A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Roteiro recursos fisioterapeuticos

Pré-visualização | Página 1 de 2

ROTEIRO CINESIOTERAPIA 
ALUNA: THALITA SOUZA SOARES
· MEMBROS SUPERIORES:
· OMBRO
· FLEXÃO:
- Paciente: em decúbito dorsal, com braços em posição anatômica.
-Terapeuta: Em pé, de frente para o paciente.
Posicionamento das mãos e procedimento: 
- Segurar o braço do paciente por baixo do cotovelo usando sua mão inferior. 
- Cruzar a mão superior por cima do braço do paciente e segurar o punho e a palma da mão do paciente. 
- Erguer o braço por meio da ADM possível e retornar. 
 
 
· EXTENSÃO/HIPEREXTENSÃO:
- Paciente: Em decúbito lateral ou dorsal.
- Terapeuta: De frente para o paciente.
Posicionamento das mãos e procedimento:
- Posicionar o paciente para a beira da maca (fora da maca) e realizar o movimento até a ADM possível. Segurar no pulso e no ombro do paciente durante o movimento.
· ADUÇÃO E ABDUÇÃO:
- Paciente: Em decúbito dorsal e MMSS em posição anatômica.
- Terapeuta: Ficará na lateral do ombro a ser exercitado.
Posicionamento das mãos e procedimento:
- Segurar o braço do paciente por baixo do cotovelo usando sua mão inferior, flexionando o cotovelo. Fazer a abdução do ombro (imagem), fazer o inverso para adução.
· ROTAÇÃO MEDIAL (A) E LATERAL (B)
- Paciente: Em decúbito dorsal. Se possível, o braço é abduzido 90°, o cotovelo é flexionado 90°, e o antebraço mantido na posição neutra.
- Terapeuta: Na lateral do paciente.
Posicionamento das mãos e procedimento: 
- Segurar a mão e o punho do paciente, com seu dedo indicador entre o polegar e o dedo indicador do paciente. 
- Posicionar seu polegar e outros dedos de cada lado do punho do paciente para estabilizá-lo. 
- Com a outra mão, estabilizar o cotovelo. 
- Após os procedimentos, rodar o úmero movendo o antebraço como se fosse o raio de uma roda.
· ABDUÇÃO HORIZONTAL (EXTENSÃO) E ADUÇÃO (FLEXÃO):
- Paciente: Em decúbito dorsal a beira da maca.
- Terapeuta: De lado em relação a ele.
Posicionamento das mãos e procedimento: 
- Mesmo posicionamento de mãos, porém o movimento irá iniciar a partir de 90° de abdução, e o braço poderá ser flexionado durante o movimento. 
- Deve-se virar o corpo e ficar de frente para a cabeça do paciente à medida que mover o braço dele para o lado e depois sobre o corpo.
· COTOVELO
· FLEXÃO E EXTENSÃO: 
- Paciente: Em decúbito Dorsal
- Terapeuta: Ficará na lateral do ombro a ser exercitado.
Posicionamento das mãos e procedimento: 
- Segurar o braço do paciente por baixo do cotovelo usando sua mão inferior. Executar flexão e extensão do cotovelo com o antebraço em pronação assim como em supinação. A escápula não deve inclinar-se para a frente durante a extensão do cotovelo; isso mascara a verdadeira amplitude.
· ANTEBRAÇO
· PRONAÇÃO E SUPINAÇÃO
-Paciente: Em DD, cotovelo a 90°.
-Terapeuta: De lado em relação a ele.
Posicionamento das mãos e procedimento: 
-Segurar o punho do paciente, apoiar a mão dele com o dedo indicador e posicionar o polegar e os outros dedos na região distal do antebraço. Estabilizar o cotovelo com a outra mão.
-O movimento é um rolamento do rádio em torno da ulna e ocorre na região distal do rádio.
Obs: a pronação e a supinação devem ser feitas com o cotovelo tanto flexionado quanto estendido.
· Punho
· Flexão (flexão palmar) e Extensão (dorsiflexão); Desvio Radial (abdução) e Ulnar (adução):
-Paciente: DD, cotovelo flexionado a 90° com braço apoiado na maca.
-Terapeuta: Lateral, na frente da mão dele.
Posicionamento das mãos e procedimento: 
- Em todos os movimentos do punho, segurar com uma das suas mãos a mão do paciente, posicionando-a próximo e na região distal da articulação, e estabilizar o antebraço do paciente com a outra mão.
- Colocar os dedos das suas mãos na palma da mão do paciente e suas eminências tênares na região volar.
-Rolar os metacarpos no sentido da palma para aumentar o arco e no sentido do dorso para achatar o arco. 
· Articulações do polegar e dos dedos 
· Flexão e Extensão, Abdução e Adução 
