A maior rede de estudos do Brasil

Por que os tecidos como o cérebro fosforila a glicose principalmente por ação da hexoquinase?

Bioquímica I

UNISINOS


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A hexoquinase está presente na maioria das células de mamíferos em baixas concentrações. O baixo Km para a hexoquinase. Mas essa enzima é poderosamente inibida por seu produto, Glc-6-P. Portanto, quando o Glc-6-P não é utilizado rapidamente, ou seja, não é mais necessário pela célula, a atividade da hexoquinase é reduzida.

Essa enzima também não é induzível e, embora a insulina aumente oGLUT4 das fibras musculares e adipócitos , nem a sua presença nem a sua ausência têm efeito direto na atividade da hexoquinase. A insulina aumenta a permeabilidade da membrana celular das células musculares e adipócitos à glicose, portanto, a entrada de glicose nessas células torna-se limitada pela presença ou ausência de insulina ( ), bem como pela capacidade da célula de metabolizar Glc-6-P.

Quando a contração muscular para, por exemplo, o acúmulo de Glc-6-P intracelular limitará a fosforilação adicional da glicose, o que, por sua vez, deve limitar o "aprisionamento" da glicose dentro das células inativas. A hexoquinase também fosforila a frutose , mas a uma taxa muito mais lenta que a glicose

A hexoquinase está presente na maioria das células de mamíferos em baixas concentrações. O baixo Km para a hexoquinase. Mas essa enzima é poderosamente inibida por seu produto, Glc-6-P. Portanto, quando o Glc-6-P não é utilizado rapidamente, ou seja, não é mais necessário pela célula, a atividade da hexoquinase é reduzida.

Essa enzima também não é induzível e, embora a insulina aumente oGLUT4 das fibras musculares e adipócitos , nem a sua presença nem a sua ausência têm efeito direto na atividade da hexoquinase. A insulina aumenta a permeabilidade da membrana celular das células musculares e adipócitos à glicose, portanto, a entrada de glicose nessas células torna-se limitada pela presença ou ausência de insulina ( ), bem como pela capacidade da célula de metabolizar Glc-6-P.

Quando a contração muscular para, por exemplo, o acúmulo de Glc-6-P intracelular limitará a fosforilação adicional da glicose, o que, por sua vez, deve limitar o "aprisionamento" da glicose dentro das células inativas. A hexoquinase também fosforila a frutose , mas a uma taxa muito mais lenta que a glicose

User badge image

Thayken Tay

Há mais de um mês

Porque a hexoquinase tem um Km menor que outras isoformas, ou seja, a hexoquinase tem alta afinidade pela glicose. Permite assim, que baixos níveis de glicose no cérebro sejam metabolizados pela hexoquinase. 

User badge image

Camila Ferreira Araujo

Há mais de um mês

Diferentes enzimas de hexoquinase estão presentes em diferentes tecidos. As isoenzimas da hexoquinase encontrada na maioria dos tecidos apresentam km baixo para glicose em relação a sua concentração no sangue, e são inibidas pela glicose 6-fosfato. Ela é importante porque impede que a hexoquinase comprometa todo o fosfato inorgânico de uma célula na forma de hexoses fosforiladas. A reação da hexoquinase não está em equilíbrio devido a inibição imposta por glicose 6 fosfato

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas