Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Ligação ionica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Química 
Prof. Arilson 
Ligações químicas 
 
Introdução 
 
 A química é a ciência que estuda a matéria e as suas transformações. 
Mas como a matéria se transforma? A matéria é transformada pela quebra e 
pela formação de ligações químicas, ou seja, por reações químicas. Por isso, o 
estudo das forças que agem entre os átomos de uma substância é essencial para 
um bom entendimento da Química e das reações químicas. Existem três tipos 
de ligações químicas: iônica, covalente e metálica. 
 
A regra do octeto 
 
 Por que os átomos se ligam? Desde o final século 19 os químicos 
perceberam que os átomos não são encontrados de forma isolada na Natureza. 
Isso os levou a concluir que os átomos se ligam para adquirir estabilidade, 
seguindo a tendência natural do universo de caminhar no sentido de se ter 
menor energia. Portanto, podemos fazer a seguinte generalização: 
 
 
 Quando os átomos estabelecem uma ligação química, ocorre uma 
liberação de energia e um consequente aumento de estabilidade. No entanto, 
esse argumento não vale para um grupo de átomos da tabela periódica, os gases 
nobres (grupo 18). Esses gases são encontrados, em condições ambientes, na 
forma de átomos isolados muito estáveis. Os gases nobres não apresentam 
tendência de reagir e, justamente por esse motivo, ficaram desconhecidos por 
séculos. Mas o que esses átomos possuem para serem estáveis? Em 1916 dois 
cientistas um alemão, Walter Kossel (1888-1956), e um americano, Gilbert 
Newton Lewis (1875-1946), concluíram que a estabilidade desses átomos 
estava relacionada ao fato de apresentarem o último nível de energia (camada 
de valência) com oito elétrons. Lewis e Kossel perceberam que a estrutura 
eletrônica dos demais átomos nas substâncias conhecidas, eram semelhantes às 
dos gases nobres, ou seja, possuíam oito elétrons no último nível de energia. 
Assim surgiu a famosa Regra do Octeto, que diz: 
 
“Os átomos tendem a ganhar perder ou compartilhar elétrons até 
que tenham oito elétrons (octeto) no último nível de energia, ou dois elétrons 
(dubleto) quando possuem apenas o primeiro nível de energia” 
 
Com exceção do hélio que possui dois elétrons na sua única 
camada, todos os gases nobres a camada de valência com oito elétrons. 
Existem muitas exceções à regra do octeto, ela se aplica principalmente aos 
elementos representativos. Mas ela é uma ferramenta útil para o início do 
estudo das ligações entre os átomos no ensino médio. Portanto, não se assuste 
quando encontrar substâncias que desobedecem a essa regra, pois ela, na 
verdade é uma tendência. 
 
Ligação iônica ou eletrovalente 
 
 A ligação iônica resulta da transferência de elétrons da camada de 
valência de um átomo para a camada de valência de outro átomo. 
 
 
 Os compostos iônicos geralmente são formados pela combinação de 
metais (perdem elétrons) com ametais (ganham elétrons). Os sólidos 
iônicos formados nessa combinação não possuem moléculas discretas. Suas 
estruturas sempre possuem um grande número de íons positivos e negativos 
intercalados. Nos retículos, os cátions sempre estão circundados por ânions e 
vice-versa. Esse arranjo maximiza as forças de atração e minimiza as forças de 
repulsão. O retículo é a unidade de repetição do cristal iônico. 
 
 
“Reticulo cristalino” 
 
Juntando os íons: fórmula mínima 
 
Toda ligação iônica forma um sistema eletricamente neutro. Por 
isso, podemos usar a seguinte regra geral de formulação, denominada regra do 
entrecruzar. Veja: 
 
O valor numérico da carga do cátion é o índice de atomicidade do 
ânion e vice-versa. Essa regra garante a igualdade das cargas elétricas positivas 
e negativas no composto iônico formado. A fórmula obtida é a fórmula 
mínima ou empírica do composto iônico, que indica a menor proporção entre 
os íons no retículo cristalino. Observe os exemplos a seguir: 
 
 
 
A regra de entrecruzar também pode ser utilizada para íons 
poliatômicos. Observe os exemplos: 
 
 
 
 
 
 
 
arilsonmartino@hotmail.com 2 
 
A fórmula de um composto iônico sempre representa a menor 
proporção entre os íons. Portanto, depois de usar a regra do entrecruzar, você 
precisa dividir os índices de atomicidade por um fator comum para mostrar a 
menor proporção, se possível. Observe os exemplos: 
 
 
 
Com base na regra do octeto, podemos prever as valências (cargas 
elétricas) dos metais e ametais representativos da tabela periódica. As cargas 
elétricas dos elementos representativos em uma ligação iônica são 
determinadas pelo número de elétrons que os átomos devem perder ou ganhar 
para atingir o octeto. No caso dos metais, o octeto é alcançado mais facilmente 
pela perda de elétrons. No caso dos ametais, pelo ganho. Os íons mais 
importantes dessas famílias estão representados a seguir. Veja: 
 
 
São raros os compostos iônicos formados pelos elementos C,Si e Ge 
do grupo 14.Dois exemplos mais importantes são o carbeto de cálcio(CaC2) e o 
metaneto de alumínio(Al4C3).Veja: 
 
 hidrogênio também pode formar compostos iônicos. Devido a sua 
alta eletronegatividade em relação aos metais, ele recebe um elétron formando 
um ânion denominado hidreto,que possui um dubleto de elétrons na camada de 
valência.Veja: 
 
Portanto, as principais cargas elétricas dos elementos 
representativos em uma ligação iônica são: 
 
 
Propriedades dos compostos iônicos 
 
➢ Todo composto iônico é sólido nas CNTP. 
➢ Os compostos iônicos são duros, porém quebradiços. O 
deslocamento de uma camada de íons em relação à outra coloca 
íons de mesma carga lado a lado. Isso gera uma grande força 
repulsiva,que resulta na clivagem do cristal. 
 
 
➢ Possuem altos pontos de fusão e ebulição. 
 
➢ São isolantes elétricos no estado sólido, pois os íons ocupam 
posições fixas no retículo cristalino. Porém, são condutores nos 
estados líquido e gasoso. A condução elétrica nesses estados, pode 
ser explicada pela mobilidade dos íons, que movimentam-se 
carregando a corrente elétrica. 
 
 
➢ Muitos são solúveis em solventes polares como a água. No entanto, 
essa propriedade não é exibida por um grande número de sólidos 
iônicos. 
➢ Soluções de compostos iônicos conduzem corrente elétricas 
(soluções eletrolíticas). 
 
Atenção ! 
 
Compostos iônicos importantes: 
 
NaCl = sal de cozinha 
NaOH = hidróxido de sódio (soda cáustica) 
CaO = óxido de cálcio (cal virgem ou viva) 
Al2O3 = óxido de alumínio (extraído do minério Bauxita) 
Fe2O3 = óxido de ferro III (extraído do minério hematita)