A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Instrumentos de política macroeconômica

Pré-visualização|Página 1 de 1

Instrumentos de política macroeconômica

1. Como são chamadas as políticas que se preocupam com o desenvolvimento econômico do país?

a) Fiscais.

b) Monetárias.

c) Conjunturais.

d) Estruturais.

e) Cambiais.


2. Qual dado estatístico é usado tanto para informações relativas ao crescimento econômico como de desenvolvimento econômico de um país?

a) Produto.

b) Índice de Gini.

c) Taxa de Câmbio.

d) Índice de Desenvolvimento Econômico (IDH).

e) Taxa de inflação.


3. O que um país precisa para apresentar um desenvolvimento, em termos econômicos?

a) Informações quantitativas favoráveis.

b) Crescimento econômico com melhora nas condições de vida da população.

c) Um aumento considerável do PIB.

d) Renda concentrada nas mãos de poucas pessoas.

e) Grande quantidade de reservas internacionais.


4. Para fazer política fiscal, o governo deve:

a) Alterar tributos e taxa de juros.

b) Alterar taxa de juros e taxa de câmbio.

c) Alterar gastos públicos e taxa de juros.

d) Alterar gastos públicos e taxa de câmbio.

e) Alterar tributos e gastos governamentais.


5. O Bolsa Família é um exemplo de:

a) Política Fiscal.

b) Política de Rendas.

c) Política Monetária.

d) Política Comercial.

e) Política Cambial.


6. Quais as diferenças entre Crescimento Econômico e Desenvolvimento Econômico?

O Crescimento Econômico tem um caráter exclusivamente quantitativo, medindo o aumento/diminuição na quantidade de bens e serviços finais produzidas por um país (Produto). Quando o PIB aumenta, o país teve crescimento econômico.

O Desenvolvimento Econômico traz uma análise qualitativa das informações econômicas, aliando o aumento do Produto (Renda) a uma melhoria no padrão de vida da população (menor concentração de renda, melhora na educação, melhora na saúde, etc.).

7. Explique como são feitas as políticas: fiscal, monetária, cambial/ comercial, e de rendas em um país.

A política fiscal é feita por aumento/diminuição da tributação (cobrança de impostos, taxas e contribuições); e por aumento/diminuição dos gastos governamentais.

A política monetária é feita pelo controle da oferta de moeda (através: da emissão da moeda, da compra/venda de títulos públicos, e da alteração das taxas de compulsório e de redesconto) para alterar a taxa de juros da economia.

A política de rendas é feita por ações que buscam uma melhoria na distribuição da renda da população (a chamada justiça social), sendo feita pelo controle dos preços e salários.

A política comercial é feita com o uso de instrumentos para incentivar/desestimular as exportações e importações do país para o governo atingir ou objetivos produtivos (aumentar as exportações), ou inflacionários (deixar as importações mais baratas), enquanto que a política cambial é executada pelo controle da taxa de câmbio (o governo vai comprar/vender moeda estrangeira no mercado de divisa para fazer isso).