Relatorio 9 - Preparo de soluções
6 pág.

Relatorio 9 - Preparo de soluções


DisciplinaQuímica Geral Experimental1.208 materiais16.471 seguidores
Pré-visualização1 página
Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Farmácia \u2013 Noturno
Evaldo F. M. Dutra \u2013 Nº da Matrícula: 2011025545
Gabriela S. Pimentel \u2013 Nº da Matrícula: 2011025588
Isabela A. Costa \u2013 Nº da Matrícula: 2011025626
PREPARO DE SOLUÇÕES
Data do experimento: 27/10/2011 
Professora: Maria de Fátima Carvalho Alcântara
Mesa: 3
Belo Horizonte
2011
1 - INTRODUÇÃO
As soluções são definidas como misturas homogêneas de duas ou mais substâncias, as quais são moléculas ou íons. Podem envolver sólidos, líquidos ou gases como dispersantes (chamados de solventes \u2013 existentes em maior quantidade na solução) e como dispersos (solutos). A solução também pode apresentar-se nesses três estados da matéria. Todas as misturas gasosas são soluções porque qualquer mistura de gases é homogênea. Soluções sólidas, como certas ligas metálicas, são comuns. A grande maioria das soluções, entretanto, existe no estado líquido. Soluções líquidas são formadas pela dissolução de um gás, líquido ou sólido em um líquido. Se o líquido é a água, a solução é chamada de solução aquosa. 
Um modo simples de saber ou comprovar se uma solução é ácida, neutra ou básica é através de indicadores, tais como: papel de tornassol ou solução alcoólica de fenolftaleína. O papel de tornassol azul em meio ácido adquire a coloração vermelha e o papel de tornassol vermelho em meio básico adquire a coloração azul. A solução de fenolftaleína permanece incolor em meio ácido e em meio básico adquire coloração rosa.
2 - OBJETIVOS
Preparação correta de duas soluções aquosas: uma de ácido clorídrico (HCl) e uma de hidróxido de sódio (NaOH), e a determinação qualitativa do Ph.
3- PROCEDIMENTOS
Procedimento 1 \u201cPreparação de 250 mL de solução 0,10 mol L-1 de NaOH\u201d 
Pesou-se 1g de NaOH, com o auxílio de uma espátula, e o transferiu para um vidro de relógio. O hidróxido de sódio pesado foi diluído em um béquer de 100mL com aproximadamente 50mL de água com o auxílio de um bastão de vidro. Após a diluição, a solução foi transferida para um balão volumétrico de 250 mL. Então, completou-se o volume da solução até o menisco de referência do balão e agitou-se a solução para homogeneizar a mistura.
Procedimento 2 \u201cObservação qualitativa de pH\u201d
Uma pequena fração (3mL) da solução preparada no Procedimento 1 foi transferida para um béquer. Mergulhou-se a ponta de um papel tornassol vermelho e de um papel medidor universal de pH na solução, a fim de medir o mesmo. No mesmo béquer foram adicionadas 2 gotas de fenolftaleína. Os resultados observados nos papéis e na solução foram anotados.
Procedimento 3 \u201cPreparação de 100mL de Solução 0,10 mol L-1 HCl\u201d
Calculou-se o volume de ácido clorídrico necessário para preparação da solução. Em seguida, aproximadamente 30 mL de água destilada foram colocadas em um balão volumétrico de 100,00 mL. Transferiu-se o ácido clorídrico concentrado necessário à solução - utilizando uma bureta de 25,00 mL - para o balão volumétrico de 100,00 mL. Então, aos poucos, completou-se o menisco até seu ponto de referência. O balão foi agitado para homogeneizar a solução.
Procedimento 4 \u201cObservação qualitativa do pH\u201d
Uma pequena fração (3mL) da solução preparada no Procedimento 3 foi transferida para um béquer. Mergulhou-se a ponta de um papel tornassol azul e de um papel medidor universal de pH na solução, a fim de medir o mesmo. No mesmo béquer foram adicionadas 2 gotas de fenolftaleína. Os resultados observados nos papéis e na solução foram anotados.
4 - RESULTADOS E DISCUSSÃO
Procedimento 1 \u201cPreparação de 250 mL de solução 0,10 mol L-1 de NaOH\u201d
Cálculos:
0,1 mol NaOH \u2192 1000 mL (molaridade necessária ao experimento)
X	mol NaOH \u2192 250 mL (molaridade em 250mL, balão volumétrico utilizado)
X = 0,025mol de NaOH é necessário para preparar a solução
1 mol NaOH \u2192 40g de NaOH
0,025 mol NaOH 	\u2192 X g de NaOH
X = 1g de NaOH deve-se utilizar na preparação da solução
Estes cálculos foram necessários para descobrir a massa de NaOH utilizada na preparação da solução. 
Procedimento 2 \u201cObservação qualitativa de pH\u201d
Após mergulhar o papel tornassol vermelho e o papel medidor universal de pH no frasco contendo NaOH, observou-se que: 
O papel tornassol vermelho alterou sua coloração para azul, indicando, portanto, a basicidade do hidróxido de sódio;
 O papel universal, que possui a coloração amarela, alterou sua coloração para um azul intenso, e pela tabela de tonalidades verificou-se que essa coloração corresponde a faixa de pH situada entre 12 e 14, confirmando a basicidade da solução, encontrada no pH teórico.
A adição de 2 gotas de fenolftaleína tornou a solução rósea, comprovando novamente a basicidade da solução de hidróxido de sódio.
Cálculo pH teórico:
pOH = -log [OH-] 
pOH = -log 0,1
pOH = 1
pH = 14 \u2013 pOH
pH = 14 \u2013 1
pH = 13
Procedimento 3 \u201cPreparação de 100mL de Solução 0,10 mol L-1 HCl\u201d
Cálculos:
0,1mol HCl \u2192 1000mL (molaridade necessária ao experimento)
 X \u2192 100mL (molaridade em 100mL, balão volumétrico utilizado)
 X = 0,01mol de HCl deverá conter a solução
1 mol HCl \u2192 36,5g de HCl
0,01mol HCl \u2192 Y g de HCl
Y = 0,365g de HCl é a massa necessária na reação
37g HCl 	\u2192 100g de HClconc
0,365g HCl \u2192 Z g de HClconc
Z = 0,1g de solução HClconc deve ser utilizado na reação
d=1,19g mL-1 (densidade do HClconc)
1,19g de HClconc 	\u2192 1mL HClconc
0,1g de HClconc \u2192 W mL HClconc
W = 0,80 mL HCl concentrado é necessário para preparação da solução
Estes cálculos foram necessários para descobrir o volume de HCl concentrado que deverá ser utilizada na preparação da solução. 
Procedimento 4 \u201cObservação qualitativa de pH\u201d
Após mergulhar o papel tornassol azul e papel medidor universal de pH no frasco contendo HCl, observou-se que:
O papel tornassol azul alterou sua coloração para vermelho, indicando, portanto, a acidez do ácido clorídrico; 
O papel universal, que possui a coloração amarela, alterou sua coloração para um vermelho, e pela tabela de tonalidades verificou-se que essa coloração corresponde a faixa de pH situada entre 1 e 2, confirmando a acidez da solução, já esperada pelo cálculo do pH teórico.
A adição de 2 gotas de fenolftaleína não alterou a coloração da solução, isto é, a mesma permaneceu incolor, indicando um meio ácido.
Cálculo do pH teórico:
[H+] = 0,1 mol L-1
pH = -log [H+]
pH = - log 0,1
pH = 1
5 - CONCLUSÃO
Como visto, o preparo de soluções é algo muito importante e corriqueiro dentro de um laboratório. Por isso, deve-se saber como realizar esses procedimentos corretamente, desde a medida e pesagem das substâncias até o armazenamento delas em recipientes apropriados, passando por etapas como a transferência quantitativa da solução para o balão volumétrico, a homogeneização da solução e ambientação da vidraria utilizada.
6 - REFERÊNCIAS
Tito/Canto; \u201cQuímica na abordagem do cotidiano \u2013 volume único\u201d; Ed. Moderna.
Mortimer, Eduard Fleury; Química, volume único: ensino médio/ Eduard Fleury Mortimer, Andréa Horta Machado. São Paulo: Scipione, 2005.
DEMICHELI, Cynthia Peres; Apostila de práticas de Química Geral \u2013 UFMG 2011.
Carregar mais