Unidade 1 - A logistica e sua evolucao

Unidade 1 - A logistica e sua evolucao


DisciplinaGestão da Cadeia de Suprimentos9.039 materiais77.725 seguidores
Pré-visualização3 páginas
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes
1
A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
1.1 ORIGEM DA LOGÍSTICA
\u2022 A palavra logística é de origem francesa (do verbo loger; \u201calojar\u201d); era um termo militar que significava a arte de transportar, abastecer e alojar as tropas.
\u2022 A Logística originou-se durante a Segunda Guerra Mundial, quando estava relacionada à movimentação e coordenação de tropas, armamentos e munições para os locais necessários.
\u2022 Foi desenvolvida visando colocar os recursos certos no local certo, na hora certa, com o objetivo único de vencer batalhas.
\u2022 No Brasil, a Logística apareceu nos anos 70, através da distribuição física, tanto interna quanto externa, devido a necessidade de abastecer mercados emergentes em um país de dimensões continentais e com uma malha de transporte deficiente.	
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes
1.2 O QUE É LOGÍSTICA?
\u2022 A Logística é responsável pelo planejamento, operação e controle de todo o fluxo de mercadorias e informação, desde a fonte fornecedora até o consumidor.
\u2022 Dentro do espírito da empresa moderna, o básico da atividade logística é o atendimento do cliente. Ela começa no instante em que o cliente resolve transformar um desejo em realidade.
\u2022 Atualmente, a Logística é considerada como perfeita quando há integração da administração de materiais em sua totalidade e distribuição física dos produtos e serviços com a plena satisfação do cliente e dos acionistas.
\u2022 De acordo com o Council of Logistics Management norte-americano (2001), Logística é o processo de planejar, implementar e controlar de maneira eficiente o fluxo e a armazenagem de produtos, bem como os serviços e informações associados, cobrindo desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com o objetivo de atender aos requisitos do consumidor.
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes
1.3 POR QUE ESTUDAR LOGÍSTICA?
\u2022 Globalização crescente da economia;
\u2022 Diversificação da produção;
\u2022 Maior competição entre empresas;
\u2022 Pressão para reduzir custos;
\u2022 Local de produção não é local de consumo:
 distâncias crescentes;
\u2022 Satisfação do cliente ou consumidor.
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes
1.4 OS PONTOS BÁSICOS DA LOGÍSTICA
\u2022 Os principais pontos em que a Logística se baseia são:
1- A Movimentação dos materiais:
Pode ser:
 Interna: quando ocorre dentro das fábricas, em função do processo produtivo, ou nos armazéns, em função dos processos de estocagem, coleta e embarque.
 Externa: transporte entre as fábricas e depósitos e destes para atacadistas e lojistas. 
 2- A movimentação das informações:
A informação começa no sentido do lojista para o produtor final, sendo repassada até o produtor primário. No decorrer do processamento ela pode fluir nos dois sentidos, em função dos feedbacks e controles.
3- O tempo:
O tempo é um dos condicionantes principais da eficácia da cadeia logística. Quanto menor o tempo decorrido entre a manifestação do desejo de compra e a entrega efetiva de um pedido maior será a eficácia da cadeia logística.
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes
4- Os custos:
Os custos não referentes à compra e à transformação das matérias-primas devem ser controlados pela logística, evitando paradas no fluxo interno e externo, transportes desnecessários e controles da qualidade de recebimento que devem ser atribuição do fornecedor precedente na cadeia.
5- O nível de serviço:
O nível de serviço é a percepção pelo cliente da qualidade de atendimento. Não existem equações matemáticas para medi-lo; o máximo que podemos fazer para isso é levantar objetivamente o que representa valor para o cliente, isto é, qual o nível de desempenho que ele espera em função do preço pago pelo produto.
1.5 FLUXOS LOGÍSTICOS
\u2022 Os fluxos associados à Logística (Figura 1.2) são:
1- Fluxo de materiais (matéria-prima, produtos em processo e produtos acabados): unidirecional, saindo do fornecedor em direção ao consumidor.
