Apostila UNIJUÍ - Pesquisa em administração
232 pág.

Apostila UNIJUÍ - Pesquisa em administração


DisciplinaPesquisa de Mercado5.546 materiais79.186 seguidores
Pré-visualização50 páginas
que no decorrer da história humana levaram ao
desenvolvimento de diversos níveis ou formas de saber. Este cabedal reflete a evolução da
vida em sociedade, da própria humanidade, das formas de concepção da realidade e seus
entendimentos. Apresentamos os tipos de conhecimento, os meios para sua obtenção, as
formas de classificação das ciências e áreas de estudo e, por fim, os principais métodos cien-
tíficos aplicados em Pesquisa em Administração.
UNIDADE 2 \u2013 PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO
Nesta unidade você irá conhecer a importância da coleta de informações de qualidade
e como isso pode dar suporte aos sistemas de informação de uma organização. Para tanto
serão abordados as concepções e os propósitos da pesquisa, evidenciando seu papel nas
O Que Vamos EstudarO Que Vamos EstudarO Que Vamos EstudarO Que Vamos Estudar
EaD Eni se Bart h Teixeira \u2013 Luci ano Z amb er la n \u2013 Pedro C ar los Rasia
14
tomadas de decisão gerenciais em organizações. Também procuraremos frisar a importância
de conhecimentos e habilidades para desenvolver investigações na atividade profissional de
gestor.
UNIDADE 3 \u2013 OS PROCESSOS E ATIVIDADES ACADÊMICAS
A inserção do acadêmico no âmbito da educação superior requer a compreensão tanto
do papel da universidade quanto do estudante. Esta unidade pretende apresentar processos
e atividades acadêmicas inerentes à formação, como o ato de estudar, a prática da leitura
analítica e operações de pensamento que venham a promover a capacidade de aprender a
pensar e produzir conhecimento científico.
UNIDADE 4 \u2013 TRABALHOS ACADÊMICOS E SEUS FORMATOS
Nesta unidade apresentamos e discutimos elementos a serem considerados na elabora-
ção de alguns dos trabalhos acadêmicos a serem produzidos ao longo do curso. Entre os
formatos explicitados tem-se fichamentos, resumos, artigos, projetos e relatórios de pesquisa.
UNIDADE 5 \u2013 PESQUISA CIENTÍFICA E SUAS CLASSIFICAÇÕES
Uma pesquisa bem-sucedida é aquela que melhor consegue compatibilizar os objetivos
da investigação com os procedimentos metodológicos. Nesta unidade serão descritos os dife-
rentes tipos de pesquisa, sobretudo aqueles adotados nas Ciências Sociais Aplicadas, com
suas características e possibilidades de emprego. O estudo sobre a classificação da pesquisa
contempla as dimensões: natureza, abordagem, objetivos e procedimentos técnicos.
UNIDADE 6 \u2013 PROJETO DE PESQUISA
Nesta unidade você irá entender a importância de planejarmos a pesquisa de forma
metódica, mediante a elaboração de um projeto. Descreveremos as etapas que compõem um
Projeto de Pesquisa, desde a definição do tema e problema de pesquisa, objetivos, até a
relação de bibliografia utilizada para a montagem do estudo. Além disso, você receberá um
roteiro para a formulação de projetos de pesquisa.
EaD
15
PESQUISA EM A DMINI ST RAÇ ÃO
UNIDADE 7 \u2013 COLETA DE DADOS
Nesta unidade você conhecerá os conceitos fundamentais de coleta de dados. Apre-
sentaremos as principais técnicas de coleta de dados empregadas em estudos quantitativos
e quali tativos. Você receberá, também, informações sobre amostragem e as técnicas
probabilísticas e não-probabilísticas de classificação.
UNIDADE 8 \u2013 ANÁLISE DOS DADOS
Os conceitos fundamentais de análise dos dados serão abordados nesta unidade. Apre-
sentaremos as principais técnicas de análise dos dados empregadas em pesquisas quantita-
tivas e qualitativas.
UNIDADE 9 \u2013 APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DE ESTUDOS E PESQUISAS \u2013 RELATÓRIO
Nesta unidade vamos desenvolver idéias em relação ao significado de registrar as
atividades e resultados da pesquisa como forma de subsidiar o processo decisório com as
informações que ela proporcionou. Discutiremos a importância de apresentar os resulta-
dos da pesquisa na forma de relatório técnico, sua estrutura e o que deve conter cada uma
de suas partes. Avaliaremos o significado de socializar seus resultados mediante apresen-
tação de documentos científicos para avanços no conhecimento na área de sua realiza-
ção. Também abordaremos a estrutura, elementos e informações necessários para comuni-
cações científicas.
