sua qualificação é uma boa ideia para as empresas? as vezes o barato sai caro.


3 resposta(s)

User badge image

Guilherme Gonçalves Dos Santos

Há mais de um mês

Cada caso é um caso, para avaliar isso tem que pensar não só o caso do profissional qualificado, mas além disso o momento da empresa também.

Cada caso é um caso, para avaliar isso tem que pensar não só o caso do profissional qualificado, mas além disso o momento da empresa também.

User badge image

Vanessa Geier

Há mais de um mês

Penso que é bom levar em consideração o custo/benefício. Como Guilherme disse, deve-se avaliar o momento da empresa. No entanto, se houver grandes chances desse profissional "salvar" a empresa por conta da sua qualificação e conhecimento, seria um investimento com resultados a médio e longo prazo. Ou seja, a entidade deve fazer uma análise mais abrangente possível para saber os riscos das situações possíveis.

User badge image

Guilherme Gonçalves Dos Santos

Há mais de um mês

Sim, nesse caso, pensando como empresa. Para quê eu preciso de um funcionario altamente qualificado para fazer uma função que exija menos requisitos. Seria um desperdicio de talento em uma vaga já preenchida, tirando que o funcionario quando estagnado, mostra sinais de frustação que incidem em desempenho.

A diversas situações que a situação que o o nosso amigo José Raul pode se identificar, mas sem ter os dois lados da moeda, é complicado de avaliar... Cada caso é um caso. =)

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes