Apostila UNIJUÍ - Pesquisa em administração
50 pág.

Apostila UNIJUÍ - Pesquisa em administração


DisciplinaPesquisa de Mercado3.847 materiais62.842 seguidores
Pré-visualização50 páginas
tempo e que o melhor é começar imediatamente o trabalho da pesquisa. A

experiência nos ensina que iniciar uma investigação sem projeto é lançar-se à improvisação,

em que corremos o risco de tornar o trabalho confuso e empreendermos esforços inutilmente.

Conseqüentemente, muitas pesquisas não chegam ao seu final, não atingem seus objetivos e

acabam se tornando um grande desperdício de tempo e recursos.

O projeto de pesquisa é \u201cum plano para uma investigação sistemática que busca uma

melhor compreensão de um dado problema\u201d (Alves-Mazzotti; Gewandsznajder, 1998, p. 149).

Um projeto de pesquisa, portanto, procura traçar um caminho eficaz que conduza ao

fim que se pretende atingir, livrando o pesquisador do perigo de se perder antes de tê-lo

alcançado. É feito para mapear um caminho a ser seguido num processo de investigação. É

relevante à medida que se constitui como um \u201cmeio de comunicação\u201d reconhecido no mun-

do cientí fico e para o qual outros especialistas poderão emitir opiniões e pareceres.

EaD

123

PESQUISA EM A DMINI ST RAÇ ÃO

Cabe frisar que o projeto deverá ser redigido sempre com os verbos no futuro, pois o

estudo ainda não foi desenvolvido. Trata-se de uma proposta de pesquisa que, se aprovada,

será posta em prática.

Ficou claro para você que o projeto de pesquisa assume importante papel no processo

de construção de novos saberes? Faça uma síntese desta discussão.

Seção 6.2

Fases Para Elaboração de Projeto de Pesquisa

Esta seção contém informações e orientações para que você possa elaborar um projeto

de pesquisa.

De fato um projeto de pesquisa é uma carta de intenções, que no entendimento de

Vergara (1998) devem ser definidas com clareza: a questão motivadora da investigação, o

referencial teórico que a suportará e a metodologia a ser empregada. Deve ser apresentado

ainda o cronograma da pesquisa, além das referências bibliográficas.

Um projeto serve essencialmente para responder às seguintes interrogações (Minayo,

1994, p. 31-50):

\u2013 O que pesquisar? (Definição do tema e do problema, base teórica e conceitual).

\u2013 Por que pesquisar? (Justificativa da escolha do problema).

\u2013 Para que pesquisar? (Propósitos do estudo, seus objetivos).

EaD Eni se Bart h Teixeira \u2013 Luci ano Z amb er la n \u2013 Pedro C ar los Rasia

124

\u2013 Como pesquisar? (Metodologia).

\u2013 Quando pesquisar? (Cronograma de execução).

\u2013 Com que recursos? (Orçamento).

\u2013 Pesquisado por quem? (Equipe de trabalho, pesquisadores, coordenadores).

O projeto de pesquisa deverá constituir-se de quatro partes fundamentais, quais se-

jam: a contextualização do estudo, o referencial teórico, a metodologia e o cronograma.

Antecedem o texto propriamente dito as partes preliminares (capa, sumário e introdução) e

sucedem ao mesmo as referências, apêndices e anexos.

Os elementos constitutivos de um projeto de pesquisa são:

a) Definição do tema e escolha do problema ou definição do objeto: indica uma área de

interesse a ser investigada.

\u2022 deve ser formulado como pergunta;

\u2022 o problema deve ser claro e preciso;

\u2022 deve ser delimitado a uma dimensão viável.

b) Definição da base teórica e conceitual: é um momento crucial da investigação científi-

ca, consti tui sua base de sustentação.

c) Justificativa: trata-se do motivo pelo qual essa pesquisa deve ser realizada.

d) Objetivos: referem-se ao que é pretendido com a pesquisa, quais metas queremos alcan-

çar ao término da investigação.

e) Metodologia: é uma parte complexa e requer mais cuidado por parte do pesquisador. Eis

a seguir os principais elementos da metodologia:

\u2022 método e tipo de pesquisa, quanto: natureza, abordagem e/ou objetivos;

EaD

125

PESQUISA EM A DMINI ST RAÇ ÃO

\u2022 procedimentos técnicos ou estratégias;

\u2022 definição da amostragem;

\u2022 coleta de dados;

\u2022 organização e análise de dados.

f) Custos ou orçamento: este item estará presente somente nos projetos que pleiteiam finan-

ciamento para sua realização.

g) Cronograma: o projeto deve estabelecer o tempo necessário para a realização de cada

uma das etapas propostas.

h) Referências: geralmente num projeto científico autores e fontes são citados e no decorrer

do projeto deve ser feita uma citação breve que possibilite maior agilização da leitura. No

final do projeto todas as fontes de citações feitas serão listadas em ordem alfabética em

seus elementos essenciais.

A seguir apresenta-se a estrutura de um projeto de pesquisa.

Quadro 1: Estrutura de projeto de pesquisa

Fonte: Construção a partir da ABNT NBR 15287 (2005).

PRÉ-TEXTUAIS TEXTO PÓS-TEXTUAIS

FOLHA DE ROSTO

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

1 CONTEXTUALIZAÇÃO DO ESTUDO
1.1 Apresentação do tema
1.2 Problema
1.3 Justificativa
1.4 Objetivos

2 REFERENCIAL TEÓRICO
2.1; 2.2; 2.3; ... 2.n.

3 METODOLOGIA
3.1 Classificação da pesquisa
3.2 Universo amostral
3.3 Sujeitos da pesquisa
3.4 Plano de coleta de dados
3.5 Plano de análise e interpretação dos dados
3.6 Plano de sistematização do estudo

4 CRONOGRAMA

REFERÊNCIAS

ANEXOS

APÊNDICES

EaD Eni se Bart h Teixeira \u2013 Luci ano Z amb er la n \u2013 Pedro C ar los Rasia

126

\u2013 FOLHA DE ROSTO: assume a função da capa, na qual devem constar: cabeçalho (nome

da organização que está elaborando o projeto); no centro da folha: título do projeto, deve

dar ao leitor a idéia do assunto que será desenvolvido. O tí tulo deve apresentar certa

originalidade. Em seguida, nome do(a) autor(a), local, mês e ano.

\u2013 SUMÁRIO: o sumário é uma enumeração dos títulos e subtítulos (parte do texto) e pági-

nas correspondentes. Para sua elaboração sugere-se considerar a ABNT NBR 6027 (2003c).

\u2013 INTRODUÇÃO: normalmente na introdução de um trabalho constam o tema, justificati-

va, objetivo, metodologia e a organização do texto. Para o caso Projeto de Pesquisa,

abre-se uma parte especial chamada Contextualização do Estudo, em que estes tópicos

serão desenvolvidos. Dessa maneira, espera-se que na introdução seja apresentado o tra-

balho e explicitada a organização do documento tão-somente.

\u2013 CONTEXTUALIZAÇÃO DO ESTUDO: este tópico visa à descrição do tema em questão,

seguida pelo problema de pesquisa, além da justificativa, dos objetivos e da definição dos

termos:

a) Definição do tema: a elaboração de um projeto de pesquisa inicia-se com a seleção

de um tema ou assuntos passíveis de se tornarem objeto de pesquisa.

Tema é um assunto que se deseja provar ou desenvolver. Ao apresentá-lo, devem ser

destacados antecedentes históricos, fatos e informações específicas que despertam o

seu interesse. A etapa da escolha do tema é uma das mais difíceis, porque exige conhe-

cimento, maturidade e capacidade de tomar decisões.

Para Marques (1997, p. 92), \u201cir-se à procura de algo diferente, guiado pelo desejo de

encontrar o novo, o inusitado, o sequer por nós suspeitado, o original porque descober-

ta nossa, isso é pesquisa\u201d. Neste mesmo sentido o autor adverte que \u201cé condição para a

pesquisa uma dúvida precisa e bem determinada, o centramento em um delimitado

tema\u201d.

Acima de tudo, é fundamental que o assunto definido para a pesquisa seja relevante,

que seu estudo apresente alguma utilidade, alguma conseqüência prática e/ou teórica.

EaD

127

PESQUISA EM A DMINI ST RAÇ ÃO

Escolhido o tema, \u201ctorna-se necessário delimitá-lo, fixar sua extensão ou abrangência

e profundidade. Quanto mais delimitado num assunto, maior é a possibilidade de

aprofundar a abordagem\u201d (Andrade, 1995, p. 66).

Sintetizando:

Tema é o assunto que se deseja provar ou desenvolver.

É recomendado apresentar o tema da pesquisa destacando antecedentes históricos, fatos

e informações específicas que despertaram o seu interesse. Destacar também o contexto

mais amplo em que se insere o assunto da pesquisa proposta, a área de conhecimento.

b) Formulação do problema: um problema nada mais é que uma dificuldade teórica ou

prática no conhecimento de alguma coisa de real importância, para o qual se deve en-

contrar uma solução. Assim, definir um problema