A maior rede de estudos do Brasil

quais sao os principais distúrbios/doenças animal provocadas pelo processo de digestão e ou absorção dos carboidratos;


1 resposta(s)

User badge image

Dulcila Silva

Há mais de um mês

Tipos

Existem tipos diferentes de má absorção, conforme o mecanismo envolvido no processo:

Insuficiência na produção de enzimas digestivas específicas responsáveis pela digestão (quebra em micropartículas) de um nutriente específico, como proteínas, carboidratos e gorduras. Estes sucos digestivos são produzidos pelo estômago, pâncreas, fígado e mucosa intestinal, e qualquer doença que afete algum destes órgãos pode comprometer seu funcionamento. Como exemplos mais frequentes de doenças temos a pancreatite, obstrução do ducto biliar (primária ou secundária à câncer), fibrose cística e deficiência na produção da enzima lactase pela mucosa intestinal, remoção cirúrgica de parte do estômago e gastrite atrófica.

Alteração da própria mucosa intestinal, que passa a não absorver adequadamente os nutrientes da alimentação, mesmo que estes já tenham passado pelo processo de digestão normalmente, ou seja, diminuição da área de absorção. São exemplos de causas desta alteração: Doença Celíaca, Espru tropical, Doença de Whipple, Doença de Chron, Retocolite Ulcerativa, infecções locais por bactérias, vírus e protozoários, drogas como neomicina e álcool e retirada cirúrgica (ressecção) de parte do intestino por doenças específicas e tumores, enterites regionais pós tratamento radioterápico de tumores da região abdominal.

 

Alteração da circulação sanguínea ou de vasos linfáticos da mucosa intestinal ou de vasos sanguíneos que irrigam a região mesentérica intestinal. Esta alteração prejudica o transporte de nutrientes absorvidos pelo intestino para todo o organismo. São causas que cursam com esta alteração: Linfangiectasias Intestinais, Mucoviscidose, Isquemia Mesentérica e Linfomas .

Tipos

Existem tipos diferentes de má absorção, conforme o mecanismo envolvido no processo:

Insuficiência na produção de enzimas digestivas específicas responsáveis pela digestão (quebra em micropartículas) de um nutriente específico, como proteínas, carboidratos e gorduras. Estes sucos digestivos são produzidos pelo estômago, pâncreas, fígado e mucosa intestinal, e qualquer doença que afete algum destes órgãos pode comprometer seu funcionamento. Como exemplos mais frequentes de doenças temos a pancreatite, obstrução do ducto biliar (primária ou secundária à câncer), fibrose cística e deficiência na produção da enzima lactase pela mucosa intestinal, remoção cirúrgica de parte do estômago e gastrite atrófica.

Alteração da própria mucosa intestinal, que passa a não absorver adequadamente os nutrientes da alimentação, mesmo que estes já tenham passado pelo processo de digestão normalmente, ou seja, diminuição da área de absorção. São exemplos de causas desta alteração: Doença Celíaca, Espru tropical, Doença de Whipple, Doença de Chron, Retocolite Ulcerativa, infecções locais por bactérias, vírus e protozoários, drogas como neomicina e álcool e retirada cirúrgica (ressecção) de parte do intestino por doenças específicas e tumores, enterites regionais pós tratamento radioterápico de tumores da região abdominal.

 

Alteração da circulação sanguínea ou de vasos linfáticos da mucosa intestinal ou de vasos sanguíneos que irrigam a região mesentérica intestinal. Esta alteração prejudica o transporte de nutrientes absorvidos pelo intestino para todo o organismo. São causas que cursam com esta alteração: Linfangiectasias Intestinais, Mucoviscidose, Isquemia Mesentérica e Linfomas .

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes