Aristóteles e o sistema aristotélico

@filosofia-da-educacao ESTÁCIO

Pré-visualização

ARISTÓTELES E O 
SISTEMA ARISTOTÉLICO 



 Discípulo de Platão, Aristóteles rompe com 
esses ensinamentos após a morte do mestre 
e elabora o seu próprio sistema filosófico. 

 

 Crítica ao pensamento de Platão.  

Aristóteles e o sistema 
aristotélico 



 Nasceu em 384 a.C. em Estagira, na 
Macedônia. 

 Gostava de dar aulas e ministrar seus 
ensinamentos em caminhadas com seus 
discípulos – “escola peripatética” (de 
peripatos – o caminho). 

 

Aristóteles e o sistema 
aristotélico 



 Frases de Aristóteles 

 "O verdadeiro discípulo é aquele que 
consegue superar o mestre."  

 

 "O homem que é prudente não diz tudo 
quanto pensa, mas pensa tudo quanto diz."  

 

Aristóteles e o sistema 
aristotélico 



 O pensamento de Aristóteles foi 
desenvolvido a partir de uma crítica da 
filosofia dos pré-socráticos e à filosofia 
platônica. 

 

 Sua principal obra filosófica foi a 
METAFÍSICA – conhecimentos além da 
matéria . 

 . 

Aristóteles e o sistema 
aristotélico 



 Definição  
 A palavra metafísica é de origem grega onde 

Meta significa além e Physis significa Física. 
 

 O que estuda  
 Metafísica é uma área do conhecimento que faz 

parte da Filosofia. A metafísica estuda os 
princípios da realidade para além das ciências 
tradicionais (Física, Química, Biologia, 
Psicologia, etc).  

 
 

Aristóteles e o sistema 
aristotélico 



 Os textos filosóficos gregos eram divididos 
em: 

 Textos esotéricos – de caráter mais 
especializado e dirigido ao público interno da 
escola; 

 Textos exotéricos – de caráter mais 
abrangente, interesse mais amplo, dirigido ao 
grande público. 

Crítica a Platão 



 Os diálogos de Platão que chegavam ao 
nosso conhecimento eram textos 
EXOTÉRICOS. 

 Não temos textos esotéricos (público interno) 
de tradição platônica e talvez esses textos 
não tenham existido.  

 É provável que eles tenham sido estritamente 
oral. 

Crítica a Platão 



 No caso de Aristóteles, ao contrário, os textos 
exotéricos não subsistiram, chegando até 
nós os textos esotéricos. 

 

 Rejeição ao dualismo platônico 
representado pela teoria das ideias 

Crítica a Platão 



Comparativo entre Platão e 
Aristóteles 

  Formas diferentes de explicar a origem das 
ideias; 

Platão Aristóteles 



Comparativo entre Platão e 
Aristóteles 

  Platão defendia o Inatismo, nascemos com 
princípios racionais e 

ideias inatas.  
 Temos as ideias 

formuladas em nossas 
mentes, mas muito 

guardadas, que, para 
serem utilizadas,  é 

necessário “relembrar” 
as ideias já conhecidas 

através do mundo 
inteligível. 

 
 

 Já Aristóteles era um 
filosofo que defendia o 

Empirismo. As ideias são 
adquiridas  através de 

experiência,. 



Comparativo entre Platão e 
Aristóteles 

  Para Platão o conhecimento sensível 
(crença e opinião ) é 

apenas uma da realidade, 
como se fosse uma 

visão dos homens da 
caverna do texto “Alegoria 

da Caverna” e o 
conhecimento 

intelectual  (raciocínio e 
indução) alcança a essência 

das coisas, as ideias. 

 Aristóteles diz que existem 
seis formas ou grau de 

conhecimento: sensação, 
percepção, imaginação, 

memória, raciocínio e 
intuição. Para ele, o 

conhecimento é formado e 
enriquecido por 

informações trazidas de 
todos os graus citados e 
não há diferença entre o 
conhecimento sensível e 

intelectual, 



 Concepção de realidade segundo a qual o 
que existe é a substância individual – 
indivíduo material concreto – evitando-se 
o dualismo. 

 

 Aristóteles afirma que os indivíduos são 
compostos de matéria e forma. 

A Metafísica de Aristóteles 



 Matéria é o princípio de individuação; 

 A forma é a maneira como cada indivíduo, 
ou seja, a matéria se organiza. 

 

 Todos os indivíduos de uma mesma 
espécie teriam a mesma forma, mas 
difeririam do ponto de vista da matéria 
(indivíduos diferentes). 

A Metafísica de Aristóteles 



 
 Matéria e forma são entretanto 
indissociáveis, constituindo uma unidade.  

 

 Ela só existe na medida em que possui uma 
determinada forma. 

A Metafísica de Aristóteles 



 Não existem formas ou ideias puras, como no 
mundo inteligível platônico.  

 

 É o intelecto humano que, pela abstração, 
separa matéria de forma no processo de 
conhecimento da realidade. 

A Metafísica de Aristóteles 

Abstração é o processo ou resultado de generalização por redução 
do conteúdo da informação de um conceito ou fenômeno 

observável, normalmente para reter apenas a informação que é 
relevante para um propósito particular.  



 Aristóteles defende a concepção de uma 
natureza plural, na medida em que composta por 
indivíduos. 

 

 Podemos dizer que a teoria aristotélica visa 
resolver os impasses presentes nas teorias de 
Platão.  

 

A Metafísica de Aristóteles 



 Aristóteles afirma que há uma confusão em 
torno dos vários sentidos e usos do verbo 
“ser”. 

 As coisas existem de diferentes maneiras. 
Essas distinções foram desenvolvidas em seu 
Tratado das categorias. 

A Metafísica de Aristóteles 



 A teoria aristotélica do ser  afirma que existe a: 

 Essência e acidente - Essência – aquilo que faz 
com que a coisa  seja o que é.  Os acidentes são 
características mutáveis e variáveis da coisa, sem 
afetar sua natureza essencial. 

 Ex.: 

 “Sócrates é um ser humano” -  essência 

 “Sócrates é calvo” – característica acidental  

 Distinção = “Sócrates não foi sempre calvo”  

 

A Metafísica de Aristóteles 



 A teoria aristotélica do ser afirma que existe 
a: 

 Necessidade e contingência – correlação das 
características anteriores. As características 
essenciais são necessárias, caso contrário a 
coisa deixa de ser o que é e, as contingentes 
são variáveis e mutáveis.  

 

 Ex.: Sócrates é necessariamente um ser 
humano e apenas, contingentemente, calvo. 

 

A Metafísica de Aristóteles 



 A teoria aristotélica do ser  afirma que existe 
o: 

 Ato e potência– permite explicar a mudança e 
a transformação. Uma coisa pode ser uma e 
múltipla.  

 

 Ex.: A semente é, em ato, semente, mas 
contém em potência a árvore. A árvore é 
árvore em ato, mas em potência pode ser 
lenha. 

A Metafísica de Aristóteles
Rogério Ferreira fez um comentário
  • muito bom
    • 0 aprovações
    Marcia Ruíz fez um comentário
  • muito bom, uma pena estar incompleto...
    • 1 aprovações
    Carregar mais