A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
Relatório Poder Judiciário

Pré-visualização | Página 1 de 4

PRÁTICA DE GESTÃO DE SERVIÇOS JURÍDICOS, NOTARIAIS E REGISTROS
	
ACADÊMICO(A): __Giovanna Barcelos Corrêa____________________________________________
 Nome completo legível
CÓDIGO DO ACADÊMICO(A): _2122648___________________________________
UN UNIDADE: ___________________________________________________
I. Poder Judiciário
A estrutura do judiciário.
O funcionamento do poder judiciário é realizado por meio de instituições judiciais, e tem por objetivo a realização do princípio do devido processo legal, da autocontradição e da ampla defesa. Geralmente, o caso de primeira instância corresponde à instituição que primeiro analisará e julgará o litígio submetido à instituição judiciária. A sua decisão pode ser submetida a apreciação de instituição de nível superior composta por instituições universitárias, para que as partes no conflito tenham oportunidade de apreciar a matéria. Esta é uma garantia de dupla jurisdição.
Divisão de competência 
A organização do Judiciário está baseada na divisão de competências entre os diversos órgãos que o integram nos níveis estadual e federal.
Os tribunais federais são compostos por tribunais regionais federais e juízes federais e, dentro de seus poderes, podem julgar ações de interesse de alianças, ditadores ou empresas públicas federais. Existe um tribunal federal ordinário e especializado composto por tribunais do trabalho, eleitorais e militares. 
Os tribunais estaduais são responsáveis ​​por julgar processos em tribunais ordinários ou especializados fora da jurisdição dos tribunais federais. Portanto, esta é a capacidade restante. Cada país também tem sua própria justiça militar, cuja função é julgar crimes cometidos por policiais militares.
· Supremo Tribunal Federal (STF)
O Supremo Tribunal Federal é a instituição máxima do Judiciário e é composto por 11 ministros, nascidos no Brasil, eleitos entre cidadãos com mais de 35 e menos de 65 anos, com excelente conhecimento 
jurídico e reputação ilibada. Eles são indicados pelo Presidente Federal e aprovados por maioria absoluta no Senado Federal. Sua principal responsabilidade é julgar atos diretos que violem leis federais ou estaduais ou atos normativos, declarações de constitucionalidade legal ou atos normativos federais, alegações de 
descumprimento de preceitos básicos devido à própria constituição e exigências estrangeiras para extradição. No domínio da criminalidade, entre as infracções penais comuns, destaca-se a capacidade de julgamento do Presidente da República e dos seus representantes, deputados à Assembleia Nacional, do seu próprio ministro e do Ministro da Justiça da República. O presidente e os vice-presidentes do STF são eleitos pelo plenário do tribunal e têm mandato de dois anos. É dividido em dois níveis, e cada nível consiste em cinco ministros. Você também pode ouvir um recurso contra o habeas corpus em um tribunal regional ou estadual, independentemente de envolver lei federal ou um caso determinado sob tais circunstâncias. Analisa a concessão de cartas de autorização e julga a homologação de sentenças estrangeiras.
· Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
O Tribunal Superior Eleitoral tem sede na capital federal e tem a função de fiscalizar a legislação eleitoral em conjunto com os tribunais eleitorais regionais. Ele é responsável por emitir instruções sobre as leis que regem a implementação do processo eleitoral. Desta forma, garante a organização das eleições e o exercício dos direitos políticos do povo. É composto por, no mínimo, sete membros: três deles são eleitos por votação entre ministros do STF e os outros três são eleitos por ministrosdo STF. Dois estão no STJ e os dois restantes são indicados pelo Presidente da República.
· Tribunal Superior do Trabalho (TST)
Composto por 27 ministros indicados pelo Presidente da República e aprovados pela maioria absoluta do Senado Federal, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) tem como principal função unificar a legislação trabalhista do país. Os juízes do TST recorreram da decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e do acordo coletivo de trabalho organizado em âmbito nacional, bem como da liminar e embargo contra sua decisão e revogação.
· Superior Tribunal Militar (STM)
Como o tribunal superior mais antigo do país, o Tribunal Militar Superior tem funções judiciais e administrativas, mas é especializado em processar e processar crimes envolvendo militares da marinha, do exército e da força aérea. É composto por 15 ministros vitalícios da República, indicados pelo 
Presidente da República e aprovados pelo Senado Federal. Três ministros são da Marinha, quatro são do Exército, três são da Força Aérea e os outros cinco são civis.
· Tribunais Regionais Federais (TRF)
O país possui cinco Tribunais Distritais Federais (TRE), sediados em Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre e Recife. São compostos por sete juízes nomeados pelo Presidente da República. Esses tribunais são responsáveis ​​por processar e julgar juízes federais e membros do Departamento Federal de Relações Públicas em sua área.
· Tribunais Regionais de Trabalho (TRT)
O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) faz parte da Justiça do Trabalho no Brasil, juntamente com as Varas do Trabalho e com o Tribunal Superior do Trabalho. Normalmente correspondem ao caso de segunda instância neste processo, mas em caso de dissídio coletivo, extinção de litígio, ordem, etc., têm a possibilidade de partir de julgamento. 
Existem atualmente 24 TRTs distribuídos por todo o país, e suas jurisdições geralmente correspondem aos territórios de cada estado membro. No Estado de São Paulo, existem dois tribunais regionais do trabalho: O Segundo Tribunal Distrital, localizado na capital do estado, tem jurisdição sobre a região metropolitana de São Paulo e parte da região 
 metropolitana da Baixada Santista; a 15ª comarca tem sede em Campina (Campinas), que governa outras cidades de São Paulo.
· Tribunais Regionais Eleitorais (TRE)
Cada uma das 26 capitais e distritos federais da coalizão tem um tribunal eleitoral local (TRE) responsável por organizar, supervisionar e executar os procedimentos eleitorais dentro de sua jurisdição. O TRE é composto por sete juízes de forma simplificada: dois juízes do tribunal e outro do tribunal. Um juiz do Tribunal do Distrito Federal, dois juízes e dois advogados indicados pelo tribunal. A decisão é tomada por maioria de votos e pelo menos quatro membros estão presentes.
· Tribunais de Justiça (TJ)
Os tribunais estaduais e os tribunais distritais federais são organizados de acordo com os princípios e regras da constituição estadual e da lei orgânica do distrito federal. Eles avaliam assuntos gerais que não estão dentro da jurisdição dos tribunais federais ou tribunais especializados com base na extensão do recurso ou por causa de sua autoridade original. Em países onde o número de policiais militares é inferior a 20.000, o tribunal também julgou questões militares e judiciais nacionais no segundo caso.
· Juízes Singulares 
Na maioria dos casos, o tribunal de primeira instância é o ponto de partida para o contencioso estadual e federal (geral e especializado). Inclui juízes judiciais estaduais, federais e profissionais (juízes trabalhistas, eleitorais, militares).
· Conselho Nacional de Justiça (CNJ)
No Brasil, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é o órgão judiciário, responsável por controlar a execução administrativa e financeira dos demais órgãos do poder e fiscalizar o desempenho das funções de juiz.
II. Ministério Público
 
Fonte: https://rogeriogomez.com.br/
III. Defensoria Pública.
As funções institucionais da Defensoria Pública são as seguintes: promover a reconciliação entre as partes em conflito de interesses em tribunal; patrocinar processos penais privados e afiliados públicos, processos civis, defesa de processos criminais, defesa de processos cíveis e reconvocação; nos casos previstos na lei Atuar como curador especial e defender crianças e jovens; cooperar com a polícia e instituições

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.