A maior rede de estudos do Brasil

A alocação de recursos em saúde não prescinde de conhecimentos bioéticos. Com relação a isto, assinale a alternativa correta:

A alocação de recursos em saúde não prescinde de conhecimentos bioéticos. Com relação a isto, assinale a alternativa correta:
 
A) O critério de antiguidade na fila de transplantes não é influenciado por determinantes socioeconômicos, daí ser eminentemente justo;
 
B) A justiça sanitária preconiza ofertar recursos em quantidades iguais para todas as unidades de saúde de uma dada região;
 
C) Nem toda diferença observada em indicadores de saúde de uma população pelos gestores é fruto de injustiças;
 
D) O sorteio deve ser o recurso a ser usado inicialmente diante de dilemas morais na distribuição de recursos em saúde;
 
E) As crianças deverão sempre ter prioridade absoluta sobre outras faixas etárias na alocação de recursos

Bioética

UNOESTE


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Correta: E.

As crianças e jovens menores de 18 anos tem prioridade para recepção de transplante. O SNT- Sistema Nacional de Transplante afirma que o paciente deve estar inscrito no Cadastro Técnico Único para que fique na fila de transplantes. Há uma fila de espera específica para cada órgão. As listas não funcionam por ordem de chegada, depende da compatibilidade sanguínea, a gravidade da doença e também o tempo de espera. Se um órgão veio de uma pessoa do sangue tipo B e a pessoa na fila de espera é do tipo A essa pessoa não receberá o transplante. O estado de saúde do paciente é mais importante do que o tempo de espera, quem tem maior risco de morte tem prioridade, assim como as crianças.

Correta: E.

As crianças e jovens menores de 18 anos tem prioridade para recepção de transplante. O SNT- Sistema Nacional de Transplante afirma que o paciente deve estar inscrito no Cadastro Técnico Único para que fique na fila de transplantes. Há uma fila de espera específica para cada órgão. As listas não funcionam por ordem de chegada, depende da compatibilidade sanguínea, a gravidade da doença e também o tempo de espera. Se um órgão veio de uma pessoa do sangue tipo B e a pessoa na fila de espera é do tipo A essa pessoa não receberá o transplante. O estado de saúde do paciente é mais importante do que o tempo de espera, quem tem maior risco de morte tem prioridade, assim como as crianças.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas