A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Plano Diário de Atendimento - RMO revisado

Pré-visualização | Página 1 de 1

PLANO DIÁRIO DE ATENDIMENTO 
Paciente:; M.G.S..
Idade: 11 anos.
Estagiário: Roseane Melo		
H.D.Fonoaudiológica: Paralisia facial Periférica. Lado da paralisia: esquerdo.
Data do atendimento: 19/04/2022 Nº DA SESSÃO: 03
	OBJ. ESPECÍFICOS
	ESTRATÉGIAS
	RECURSOS
	RESULTADOS
	1.0 – Manter a musculatura ativa.
2.0 – Recuperar a força 
3.0 – Recuperar a força do movimento da musculatura da mímica facial.
	1.1 – A Terapeuta irá solicitar ao paciente contrair o musculo orbicular dos olhos, em ambos os lados da face e manter a contração. A mesma realizará junto ao exercício fazendo um movimento de pinçamento com os dedos polegar e indicador. O polegar direciona a pálpebra inferior em direção à superior e o dedo indicador aproxima a pálpebra superior na direção da inferior, promovendo assim o fechamento total das pálpebras. Após o pinçamento, o paciente deve ficar com os olhos fechados de 5 a 10 segundos. (3x,10s). 
1.2 – A Terapeuta solicitará ao paciente que o mesmo contraia o músculo 
Corrugador do Supercílio, fazendo “cara de bravo”, mantendo a contração. A mesma realizará a massagem digital com o dedo indicador no sentido sobrancelha em direção à glabela. (3x,10s)
1.3 – A Terapeuta solicitará que o paciente contraia o músculo Occipitofrontal, fazendo “cara de assustado”, mantendo a contração. A mesma realizará a massagem com três dedos no sentido da sobrancelha para o couro cabeludo do paciente. (3x,10s)
1.4 – A terapeuta irá solicitar que o paciente faça protrusão labial, onde ajudará ao mesmo a realizar o movimento, para que não ocorra desvio da protrusão para o lado não paralisado, sendo necessário centraliza-la, para manter a contração. A terapeuta realizará a massagem do lado paralisado no sentido da comissura labial para o meio dos lábios do paciente. (3x, 10s)
1.5 – A terapeuta solicitará que o paciente contraia o músculo risório, fazendo “sorriso fechado”, manter a contração. A mesma realizará a massagem digital com o dedo indicador no sentido da comissura do lábio em direção à orelha do paciente. (3x, 10s)
1.6 – A terapeuta solicitará que o paciente contraia o músculo abaixador do Lábio Inferior, mostrando os dentes inferiores, abaixando somente o lábio inferior, manter a contração. A mesma irá realizar a massagem como dedo polegar no sentido do lábio inferior para baixo do paciente. (3x, 10s).
2.1 e 3.1 – A terapeuta irá realizar exercícios isométricos com o paciente, com pouca repetição e aumento no tempo de contração:
2.2 e 3.2 – Elevar as sobrancelhas e manter por 5 segundos (3x) – m. occipitofrontal.
2.3 e 3.3– Aproximar as sobrancelhas uma da outra, manter por 5 segundos (3x) – m. corrugador dos supercílios.
2.4 e 3.4 – Contrair o nariz e manter por 5 segundos (3x) – m. prócero.
2.5 e 3.5 – Fazer protrusão labial com selamento e manter por 5 segundos (3x).
2.6 e 3.6 – Dar um sorriso fechado e manter por 5 segundos (3x).
2.7 e 3.7 – Fazer protrusão labial com abertura e manter por 5 segundos (3x).
2.8 e 3.8 – Dar um sorriso aberto e manter por 5 segundos (3x). Elevando para o zigomático.
	1.0 – Massagem induzida através da manipulação digital.
2.0 – Quando se executado os exercícios sem o uso do espelho é favorecido a percepção sensorial (propriocepção) do controle do movimento.
	1.0 – Paciente apresentou sensação de melhora após a realização do exercício.
Observação: realizar em todas massagens e exercícios 3x mais no lado que está paralisado. 
2.0 – A proposta terapêutica utilizada propiciou resultados positivos, com melhora no repouso facial, e melhora funcional relatada pelo paciente.
– Orientações quanto as manobras orofaciais que facilitam o movimento: 
Utiliza-se um desenho da face com as fibras musculares e com orientação do sentido da massagem orofacial que simula o movimento desejado, e orienta como o paciente deve se autoestimular. 
A massagem deve ser feita duas vezes ao dia, no momento em achar viável. 
As manobras constam de: 
a) Deslizamento dos dedos na testa, para cima e para baixo. 
b) Deslizamento dos dedos acima da sobrancelha, distal para medialmente. 
c) Deslizamento dos dedos sobre a bochecha, de baixo para cima. 
d) Deslizamento dos dedos nos lábios e na bochecha, em sentido horizontal simulando o sorriso. 
e) Uso funcional mastigatório do lado paralisado: apoiar na base mandibular com os dedos, no lado acometido, para minimizar a estase de alimentos no vestíbulo.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.