2- Fluxo de dinheiro: unidirecional, em sentido contrário ao fluxo de materiais, ou seja, saindo do consumidor em direção ao fornecedor.
3- Fluxo de informações: bidirecional, ocorrendo nos dois sentidos em todo o processo. 
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes
1.6 COMPONENTES DO SISTEMA LOGÍSTICO
\u2022 Os principais componentes do sistema logístico são:
1- Área comercial:
O primeiro elo da cadeia logística é a área comercial. É ela, juntamente com a área de marketing, quem capta o desejo do consumidor e usa dos recursos de que dispõe para torná-lo realidade.
\uf0e8Recursos exclusivos da área comercial:
\uf0fc Pesquisa de mercado
\uf0fc Promoção
\uf0fc Propaganda
\uf0fc Treinamento e administração da força de vendas
\uf0e8Recursos em conjunto com outras áreas:
\uf0fc Padronizar o nível de serviços
\uf0fc Formar preços
\uf0fc Definir produto
\uf0fc Definir embalagens
\uf0fc Definir níveis de qualidade
\uf0fc Definir localização dos depósitos
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes
2- Operação industrial:
A operação da área industrial é definida em função dos desejos do cliente.
Ela envolve a escolha dos recursos tecnológicos mais indicados, incluindo conceitos que hoje são fundamentais para a competitividade, tais como:
\uf0fc JIT (just-in-time)
\uf0fc FMS (flexible manufacturing system - sistemas flexíveis de manufatura)
\uf0fc CIM (computer integrated manufacturing - manufatura integrada por computador)
\uf0fc TQC (total quality control - controle de qualidade total)
\uf0fc TPM (total productive maintenance - manutenção produtiva total)
\uf0fc Ferramentas como Kanban, robótica, MRP (materials requirement planning), MRPII (manufacturing resources planning) e simulação de sistemas
3- Fornecedores:
Dentro da Logística moderna o papel dos fornecedores é o de parceiros operacionais. Esse conceito exige um relacionamento aberto, que compreende desde de o desenvolvimento conjunto do produto até contratos de fornecimento com preços, qualidade e prazos sujeitos a uma mútua administração, visando a conservação do mercado pela contínua satisfação do cliente.
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes
4- Administração e Finanças:
Há uma ênfase, cada vez maior, das empresas no fluxo de caixa. A agilização da atividade logística leva a uma rapidez da geração de caixa pelas empresas.
Para as condições atuais de competição é necessário a implantação e funcionamento de sistemas tipo ERP (planejamento de recursos da empresa).
Os instrumentos necessários para a implantação do sistema ERP são:
\uf0fc A rápida transformação de pedidos em faturamento
\uf0fc A redução do investimento em estoques de produtos em processo e finais 
\uf0fc A conexão via EDI (intercâmbio eletrônico de dados) com os bancos, agilizando cobranças
\uf0fc A integração com fornecedores criando condições de um fluxo de caixa mais preciso e mais confiável
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes
5- Distribuição física:
É o conjunto de atividades realizadas entre o produto pronto para o despacho e sua chegada ao consumidor final.
A distribuição física começa na fábrica do fornecedor e termina nas mãos do cliente final.
O objetivo geral da distribuição física, como meta ideal, é o de levar os produtos certos, para os lugares certos, no momento certo e com o nível de serviço desejado, pelo menor custo possível.
1.7 AS INTERFACES DO SISTEMA LOGÍSTICO 
\u2022 Interfaces são fronteiras, às vezes tênues, entre grupos de atividades que permitem o fluxo de informações e materiais de forma sincronizada.
\u2022 O sistema logístico tem interface com as áreas de Produção e Marketing, conforme mostra a Figura 1.3.
*
*
*
GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
1. A LOGÍSTICA E SUA EVOLUÇÃO
Prof. Altair Fontes