UNIDADE 10 \u2013 ÉTICA NA PESQUISA
Aqui serão discutidos os princípios éticos em pesquisas e quais são os aspectos a serem
levados em consideração. Avaliaremos os diferentes problemas éticos que possam surgir no
processo de pesquisa e as responsabilidades dos pesquisadores. Você receberá informações
de como a ética abrange os diferentes atores envolvidos na pesquisa: o patrocinador, o pes-
quisador e o pesquisado.
EaD Eni se Bart h Teixeira \u2013 Luci ano Z amb er la n \u2013 Pedro C ar los Rasia
16
UNIDADE 11 \u2013 NORMAS TÉCNICAS PARA ELABORAÇÃO E PREPARAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS
Esta última unidade se propõe a indicar as principais normas técnicas definidas pela
ABNT que devem ser observadas e seguidas na elaboração, preparação e apresentação de
trabalhos acadêmicos para que estes assegurem a qualidade e o padrão de uma produção
científica.
EaD
17
PESQUISA EM A DMINI ST RAÇ ÃO
Unidade 1Unidade 1Unidade 1Unidade 1
CONHECIMENTO CIENTÍFICO
E OUTRAS FORMAS DE CONHECIMENTO
OBJETIVOS DESTA UNIDADE
\u2022 Apresentar as principais formas e os tipos de conhecimento.
\u2022 Descrever os caminhos metodológicos para a obtenção do conhecimento.
AS SEÇÕES DESTA UNIDADE
Seção 1.1 \u2013 Tipos de Conhecimento
Seção 1.2 \u2013 Classificação das Ciências e Áreas de Estudo
Seção 1.3 \u2013 Conhecimento e Método Científico
Seção 1.1
Tipos de Conhecimento
Uma das características do ser humano é a sua histórica preocu-
pação com a busca de conhecimento da realidade. Esta capacidade,
iniciativa e perspectiva de saber, compreender e melhorar a realidade
onde vive proporcionaram um legado que tem permitido a continuida-
de e o desenvolvimento da espécie humana.
EaD Eni se Bart h Teixeira \u2013 Luci ano Z amb er la n \u2013 Pedro C ar los Rasia
18
Ao observarmos o mundo, constatamos que ele é constituído por fenômenos e objetos
de natureza material e espiritual. A realidade objetiva, que fica fora da nossa consciência
(as organizações, as escolas, as matérias-primas, as pessoas, as árvores, etc.), constituem os
objetos e fenômenos materiais. Denominamos de fenômenos ideais ou espirituais todos aque-
les que ocorrem em nossa consciência (pensamentos, idéias, atitudes, crenças, sentimentos,
juízos...) (Triviños, 1987).
A tarefa de esclarecer a relação entre a consciência e a realidade objetiva, entre o mate-
rial e o espiritual, entre o pensar e o ser, tem desafiado os pensadores de todos os tempos.
Na maneira de adquirir conhecimento, Fachin (2001, p. 13) considera a existência de
uma relação que se estabelece entre o sujeito que conhece e o objeto estudado. Na essência
do conhecimento, ou seja, nos aspectos em que se relacionam conhecimento, sujeito e obje-
to, figuram as seguintes formas mentais:
1) existência real do sujeito;
2) existência real do objeto;
3) captação real do sujeito pelo objeto; e
4) modelação do sujeito pela ação do objeto.
Neste sentido, o conhecimento é uma adequação do sujeito ao objeto; o sujeito tem
seus meios de conhecimento e o objeto se revela a ele conforme tais meios. Os sentidos nos
informam a maneira de ser das coisas ou objetos. E o que conhecemos das coisas ou objeto
vai depender de nossos sentidos.
A Figura 1 esquematiza as relações que se estabelecem entre sujeito e objeto no pro-
cesso de conhecimento.
EaD
19
PESQUISA EM A DMINI ST RAÇ ÃO
Figura 1: Relações entre suje ito e objeto na maneira de adquirir conhecimento
Fonte: Fachin (2001, p. 13).
O conhecimento, como explica Oliveira (1997), é o reflexo e a reprodução do objeto na
nossa mente. Dessa forma, no processo de construção do conhecimento participam os sen-
tidos, a razão e a intuição.
As diferentes preocupações, interesses e perspectivas no decorrer da história humana
levaram ao desenvolvimento de diversos níveis ou formas de saber.
As principais formas específicas de conhecimento atualmente reconhecidas são refle-
xos das várias fases da evolução da vida