A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
DIREITO ESPECIAIS CIVEIS 6 Período

Pré-visualização | Página 1 de 1

INSTITUTO BRASILEIRO DE MEDICINA E REABILITAÇÃO IBMR
Natanael Miranda Gomes
DIREITO ESPECIAIS CIVEIS
Rio de Janeiro – RJ
2021
Natanael Miranda Gomes
APS 
Trabalho apresentado ao Curso de Direito
(Bacharel) da IBMR – Instituto Brasileiro 
De Medicina e Reabilitação para obtenção 
da nota da Atividade Pratica Supervisionada
Professor(a) : 
Rio de Janeiro – RJ
2021
ATIVIDADE 1
Antônio está errado ao cobrar o valor de 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais), mesmo com o ajuste dos valores locatícios da cidade, tendo em vista que o contrato acordado por eles explica que o valor será reajustado anualmente e se passaram apenas 7 meses, logo, Antônio não tem direito de exigir um aumento no valor do aluguel. Se ele quiser acrescentar o valor do reajuste locatício deve esperar os cinco meses que faltam para fazer um ano de contrato.
ATIVIDADE 2
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUÍZ DE DIREITO DA 6°VARA CÍVEL DA COMARCA DA CAPITAL DO RIO DE JANEIRO.
 Mário, brasileiro, divorciado, empresário, nascido no dia 14/03/1978, inscrito sobre o CPF de número 555.201.962-74, portador da cédula de identidade RG n° 41.589.656-7, residente e domiciliado na rua Alberto Alves, 854, apartamento 232, no bairro Flamengo, Rio de Janeiro, CEP 77145-987, RJ, por seu advogado e procurador, que este subscreve, vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência propor a presente:
AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO
 Em face de Henrique, brasileiro, casado, médico, nascido no dia 19/06/1973, inscrito sobre o CPF 748216.354-89, portador da cédula de identidade RG n° 69.321.687-9.
DOS FATOS
 O autor realizou um contrato de compra e venda, com o réu, para obter o cortador de grama, o contrato foi estipulado o valor de R$ 1.000,00 (mil reais), que foi pago em cheque (número 007), da agência 507 do banco X, elegendo o foro da cidade do Rio de Janeiro para dirimir quaisquer conflitos.
 Ocorre que o autor, por ter sido demitido do emprego em que atuava, ficou impossibilitado de honrar o acordo. Após dez meses o autor voltou a trabalhar e se viu obrigado a pagar a dívida, mas com a mudança de domicilio do réu, o autor não tinha como pagar a dívida, tendo em vista que a localização do réu é desconhecida.
DO DIREITO
O artigo 334 do CC nos diz: Considera-se pagamento, e extingue a obrigação, o depósito judicial ou em estabelecimento bancário da coisa devida, nos casos e forma legais.
Por sua vez o artigo 335, inciso I do mesmo diploma legal também nos fala:
I – se o credor não puder, ou, sem justa causa, recusar a receber o pagamento, ou dar a quitação na devida forma.
Já o nosso CPC nos diz em seu artigo 542 e incisos:
Art. 542. Na petição inicial, o autor requererá:
I - o depósito da quantia ou da coisa devida, a ser efetivado no prazo de 5 (cinco) dias contados do deferimento, ressalvada a hipótese do art 539, §3;
II - a citação do réu para levantar o depósito ou oferecer contestação.
DOS PEDIDOS
Assim sendo, requer que V.Exa:
I – Que declare extinta a relação obrigacional e que retire a negativação do nome do autor dos cadastros de inadimplentes com tutela jurisdicional antecipada.
II – O pagamento em consignação judicial ou mo estabelecimento bancário X, agência N° 007 do cheque, correspondendo em quantia certa de R$ 1.000,00 (mil reais)
III - Por fim requer a condenação do réu no pagamento de custas, despesas processuais e honorários advocatícios que Vossa Excelência entender necessários.
Dá-se a causa o valor de R$ 1.000,00 (mil reais)
Nesses termos,
Pede e espera deferimento
Rio de Janeiro, 10 de Abril de 2009
Natanael Miranda Gomes
OAB/RJ 170563

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.