-Paciente: Dependendo da posição do paciente, estabilizar o antebraço e a mão sobre a cama ou maca, ou contra seu corpo.
-Terapeuta: De frente para a mão dele.
Posicionamento das mãos e procedimento:
- Mover cada articulação da mão do paciente individualmente, estabilizando o osso proximal com o dedo indicador e o polegar de uma mão, movendo o osso distal com o indicador e o polegar da outra mão.
· Membros Inferiores
· Quadril e joelho combinados:
· Flexão:
-Paciente: Em DD, com braços e pernas estendidos. 
-Terapeuta: Em pé ao lado do paciente sustentando o membro inferior que será mobilizado.
Posicionamento das mãos e procedimento
- Apoie e erga a perna do paciente com a palma e os dedos da mão superior posicionados na região posterior do joelho do paciente e a mão inferior sob o calcanhar. 
- À medida que o Joelho flexiona até a ADM completa, desloque seus dedos para a região lateral da coxa.
- O fisioterapeuta irá movimentar o membro inferior do paciente no sentido cranial, sem deixar que ocorra uma rotação do quadril, para realizar a flexão.
· QUADRIL 
· Extensão (hiperextensão)
-Paciente: Em decúbito ventral ou lateral, se tiver mobilidade normal ou quase normal. 
-Terapeuta: Em sua frente.
Posicionamento das mãos e procedimento:
- Se o paciente estiver em decúbito ventral, levante a coxa com a mão inferior colocada sob o joelho do paciente; estabilize a pelve com a mão ou o braço superior. 
- Se o paciente estiver em decúbito lateral, leve a mão inferior por baixo da coxa seguindo até a superfície anterior;
- Estabilize a pelve com a mão superior.
- Para ADM completa de extensão do quadril, não flexione o joelho na amplitude completa, pois o músculo reto femoral, que é biarticular, poderá restringir a amplitude.
· Abdução e Adução
-Paciente: DD, com quadril mantendo a articulação em extensão e neutra para a rotação (imagem).
-Terapeuta: Ao lado da maca.
Posicionamento das mãos e procedimento 
- Apoie a perna do paciente com a mão superior colocada sob o joelho e a mão inferior sob o tornozelo. 
- Para ADM completa de adução, a perna contralateral precisa estar parcialmente abduzida. 
- Mantenha o quadril e o joelho do paciente em extensão e, neutro para rotação, enquanto faz abdução e adução.
· Rotação medial e Lateral 
-Paciente: Quadril flexionado e o joelho do paciente em 90°.
-Terapeuta: Ao lado da maca.
Posicionamento de mãos e procedimento com quadril e joelho estendidos:
-Com uma mão apoiando no joelho e a outra segurando o tornozelo para controlar o movimento.
- Role a coxa para dentro e para fora.
-Segurando flexione o quadril e o joelho do paciente em 90°.
-Posicionamento das mãos e procedimento para rotação com quadril e joelho flexionados. 
-Dê suporte para o joelho com a mão superior.
-Se o joelho estiver instável, envolva a coxa e apoie a região proximal da panturrilha e o joelho com a mão inferior. 
-Gire o fêmur movendo a perna como um pêndulo. 
-Esse posicionamento de mãos oferece algum suporte para a articulação do joelho, mas deve ser usado com cuidado quando houver instabilidade
 
· TORNOZELO
· Dorsiflexão e Inversão
-Paciente: Em DD, em posição anatômica.
-Terapeuta: Lateral dele.
Posicionamento das mãos e procedimento:
- Estabilize a articulação do tornozelo posicionando a mão superior ao redor dos maléolos. 
- Faça uma concha com a palma da mão inferior e posicione-a ao redor do calcanhar do paciente e coloque seu antebraço ao longo da planta do pé. 
- Tracione o calcâneo utilizando o polegar e os dedos, ao mesmo tempo que empurra a região plantar anterior do pé em direção à perna com auxílio do antebraço
,
· Extensão da MFC do hálux
-Paciente: Em DD, em posição anatômica.
-Terapeuta: Ao lado do pé a ser exercitado.
Posicionamento das mãos e procedimento:
-Com uma das mãos ira mobilizar a articulação metatarsofângica do hálux e com outra mão estabilize o pé do paciente. 
-Estabilize o osso proximal da articulação que será movida e mova o osso distal com a outra mão.
· Região cervical da coluna vertebral 
· Flexão

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.