A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Digestao de carboidratos

Pré-visualização | Página 1 de 1

DIGESTÃO DEcarboidratos
 Fonte de energia para os processos
metabólicos
 Fonte de carbono para as sínteses de
outras moléculas
Compostos orgânicos de maior
abundância na natureza formados
primordialmente por átomos de C, H
e O.
Classificação
O amido é a principal reserva de
energia das plantas e a dos animais
são os lipídeos. 
Homopolissacarídeos 
Formado apenas por 1 unidade monolítica.
Ex: celulose , formado apenas por moléculas
de glicose 
Heteropolissacarídeos 
Formado por mais de 1 unidade monolítica.
Ex: lactose
Taxa de degradação 
Velocidade da degradação da molécula 
Funções
Reserva de energia em plantas e animais;
Sinalizadores (célula – célula)
Estrutural para tecidos e células.
Glicose → fonte de energia para a construção
e manutenção dos seres vivos
Amido e glicogênio → Depósito de energia
Celulose e hemicelulose → Estrutural (parede
celular)
Ribose e desoxiribose → componente dos ác.
nucleícos
Classificação
Quanto ao grupamento funcional
Grupos aldeídos (aldoses)
Grupos cetônicos (cetoses)
Classificação
Quanto a posição da hidroxila C1 
Produtos da digestão de amido: Maltose ,
Maltotriose e -Dextrina 
AMIDO
Maltoses , Maltotrioses ,
Dextrinas
Diferença dos amidos 
A amilose é formada por unidades de glicose
unidas por ligações glicosídicas α-1,4,
originando uma cadeia linear. 
A amilopectina é formada por unidades de
glicose unidas em α-1,4 e α- 1,6, formando
uma estrutura ramificada.
Digestão e absorção CHO ́s 
Secreções abomasais -> HCl,
pesinogênio, bicarbonato e lisozimas
1h a 2h no abomaso
pH 2,0 a 2,5
Digesta entra no duodeno +
secreção pancreática 
Principalmente
alimentos
concentrados
Hidrolise pela
amilase
pancreática 
Maltase 
GLICOSE
1.Digestão na boca (amilase salivar)
2. Digestão ruminal (Fermentação)
3. Digestão no ID (Amido, lactose e sacarose)
- Fase luminal
- Fase membranosa
F.L (1) - AMILASE ( interior da molécula) 
F.M (2) - DEXTRINASE ( interior da molécula)
F.M(3) - MALTASE ( extremidades)
FERMENTAÇÃO
 
Características ruminais produtos
Estágios 
Estágio 1 - hidrólise dos polissacarídeos
Ação das enzimas extracelulares que agem
nos polissacarídeos onde são hidrolisados
aos seus monossacarídeos constituintes.
Ex: Amido e celulose -> glicose
Frutosanos -> frutose
Hemicelulose e pectina -> xilose
Estágio 2 – Oxidação anaeróbica
Oxidação anaeróbica da frutose 1,6-bifosfato
a piruvato via fosfoenolpiruvato ( Quebra
glicose para obter energia).
Estágio 3 – Formação de ácidos graxos
voláteis (AGCC)
Estágio 4 - Síntese de novos produtos
microbianos
Síntese de aminoácido através da utilização
dos intermediários dos estágios 1 e 3
acoplados a transaminação e a energia (ATP)
derivada da via de fermentação.
Celulase Amilase Drextrinase
Maltase
Celobiase
Formação do AGCC