A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
4 - DA DEFESA DO ESTADO E DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS ESTADO DE DEFESA, ESTADO DE SÍTIO.

Pré-visualização | Página 1 de 1

Aula: IV
DA DEFESA DO ESTADO E DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS: ESTADO DE DEFESA, ESTADO DE SÍTIO.
	Instituição: Faculdade de Direito Estácio FIB
	Ano: 2015.2
	Aluno: ROBSON FERREIRA. 
	Matricula: 201402019939
	Professor: SHEILA MARTA CARREGOSA ROCHA
	Disciplina: DIREITO CONSTITUCIONAL II
	Caso conreto I
	Questão
	CASO CONCRETO 
Caso concreto: (ESAF/EPPGG-MPOG/2009) As imunidades de Deputados ou Senadores só podem subsistir durante o estado de sítio (art. 137 CRFB/88) mediante o voto de dois terços dos membros da Casa respectiva, nos casos de atos praticados fora do recinto do Congresso Nacional, que sejam compatíveis com a execução da medida. Analise justificadamente a assertiva.
Resposta: a assertiva possui um equivoco, pois a imunidade parlamentar garantida pela constituição federal dada aos deputados e senadores subsistirá mesmo com o estado de sitio e só poderá ser suspensa mediante o voto de dois terços dos membros das casas respectivas, é o que se elenca no art. 53 § 8º da CRFB/88.
Art. 53. Os Deputados e Senadores são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos;
§ 8º As imunidades de Deputados ou Senadores subsistirão durante o estado de sítio, só podendo ser suspensas mediante o voto de dois terços dos membros da Casa respectiva, nos casos de atos praticados fora do recinto do Congresso Nacional, que sejam incompatíveis com a execução da medida. 
Questão objetiva 1.
Prova: 27º Exame de Ordem - 1ª fase
1 - O poder reformador constitucional possui limitações de vários matizes. Assinale a única opção que não traduz uma dessas limitações: 
- A impossibilidade de um cidadão ser signatário de um projeto de emenda à Constituição 
Correto: Art. 60. A Constituição poderá ser emendada mediante proposta: I - de um terço, no mínimo, dos membros da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal; II - do Presidente da República; III - de mais da metade das Assembléias Legislativas das unidades da Federação, manifestando-se, cada uma delas, pela maioria relativa de seus membros.
- O quorum qualificado de dois terços para aprovação de projetos de emenda à Constituição 
Errado: porque não há necessidade de um quorum de dois terços; I - de um terço, no mínimo, dos membros da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal.
- A proibição de apresentação de projetos de emenda à Constituição durante a vigência de estado de sítio 
Correto: é o que dispõe o art. 60 da CRFB/88 § 1º A Constituição não poderá ser emendada na vigência de intervenção federal, de estado de defesa ou de estado de sítio.
- A necessidade de tramitação bicameral de todos os projetos de emenda à Constituição 
Correto: é o que diz o art. 60 da CRFB/88 
§ 2º A proposta será discutida e votada em cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos, considerando-se aprovada se obtiver, em ambos, três quintos dos votos dos respectivos membros.
§ 3º A emenda à Constituição será promulgada pelas Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, com o respectivo número de ordem.
A resposta errada é a da letra B.
 Questão objetiva 2.
2 - Nomeie, com alusão à defesa do Estado e das instituições democráticas, a opção válida: 
Constituem pressupostos para a decretação do Estado de Sítio a comoção grave de repercussão nacional, a ocorrência de fatos que comprovem a ineficácia de medida tomada durante o Estado de Defesa e a declaração do Estado de Guerra ou resposta a agressão armada estrangeira;
Correto: Art. 137. O Presidente da República pode, ouvidos o Conselho da República e o Conselho de Defesa Nacional, solicitar ao Congresso Nacional autorização para decretar o estado de sítio nos casos de:
I - comoção grave de repercussão nacional ou ocorrência de fatos que comprovem a ineficácia de medida tomada durante o estado de defesa;
II - declaração de estado de guerra ou resposta a agressão armada estrangeira.
O Estado de Defesa, da mesma forma que o Estado de Sítio, só poderá ser decretado pelo Presidente da República, após autorização do Congresso Nacional;
Errado: será ouvidos o conselho da república e o conselho de defesa nacional.
Art. 136. O Presidente da República pode, ouvidos o Conselho da República e o Conselho de Defesa Nacional, 
O tempo de duração do Estado de Defesa e do Estado de Sítio não poderá ser superior a 30 (trinta) dias improrrogáveis;
Errado: pois no caso de estado defesa poderá ser prorrogável.
§ 2º O tempo de duração do estado de defesa não será superior a trinta dias, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período, se persistirem as razões que justificaram a sua decretação.
Os atos praticados pelo executor da medida, durante o Estado de Defesa, não estão sujeitos, de vez que resultantes da instauração de um sistema de legalidade extraordinária, o controle judicial.
Errada: porém sujeitos ao o que? Se da apreciação do Juiz.
 § 2º O tempo de duração do estado de defesa não será superior a trinta dias, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período, se persistirem as razões que justificaram a sua decretação.
.