A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
Pediatria - HC P3

Pré-visualização | Página 1 de 8

Lívia Leandro - P3 - Mod 01 - 2021
Habilidades Clínicas
♡ . P E D I A T R I A ..♡
Aula 01:
ANAMNESE PEDIÁTRICA
💜 Além dos dados objetivos de anamnese, uma boa
entrevista poderá dar ao médico uma noção global do seu
paciente, dos familiares, do ambiente
em que vive e seu relacionamento com pais, irmãos,
amigos, professores e demais pessoas;
💜 O médico pode perceber sentimentos e ter sensações
acerca do paciente, que permitirão analisá-lo e entendê-lo
melhor sob o ponto de vista biopsicossocial;
♡ ELEMENTOS DA ANAMNESE PEDIÁTRICA ♡
➔ Identificação;
➔ Motivo da consulta/QP e duração;
➔ História da doença atual - HDA;
➔ Revisão de sintomas;
➔ Supervisão de Saúde;
➔ Crescimento;
➔ Desenvolvimento;
➔ Antecedentes;
➔ Condições socioambientais.
💜 Identificação
♡ Nome completo - Data do nascimento - Idade
♡ Sexo;
♡ Origem étnica – Naturalidade - Procedência;
♡ Nome do informante + relação de parentesco com a
criança;
♡ Data da consulta.
💜 Queixa principal e duração
♡ Registrar a(s) queixa(s) usando as palavras do
informante;
♡ Enumere as queixas respeitando uma prioridade;
♡ Identificar com a expressão “sic” o uso de diagnósticos
ou afirmativas que não tenham sido comprovados
objetivamente (segundo informações colhidas)
💜 HDA
♡ Porque você veio? O que você sente? O que você
estava fazendo quando sentiu isto? O que faz melhorar
ou piorar? O que você tem feito para isto (medicamentos,
tratamentos)?);
♡ Terminologia médica;
♡ Data de início dos sintomas sempre vinculada ao
momento da consulta;
♡ Registrar todas as características relevantes dos
sintomas;
♡ Se possível e se tiver relação com a doença atual, deve
registrar consultas médicas anteriores, diagnóstico(s)
dado(s), exames realizados e medicação usada.
💜 Revisão de Sintomas
♡ Geral, pele, cabeça, neurológico, respiratório,
subcutâneo, geniturinário, psiquiátrico, cardiovascular,
digestivo, endócrino, personalidade, comportamento e
músculo esquelético.
💜 Supervisão de Saúde
♡ Recebe acompanhamento médico regular?
♡ Testes de triagem: visão, audição, do pezinho,
orelhinha, etc;
♡ Exames laboratoriais realizados recentes;
♡ Prática de exercício físico; frequência; tipo de exercício;
♡ Dieta do dia anterior (ou último dia em que estava com
saúde);
♡Hábitos de segurança;
♡Cuidados dentários;
♡Se adolescente: recebeu orientação sobre prevenção de
doenças sexualmente transmissíveis, contracepção,
drogadição;
♡ Imunizações.
💜 Crescimento
♡ Uso de curvas padronizadas para monitorização do
crescimento;
♡ Velocidade do crescimento;
♡ Tendência à obesidade ou emagrecimento;
♡ Caracteres sexuais secundários.
💜 Desenvolvimento
♡ Idade de aquisição dos marcos mais importantes do
desenvolvimento;
♡ Rendimento escolar.
💜 Antecedentes
Lívia Leandro - P3 - Mod 01 - 2021
♡ Perinatais: gestação, parto, dados antropométricos ao
nascer, período neonatal imediato
♡ Mórbidos
♡ Alimentares
♡ Familiares (carga genética)
💜 Condições Socioambientais
♡ Tipo e condições da habitação;
♡ Número de pessoas no domicílio;
♡ Estado de saúde dos ocupantes;
♡ Local onde dorme o paciente;
♡ Quem toma conta da criança e onde?
♡ Pais e irmãos (grau de instrução, tipo de emprego,
rendimento familiar médio, uso de drogas, fumo);
♡ Adoção na família;
♡ Situação conjugal dos pais;
♡ Tipo de relacionamento com os pais, irmãos,
empregados; colegas e professores;
♡ Escola (pública ou privada, tamanho, distância,
transporte);
♡ Atividades para-escolares (esporte, música, artes);
♡ Quantas horas diárias assiste TV?;
♡ Acesso a praças e piscina;
♡ Contato com animais;
♡ Contato com substâncias tóxicas;
♡ Contato com delinquentes;
♡ Atividade sexual.
Aula 02:
EXAME CLÍNICO PEDIÁTRICO GERAL
💜 Começa quando os pais+bebê entram no consultório
💜 Instrumentos: Estetoscópio, abaixador de língua,
esfigmo, fita métrica, otoscópio, lanterna e outros
💜 É decisivo e condiciona a qualidade e quantidade
dos achados, a adesão e atitude da criança nas consultas
subsequentes e o relacionamento pais-pediatra;
💜 Demonstrar carinho, delicadeza e paciência, sem
deixar de lado a energia e a firmeza tantas vezes
necessárias;
💜 O examinador precisa estar familiarizado com os
padrões normais, para assim perceber o que está anormal
no crescimento e desenvolvimento;
💜 O exame físico pediátrico nem sempre pode ser
realizado na sequência tradicional crânio-caudal;
💜 Em lactentes e pré-escolares, a ausculta do tórax pode
ser realizada com o paciente no colo de sua mãe;
💜 Técnicas de distração, mantendo paciência e calma.
♡ ABORDAGEM ♡
💜 Lactente (0 até 02 anos)
♡ Ambiente com temperatura agradável;
♡ Criança completamente despida → remove-se as
roupas gradativamente;
♡ Iniciado com a criança no colo da mãe, vestida e
dormindo;
♡ Procedimentos desagradáveis ou os mais temidos são
deixados para o final;
♡Recomendável que as fraldas somente sejam retiradas
no momento em que for examinada a região
correspondente;
💜 Pré-escolar (02 até 04 anos)
♡ Maior resistência à execução do exame;
♡ Desafio para o médico → completar o exame evitando
o choro, luta física ou pais perturbados;
♡ Saber como "quebrar o gelo" através de uma conversa
amigável, uma brincadeira, com o uso de brinquedos ou os
próprios objetos de exame;
♡ Avisar sobre todos os procedimentos → se possível,
demonstrando em si mesmo ou em algum boneco;
♡ Conversar durante o exame, evitando períodos
prolongados de silêncio;
♡ A ordem do exame é variável, adaptando-se à situação.
♡ Decúbito apenas para os procedimentos necessários;
♡ Contenção → só em extrema necessidade e explicar
aos pais a técnica mais adequada de contenção e
assegurar-lhes que a reação da criança é normal para a
idade.
💜 Escolar (05 até 10 anos)
♡ A resistência ao exame será mínima;
♡ Conversa amigável com a criança sobre assuntos
variados, tais como escola ou amigos;
♡ Explicações sobre os procedimentos do exame físico;
♡ Atentar para o pudor da criança;
♡ As crianças preferem os irmãos e/ou o progenitor do
sexo oposto fora da sala;
♡ A ordem do exame pode ser a mesma usada em
adultos;
💜 Adolescente (11 até 19 anos)
♡ Preferem que o exame na ausência dos pais;
♡ Apreciam ser tratados como adultos e esperam isso do
médico;
♡ Orientar sobre mudanças corporais típicas da
adolescência;
Lívia Leandro - P3 - Mod 01 - 2021
♡ Pudor do paciente no tocante ao exame dos genitais,
sempre pesando o benefício e o desconforto ou
constrangimento causados.
♡ AVALIAÇÃO INICIAL ♡
💜 A primeira avaliação, rápida e objetiva, cuja finalidade
é a detecção rápida de situações de emergência;
A avaliação inicial pode ser resumida nas letras ABC,
conforme se segue:
A - APARÊNCIA
B - BREATHING - RESPIRAÇÃO
C - CIRCULAÇÃO
💜 Aparência → avaliar estado geral, nível de
consciência, presença de dor, desconforto respiratório,
sinais de desidratação, sinais indicativos de trauma,
entre outros;
💜 Respiração → identificar alterações na frequência
respiratória e sinais indicativos de desconforto respiratório
ou falência respiratória iminente;
💜 Circulação → identificar alterações na perfusão
tecidual, com a presença de cianose, palidez, pele
rendilhada ou marmórea, sangramentos etc.
♡ INSPEÇÃO GERAL ♡
💜 Avaliação da atividade, intensidade e características do
choro, responsividade, postura, movimentação
espontânea, e da fácies;
💜 Impressão geral → Avaliação geral do grau de doença
ou de bem-estar da criança:
♡ Atitude
♡ Fácies
♡ Estado Nutricional
♡ SINAIS VITAIS ♡
💜 Temperatura
💜 Frequência de pulso:
♡ Palpação dos pulsos periféricos (femoral, radial
e carotídeo);
♡ Ausculta cardíaca direta;
♡ Observação da pulsação das fontanelas.
FREQUÊNCIA CARDÍACA MÉDIA (bpm)
IDADE FREQUÊNCIA MÉDIA
Nascimento 140
Até 6 meses 130
6 a 12 meses 115
1 a 2 anos 110
2 a 6 anos 103
6 a 14 anos 95
> 14 anos 70
💜 Frequência Respiratória: Observar também a
amplitude e a facilidade ou dificuldade dos movimentos
respiratórios:
♡ Observação das incursões abdominais;
♡ Ausculta do tórax;
♡ Colocação do estetoscópio diante da boca e das
narinas;
♡ Observação direta ou