Buscar

Avaliação Imunologia

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 6 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 6 páginas

Prévia do material em texto

AVALIAÇÃO – AULA 1
TURMA – SEXTA E SÁBADO
DISCIPLINA DE IMUNOLOGIA
VALOR: 4,0 pontos
	
	ACADÊMICO (A): Sarah Emanuelle Alberti 
	MATRÍCULA: 1730701
	DATA: 18/04/2020
	NOTA
	CURSO: BIOMEDICINA
	DISCIPLINA: IMUNOLOGIA
	
	PROFESSOR: Dr. João Luiz Coelho Ribas e Dra Eliana Rezende Adami 
Instruções:
Esta avaliação contém 7 questões discursivas, cada questão tem o valor de 0,5 pontos exceto a questão número 5 que vale 1,0 ponto, no total de 4,0 pontos.
Você terá que responder as questões e postar até dia 28 de abril.
 BOA AVALIAÇÃO!
QUESTÃO 1 (0,5 pontos) _______________________________________________________________
O objetivo da vacinação é a geração de imunidade protetora de longa duração. A maioria das vacinas disponíveis hoje geram anticorpos que previnem os danos causados pelas toxinas ou que neutralizam o patógeno e interrompem o ciclo natural das infecções. Analise as afirmações seguintes determine se está certa ou errada e justifique sua escolha
I. Embora os requisitos para gerar imunidade protetora variem com a natureza do organismo infectante, muitas vacinas eficazes atualmente funcionam com a indução de anticorpos contra patógenos.
Certo
Errado
Justificativa 
A imunidade passiva é aquela na qual o indivíduo tornou-se imune sem participar diretamente do desenvolvimento da resposta imune protetiva, conferindo imunidade não duradoura. Tal proteção é decorrente da administração de anticorpos pré-formados em outro hospedeiro, ou seja, o indivíduo recebe soro contendo imunoglobulina especifica (geralmente da classe IgG por ser opsnonina ativadora da via clássica do SC) que conferem imunidade não duradoura contra o patógeno que desencadeou a resposta imune humoral no hospedeiro. 
II. Os anticorpos na resposta imunológica secundária geralmente apresentam uma afinidade maior pelo antígeno do que os anticorpos formados durante a resposta primária.
Certo
Errado
Justificativa 
Após a primeira exposição a determinado antígeno, o sistema imune adaptativo aumenta sua capacidade protetiva em exposições subsequentes, ou seja, as respostas imunes secundárias são mais rápidas e melhores que a resposta primária que ocorreu após a exposição inicial.
III. Uma única molécula de IgM é suficiente para deflagrar uma reação imunológica, ao contrário, existe a necessidade de duas moléculas de IgM para esse mesmo processo.
Certo
Errado
Justificativa 
Os primeiros anticorpos a serem produzidos são da classe IgM ativando o complemento de forma mais eficaz para o controle da infecção numa resposta humoral, já a IgG é a principal imunoglobulina por fagocitose sendo o anticorpo de maior relevância nos processos inflamatórios. São suficientes uma de IgM e duas moléculas de IgG para degradar uma reação imunológica. 
QUESTÃO 2 (0,5 pontos) _______________________________________________________________
Explique a seguinte afirmação:
A resposta imune inata pode estar comprometida caso os macrófagos tenham função reduzida devido à importância do macrófago em auxiliar a induzir a inflamação e secretar proteínas de sinalização.
O macrófago é uma importante célula do sistema imunológico que participa na imunidade inata e condiciona a adaptativa, através da fagocitose de partículas estranhas ao hospedeiro, da sua função de apresentação de antígenos, da sua ação microbicida da sua capacidade de produzir mediadores que interferem na função imunológica.
QUESTÃO 3 (0,5 pontos) _______________________________________________________________
As diversas células do sistema imune desempenham papel de defesa frente à diversos microrganismos como, por exemplo: bactérias intracelulares, bactérias extracelulares, vírus, fungos e parasitas. Para que a resposta imune seja adequada, as diversas células desempenham funções específicas e que em grande parte das situações se complementam.
Considerando essas informações descreva, a(s) função(ões) de cada célula abaixo.
 
1. Neutrófilo.
Os neutrófilos são os leucócitos mais abundantes no sangue periférico, com importante papel nas fases precoces das reações inflamatórias e sensíveis a agentes quimiotáxicos como produtos de clivagem de frações do complemento (C3a e C5a) e substâncias liberadas por mastócitos e basófilos. Estão entre as primeiras células a migrarem dos vasos para os tecidos atraídos por quimiocinas, como a IL-8, e são ativados por diversos estímulos, como produtos bacterianos, proteínas do complemento (C5a), imunocomplexos (IC), quimiocinas e citocinas.
2. Eosinófilo.
Os granulócitos eosinófilos são células importantes no combate a infecções, sendo sua ação antiparasitária (helmintos) uma das mais potentes e eficazes do organismo. São também importantes nas reações alérgicas e asma. Os eosinófilos se desenvolvem na medula óssea, produzindo e armazenando muitos grânulos proteolíticos secundários antes de sair da medula. Após a maturação, circulam pela corrente sanguínea em pequenas quantidades, podendo ser encontrados em maior número nas regiões de mucosas, como do trato gastrintestinal, respiratório e geniturinário.
3. Célula dendrítica.
As células dendríticas, especializadas na captura e apresentação de antígenos para os linfócitos, são consideradas uma ponte entre a imunidade inata e a adaptativa, por serem atraídas e ativadas por elementos da resposta inata e viabilizarem a sensibilização de LT da resposta imune adaptativa. Residem em tecidos periféricos, como pele, fígado e intestino, onde capturam antígenos e se tornam ativadas, migrando para os linfonodos regionais, nos quais processam e apresentam antígenos proteicos ou lipídicos aos LTs. 
4. Mastócito.
Os mastócitos são células derivadas de progenitores hematopoiéticos CD34+ na medula óssea e, em geral, não são encontrados na circulação. Da medula óssea, os progenitores migram para os tecidos periféricos como células imaturas e se diferenciam in situ de acordo com as características particulares do microambiente. Os mastócitos maduros distribuem-se estrategicamente junto a vasos sanguíneos, nervos e sob o epitélio da pele e mucosas, são particularmente abundantes em áreas de contato com o meio ambiente e desempenham papel primordial nas reações inflamatórias agudas.
QUESTÃO 4 (0,5 pontos) _______________________________________________________________
A toxina botulínica trata-se de uma exotoxina produzida pela Clostridium botulinum, uma bactéria Gram-positiva e anaeróbica. A neurotoxina é produzida pela bactéria em sete sorotipos diferentes denominados de A – G. A Toxina Botulínica A é considerada mais potente e com maior duração no uso estético, é um método efetivo e seguro no tratamento das rugas. No entanto sabe-se que o efeito final é melhor percebido nas primeiras aplicações, do que nas aplicações subsequentes. Imunologicamente isso pode ser explicado. Por quê?
Com o envelhecimento, a aparência facial sofre ação da exposição à radiação solar (fotoenvelhecimento), flacidez cutânea, alterações de volume causadas por reabsorção óssea e do tecido subcutâneo, e o surgimento das rugas dinâmicas, causadas pela atividade muscular. Os músculos da face são únicos, devido ao fato de possuírem um anexo de tecido mole à superfície da pele e se fixam por somente uma extremidade ao osso, diferente dos demais músculos, que possuem duas extremidades afixadas em partes esqueléticas. Dessa forma, quando ocorre a contração muscular, a pele sobrejacente também se contrai, formando as rugas dinâmicas em sentido perpendicular à contração muscular.
Altas doses, aplicações frequentes (intervalos curtos) e alta carga proteica associada à toxina botulínica nas formas comercialmente disponíveis do produto aumentam o risco de desenvolvimento de anticorpos neutralizantes. Estudos têm demonstrados que anticorpos contra a toxina botulínica A não atuam sobre a toxina B, e que a toxina B se liga a proteína de uma cadeia transportadora em local diferente da toxina A, o que aponta estratégia para o manuseio de pacientes imunologicamentereativos, ou seja, trata-los com outros sorotipos de toxina B.
QUESTÃO 5 (1,0 pontos) _______________________________________________________________
Discuta a seguinte afirmação: 
O fato de o patógeno ser uma bactéria ou vírus influencia diretamente no tipo de resposta imune que será produzida a partir da vacina no hospedeiro. O tipo de patógeno, influenciará, por exemplo na forma de entrada na célula e em qual compartimento o patógeno irá se replicar. Para responder essa questão utilize os conceitos de MHC de classe I e MHC de classe II, linfócitos T CD4, linfócitos T CD8, linfócitos B, plasmócitos, reposta celular e resposta humoral.
Bactérias intracelulares tem capacidade de sobreviver dentro dos macrófagos e podem estimular tanto células TCD4 através da expressão do antígeno associado ao MHC classe II como também células TCD8 associadas ao MHC classe I. A ativação de células TCD4 levam a secreção INF-y que ativa os macrófagos e aumenta a produção de oxido nítrico e destruição da bactéria. As células TCD8 participam do mecanismo de defesa através da citoxidade, destruindo os macrófagos infectados. As infecções causadas por bactérias extracelulares são mais frequentes seria resposta imune inata e produção de quimiocinas e citocinas desenvolvem mecanismo de escape, opsonização. Na infecção viral o controle é feito pelos interferons tipo I IFN alfa e beta, pelos macrófagos e células NK, a imunidade adaptativa contra os agentes virais ocorre com ativação de células TCD8 que exercem citoxidade via MHC classe I nas células alvo e na resposta imune ativam as células TCD4 que vão colaborar com as células B na produção de anticorpos, especialmente IL2 estas atuam na superfície do linfócito TCD8, estimulando sua proliferação e diferenciação.
QUESTÃO 6 (0,5 pontos) _______________________________________________________________
Gestante, 20anos, portadora de miastenia grave, em uso de Brometo de piridostigmina, 30 semanas de gestação, chega ao Pronto Socorro de Obstetrícia em trabalho de parto prematuro. RN nasceu grave, sem respirar, atônico, 150bpm. Apgar1°: 2. Secado, aspirado, ventilado sob máscara O2 5L/mim. Sem melhora, apresentou cianose. Foi entubado no 4° mim de vida. Apgar5°: 6. Ao exame: Atônico, poucas incursões respiratórias espontâneas, sem abertura ocular, corado, hidratado, afebril, hemodinamicamente instável. Parecer da neuropediatria: Quadro sugestivo de miastenia grave neonatal transitória ou miastenia grave congênita.
Recém-nascidos de mães com miastenia grave apresentam sintomas de miastenia grave ao nascimento. Isso é explicado porque...
A Miastenia Gravis é uma doença auto-imune que causa fraqueza muscular progressiva e surge geralmente entre os 20 e os 40 anos de idade e os sintomas vão surgindo e piorando aos poucos. A miastenia grave, a ligação dos autoanticorpos ao receptor de acetilcolina (Ach) inibe a ligação do neurotransmissor, causando fraqueza muscular e paralisia.
A gravidez numa mulher com Miastenia Gravis pode tornar-se uma situação de risco para a mãe e para o feto, e embora haja casos em que o bebê nasce saudável, existem outros em que a doença se agrava e por isso é muito importante uma monitorização frequente da gravidez.
Os sintomas mais comuns são fraqueza e fadiga muscular durante a gravidez, sendo o parto o momento mais perigoso de toda a gestação.
Recomenda-se que, depois de diagnosticar a doença, a mulher aguarde pelo menos 2 anos antes de engravidar, já que o risco de morte da mãe durante a gravidez seja muito superior durante o primeiro ano da doença. 
O tratamento para a Miastenia Gravis na grávida, deve ser o mesmo que fazia antes de engravidar e deve ser feita uma monitorização adequada durante todo o período gestacional.
Ocorre a transferência passiva de anticorpos anti ACHR da classe IgG aos receptores de acetilcolina pela mãe que pode cruzar a placenta.
QUESTÃO 7 (0,5 pontos) _______________________________________________________________
Analise a figura a seguir:
 
Fonte: ITURRY-YAMAMOTO, 2001 (Adaptado). 
Várias pessoas podem apresentar deficiência de qualquer uma das diversas proteínas solúveis do sistema do complemento. A gravidade das consequências relacionadas às proteínas do Sistema do Complemento está relacionada com o papel que elas desempenham na cascata de ativação. Baseando-se nas informações do gráfico anterior e em seus estudos, analise as afirmativas a seguir, determine se está certa ou errada e justifique sua escolha
I. A ausência do componente C8 pode passar despercebida em indivíduos deficientes desta proteína. 
Certo
Errado
Justificativa 
A C6, C7 e C8 para formar o complexo C5b-8. E a ligação de C9 forma o C5b-9 ou CLM. Esse complexo liga-se à membrana das células-alvo e provoca a formação de “poros”, que permitem um influxo descontrolado de agua e íons, com turgência e lise celular subsequente. Para controlar a atividade do SC, há inibidores endógenos regulados pela própria citólise. Essa regulação protege as células autólogos do ataque do SC. 
II. Indivíduos com deficiência de C3 frequentemente são acometidos por infecções de maior gravidade.
Certo
Errado
Justificativa: 
As deficiências de C3 ou de proteínas reguladoras de C3 frequentemente levam a infecções severas. As deficiências de componentes da via alternativa ou de via efetora comum podem acarretar infecções, particularmente por Neisseria spp. 
III. A deficiência de C2 gera incapacidade de ativação das vias do Sistema do Complemento. 
Certo
Errado
Justificativa: 
As deficiências dos primeiros componentes da via clássica não estão associadas a uma suscetibilidade aumentada para infecções, sugerindo que a via alternativa seja suficiente para a eliminação de agentes patogênicos.

Continue navegando

Outros materiais