Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
APOL ARE CONSOLIDADA

Pré-visualização | Página 1 de 5

Questão 1/10 - Aquisições e Reestruturações Empresariais
Uma das consequências, quando da existência de investimento em outras sociedades, é a possibilidade de auferir receitas com dividendos. Em outras palavras, quando a investida apresenta lucros e pretensão de  distribuição dos mesmos, os acionistas terão direito a parcela desse montante.
Em atendimento aos preceitos normativos e da boa prática contábil, qual o lançamento patrimonial deverá ser realizado na investidora, quando uma investida, avaliada pelo método de custos, manifestar que os lucros serão distribuídos?
Nota: 10.0
	
	A
	D - Investimento
C – Receita com equivalência de custos
	
	B
	D – Investimento
C – Receita com dividendos
	
	C
	D – Investimento
C – Caixa
	
	D
	D – Dividendos a receber
C – Receita com dividendos
Você acertou!
Resposta: letra D
Quando a investida, avaliada pelo método de custos, manifestar a distribuição de dividendos (nesse momento não é pagamento, portanto sem afetação no conta banco / caixa), ocorrerá o impacto na conta de dividendos a receber (ativo circulante) e receita com dividendos (método apropriado para investimentos avaliados pelo custo). Não obstante, ainda salienta-se que essa movimentação não irá gerar elevação no investimento, pois estamos falando em método de custos. 
(Aula 02, pg. 12)
	
	E
	D – Caixa
C – Investimento
Questão 2/10 - Aquisições e Reestruturações Empresariais
Considere que a empresa Beta tenha adquirido 90% da empresa Alfa pelo valor de R 140.000.
Os valores contábeis da empresa Alfa, bem como a avaliação a valor justo, estão descritos a seguir:
Considerando que o IR tem uma alíquota de 10%, o valor que a empresa deverá registrar a título de goodwill será de:
Nota: 10.0
	
	A
	9.500,00
Você acertou!
Resposta
(Aula 03, pg. 11)
	
	B
	5.000,00
	
	C
	10.000,00
	
	D
	10.500,00
	
	E
	11.000,00
Questão 3/10 - Aquisições e Reestruturações Empresariais
No texto do CPC 18 R2 (2012) há  menção da influência significa nas empresas investidas, que pode ocorrer tanto na forma direta, como indireta.
Com base nessa constatação legal, avalie a participação societária a seguir:
Com base nessas participações julgue os itens a seguir
I – A empresa “A” tem o controle direto ou indireto da organização “B”, “C”, “D” e “E”;.
II – Não é possível presumir que o controle da empresa “C” seja realizado pela empresa “A”;
III – A empresa “E” é controlada indiretamente pela empresa “A”;
IV – De acordo com o esquema de participação acionária, podemos concluir que a empresa “A” controla diretamente a “D” e indiretamente a “E”. 
Selecione a alternativa que melhor
Nota: 10.0
	
	A
	todas as alternativas estão corretas
	
	B
	todas as alternativas estão erradas
	
	C
	I, II e III estão corretas
	
	D
	II, III e IV estão corretas
	
	E
	somente a alternativa IV está correta.
Você acertou!
Resposta: letra E
De acordo com os esquemas elencados, podemos somente presumir que a empresa “A” exerce o controle direto da empresa “D” e indireto da empresa “E”.
Questão 4/10 - Aquisições e Reestruturações Empresariais
O CPC 18 traz informações pertinentes a participações no capital social de outras sociedades, representando investimentos permanentes. Por outro lado, o CPC 48 apresenta os casos onde a organização tem participação em outra empresa, mas de caráter transitório.
Com base nessas pronunciamentos legais, considere que a empresa Alfa possuí ações preferenciais da Empresa Vale SA., tendo como objetivo a especulação no mercado financeiro, com a rápida ascensão desses títulos mobiliários. Sendo assim, esse investimento é considerado como:
Nota: 10.0
	
	A
	permanente, pois conforme mencionado no CPC 18, as participações em outras empresas deverão ser classificadas como de caráter permanente.
	
	B
	permanente, já que embora seja de caráter transitório, deve-se observar o princípio da essência sobre a forma, em que investimentos em outras empresas sempre serão considerados como permanente.
	
	C
	permanente, como resultado da classificação residual. Conforme destacado no CPC 48, os investimentos que não sejam categorizados como “instrumentos financeiros”, deverão ser lançados como permanente no ativo não circulante.
	
	D
	temporário, tendo em vista o propósito especulativo da investidora.
Você acertou!
Resposta: alternativa letra D.
Como trata-se de investimento com o propósito especulativo, deverá ser registro como temporário. (Aula 01, pg. 6)
	
	E
	temporário, pois trata-se de participação em coligada, conforme aludido no texto.
Questão 5/10 - Aquisições e Reestruturações Empresariais
No âmbito da combinação de negócios, o CPC 15 R1 (2011) traz uma série de nomenclaturas que são empregadas para designar certas ocorrências, quando dessa aquisição do controle de um negócio.
Diante disso, relacione os conceitos a seguir:
(1) mais valia                         
(2) goodwill
(3) compra vantajosa 
(  ) quando o valor justo, proporcional a parcela adquirida, é maior que o valor pago pelo investimento.
(  ) quando o valor justo, proporcional a parcela adquirida, é menor que o valor pago pelo investimento.
(  ) diferença positiva entre o valor justo e contábil do investimento adquirido.
Nota: 10.0
	
	A
	1, 2 e 3
	
	B
	2, 1 e 3
	
	C
	3, 1 e 2
	
	D
	1, 3 e 2
	
	E
	3, 2 e 1
Você acertou!
Resposta: letra E
Mais valia é registrada quando o valor justo dos ativos menos os passivos, são maiores que o valor contábil dessas contas.
Partindo dessa primeira constatação, quando o investidor paga mais que o valor justo, tem-se uma expectativa de que ocorrerá uma rentabilidade futura, ou goodwill. Por outro lado, se esse valor pago for menor que o valor justo, temos um deságio, que resultará no registro de uma compra vantajosa.
Em outras palavras
Valor justo – valor contábil = mais valia
Valor pago – valor justo = se positivo será goodwill, se negativo, compra vantajosa.
(Aula 3, pg. 15, 16 e 17)
Questão 6/10 - Aquisições e Reestruturações Empresariais
Em 2015, A BRF Foods anunciou a criação de uma joint venture com a Singapore Food Industries. O objetivo da multinacional Brasileira, de acordo com o portal G1, era alcançar o mercado asiático, com facilitadores no processamento e armazenamento de produtos.
De acordo com o CPC 18 R2 (2012) a BRF deverá registrar as variações patrimoniais dessa joint venture pelo:
Nota: 10.0
	
	A
	método de custos, já que não é considerado como coligada ou controlada.
	
	B
	método de equivalência patrimonial, por ser uma sociedade controlada em conjunto.
Você acertou!
Resposta: letra B
De acordo com o CPC 18 R2 (2012), investimentos em coligadas, controladas e controladas em conjunto, deverão ser avaliados pelo método de equivalência patrimonial. Como estamos diante de uma joint venture (controlada em conjunto), será necessário reconhecer as variações no patrimônio liquido da investida de acordo com o método de equivalência patrimonial.
(Aula 02, pg. 13)
	
	C
	método de cotas constantes, onde cada participante do capital social da investida receberá fração ideal do patrimônio líquido.
	
	D
	método de equivalência patrimonial, já que estamos diante de uma coligada com influência significativa.
	
	E
	método de equivalência patrimonial, pois o controle é exercido exclusivamente pela empresa brasileira.
Questão 7/10 - Aquisições e Reestruturações Empresariais
O CPC 15 R1 (2011) traz no contexto nacional normas baseadas no IFRS 3, cujo texto menciona procedimentos contábeis que deverão ser adotados, caso a participação societária seja configurada como uma combinação de negócios.
Nesse contexto, um dos procedimentos a ser adotado pelo contador é o julgamento do negócio jurídico, afim de enquadra-lo ou não nessa norma.
Com base nisso, podemos presumir que é uma combinação de negócios:
Nota: 10.0
	
	A
	tanto a participação em coligada como controlada.
	
	B
	somente na incorporação societária.
	
	C
	aquisição de participação societária, onde a investidora passa a controlar a investida.
Você acertou!
Resposta: letra C
Para que exista uma combinação de negócios, a adquirente deve deter o controle
Página12345