A maior rede de estudos do Brasil

As falácias são um raciocínio equivocado, porém com aparência de verdadeiro. Elas podem ser classificadas em formais ou informais.

No campo da falácia formal podemos citar, por exemplo, a falácia da afirmação do consequente: quando a conclusão de uma premissa é inferida e todas as outras alternativas desconsideradas.

Já no campo das falácias informais, podemos destacar, dentre tantos tipos existentes: a ad nauseam (quando ocorre a repetição da mesma afirmação); a falácia da autoridade ou argumentum ad verecundiam (quando há a apelação à autoridade para legitimar um argumento); a falácia do "ônus" da prova (parte do fato de que a argumentação necessita de provas para sua validação); o apelo à piedade ou argumentum ad misericordiam (procura sensibilizar o auditório, para que consiga a misericórdia deste e a aceitação do argumento); e o ataque pessoal ou argumentum ad hominem (quando se parte para ataques pessoais, colocando em xeque a credibilidade do adversário).

Diante do exposto, você deve apresentar os erros de raciocínio nas alegações abaixo. Seu desafio será identificar os tipos de falácias e descrevê-las!

A) Acredito na existência de ET's entre nós. Ninguém pode me provar o contrário, logo minha crença é verdadeira!

B) Se os jornais falam que existe corrupção, então deve existir mesmo.

C) Acredite no que digo! Sou seu professor!

Psicologia

ESTÁCIO


5 resposta(s)

User badge image

Correia S.

Há mais de um mês

A - falácia do "ônus" da prova. A frase inverte o ônus da prova, pois, na verdade quem tem que provar que ET's existem é quem acredita neles e não os outros provar que não existe.

B- Ad verecundiam: parte da ideia de que os jornais buscam transmitir a verdade, então, se um jornal fala isso, logo, deve ser verdade.

C- Ad verecundiam

A - falácia do "ônus" da prova. A frase inverte o ônus da prova, pois, na verdade quem tem que provar que ET's existem é quem acredita neles e não os outros provar que não existe.

B- Ad verecundiam: parte da ideia de que os jornais buscam transmitir a verdade, então, se um jornal fala isso, logo, deve ser verdade.

C- Ad verecundiam

User badge image

Ricardo Barreto

Há mais de um mês

Resposta


A) Esta alegação é falsa pois se baseia na ideia de que se uma afirmação não pode ser provada ou negada, ela se torna verdadeira. É conhecida como falácia do "ônus" da prova.



B) Esta alegação é muito usada e se baseia na aplicação da repetição constante e na crença incorreta de que, quanto mais se diz algo, mais correto está. Seu nome formal é falácia ad nauseam, que significa "náusea da repetição".



C) Esta alegação usa a sua posição como figura ou instituição de autoridade no lugar de um argumento válido. Conhecida como a popular "carteirada" ou "você sabe com quem tá falando?", é formalmente chamada de falácia da autoridade.:




Leia mais em Brainly.com.br - https://brainly.com.br/tarefa/21493359#readmore

User badge image

Adiel Eugenio Coelho

Há mais de um mês

A) Acredito ser a falácia do ônus da prova, já que a afirmação pede uma prova contrária àquilo que se está afirmando. No entanto, quem deveria provar que os ET's existem é quem faz a afirmação.B) e C) São falácias de apelo à autoridade, pois é como se os jornais (B) e os professores (C) não cometessem erros.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes