Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
S13P2- DEPOIS DE NOVE MESES VOCE VÊ O RESULTADO

Pré-visualização | Página 1 de 1

gabriela vieira 2/2021- MedFipGbi 
 
SOI- APG 
 DESCREVER o processo de fecundação e implantação (nidação).
 EXPLICAR a determinação da IG e embrionária.
Fecundação 
Local da fecundação é a ampola da tuba 
uterina; 
Espermatozoide e um oócito e termina com a 
mistura dos cromossomos maternos e 
paternos na metáfase da primeira divisão 
mitótica do zigoto; o embrião unicelular; 
A fecundação leva em torno de 24 horas; 
Os oocitos humanos são geralmente 
fecundados até 12 horas após a ovulação; 
 
1. Passagem de um espermatozoide através 
da corona radiata: 
Ação da enzima hialuronidase, liberada do 
acrossoma do espermatozóide; 
2. Penetração da zona pelúcida: 
As enzimas esterase, acrosina e 
neuraminidase parecem causar a lise da 
zona pelúcida, formando assim uma 
passagem para o espermatozoide penetrar 
o oócito. Uma vez que o espermatozoide 
penetra a zona pelúcida, ocorre a reação 
zonal, uma alteração nas propriedades da 
zona pelúcida, tornando-a impermeável a 
outros espermatozoides. A composição 
dessa cobertura glicoproteica extracelular 
muda após a fecundação. Acredita-se que a 
reação zonal é o resultado da ação de 
enzimas lisossomais liberadas por grânulos 
corticais próximos a membrana plasmática 
do oócito. O conteúdo desses grânulos, que 
são liberados no espaço perivitelino, 
também provoca alterações na membrana 
plasmática tornando-a impermeável a 
outros espermatozoides. 
3. Fusão das membranas plasmáticas do 
oócito e do espermatozoide: 
A cabeça e a cauda do espermatozoide 
entram no citoplasma do oócito, mas a 
membrana celular espermática (membrana 
plasmática) e as mitocôndrias não entram. 
4. Término da segunda divisão meiótica do 
oócito e formação do pronúcleo feminino: 
Formação de um oócito maduro e um 
segundo corpo polar. Em seguida, os 
cromossomos maternos se descondensam 
e o núcleo do oócito maduro se torna o 
pronúcleo feminino. 
5. Formação do pronúcleo masculino: 
Dentro do citoplasma do oócito, o núcleo do 
espermatozoide aumenta para formar o 
pronúcleo masculino, e a cauda do 
espermatozoide degenera. Os pronúcleos 
masculino e feminino são 
indistinguíveis. Durante o crescimento dos 
pronúcleos, eles replicam seu DNA-1 n 
(haploide), 2 c (duas cromátides). O oócito 
contendo os dois pronúcleos haploides é 
denominado oótide. 
6. Logo que os pronúcleos se fundem, a 
oótide se torna um zigoto (2n), restaurando 
o número diploide normal de cromossomos 
(46) da espécie. 
 
O zigoto é geneticamente único, porque 
metade dos cromossomos é da mãe e a 
outra metade é do pai. 
gabriela vieira 2/2021- MedFipGbi 
 
O crossing-over dos cromossomos 
"embaralha" os genes, produzindo assim 
uma recombinação do material genético. 
O sexo cromossômico do embrião é 
determinado na fecundação dependendo do 
tipo de espermatozoide (X ou Y) que 
fecunde o oócito. Se o espermatozoide que 
carrega o X fecundar o X, produz um zigoto 
46,XX, embrião feminino; já a fecundação 
por um espermatozoide que carrega o 
cromossomo Y gera um zigoto 46,XY, que 
se desenvolve em um embrião masculino. 
Nidação: 
É o processo de implantação, fixação do 
óvulo fecundado na parede do endométrio. 
É um dos estágios do início da gravidez e 
pode resultar em um sangramento fora do 
período menstrual. 
O processo de fixação do óvulo que foi 
fecundado nas tubas uterinas e migrou para 
o útero, se fixando na mucosa do 
endométrio. 
Ou seja, da formação do zigoto até a 
implantação no útero, todo esse caminho a 
ser percorrido pode demorar cerca de uma 
semana. 
Esse tempo pode variar de acordo com o 
ciclo de ovulação da mulher, sendo cinco a 
sete dias a média definida pela medicina 
para começar a contagem das semanas 
gestacionais. 
Nesse processo de fixação do zigoto pode 
ocorrer um leve sangramento, com duração 
média de três dias. Esse sangramento 
ocorre, pois, ao aderir ao endométrio, esse 
zigoto colabora para o processo de 
escamação de pequenas partes da camada 
endometrial, que são expelidas pelo 
organismo. 
Toda mulher passa pelo processo 
de nidação, mas o sangramento pode não 
ocorrer para todas. 
Menstruação: tem duração média de cinco a 
sete dias, ocorrendo em dias específicos, ou 
seja, a cada 28 dias em média. Existem 
mulheres com ciclos mais longos ou mais 
curtos. O sangramento tem cor avermelhada 
vibrante, tornando-se mais claro com o 
passar dos dias e evidencia que a mulher 
não está grávida. A duração do ciclo também 
pode variar entre as pacientes. 
Nidação: ocorre fora do período menstrual e 
pode apresentar tom levemente puxado para 
a cor rosa ou marrom. Dura três dias e pode 
ser considerado um dos sintomas de 
gravidez. É um sangramento bem leve, ou 
seja, não tem fluxo contínuo como a 
menstruação. 
Depois da nidação, ocorre a concretização 
da gestação, uma vez que o zigoto se 
implantou na camada do endométrio e de lá 
passou a ter acesso a oxigênio e demais 
nutrientes para o desenvolvimento do saco 
gestacional e crescimento do feto; 
 
 
 
Gestacional: 
A partir do primeiro dia do último período 
menstrual normal (UPMN). 
Essa idade gestacional na embriologia é 
superficial, pois a gestação não se inicia até que 
ocorra a fecundação de um oócito. 
O conhecimento da idade do embrião é 
importante, pois afeta os cuidados clínicos, 
especialmente quando são necessários 
procedimentos invasivos, tais como na coleta das 
vilosidades coriônicas e na amniocentese. Em 
algumas mulheres, a estimativa da idade 
gestacional a partir apenas do seu histórico 
menstrual pode não ser confiável. A 
probabilidade de erro no estabelecimento do 
https://www.materprime.com.br/fertilidade-saiba-como-funciona-a-ovulacao/
gabriela vieira 2/2021- MedFipGbi 
 
último período menstrual é maior em mulheres 
que engravidam após cessarem o uso de 
contraceptivos orais, pois o intervalo entre a 
interrupção dos hormônios e o início da ovulação 
é altamente variável. Em outras mulheres, um 
ligeiro sangramento uterino (escape), que 
algumas vezes ocorre durante a implantação do 
blastocisto, pode ser erroneamente interpretado 
pela mulher como uma pequena menstruação. 
 
Embrião: 
A idade do embrião começa com a fecundação, 
cerca de duas semanas após o primeiro dia do 
último período menstrual normal; 
O dia em que ocorre a fecundação é o ponto de 
referência mais preciso para uma estimativa da 
idade; 
Ultrasonografia endovaginal