Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
46 pág.
apostila-nr-11-complementar1634568971

Pré-visualização | Página 1 de 4

Norma 
Regulamentadora 
NR 11
Transporte, movimentação, 
armazenagem e manuseio de materiais
PORTARIA MTPS n° 505, de 29 de abril de 2016
Norma Regulamentadora
• Capitulo V da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho);
• Consistem em obrigações, direitos e deveres a serem cumpridos por empregados
e trabalhadores com o objetivo de garantir trabalho seguro e sadio, prevenindo a
ocorrência de doenças e acidentes de trabalho;
• Ministério do Trabalho, pela Secretaria de Saúde e Segurança do Trabalho;
• Sanções;
• Ações reclamatórias e ações civis públicas até o pagamento de multas e despesas
com tratamentos médicos.
Breve Histórico 
(Primeira Alteração)
• A Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), no uso de suas atribuições legais,
considerando o número elevado de acidentes do trabalho na movimentação de
chapas de mármore, granito e outras rochas e as deliberações da Comissão
Permanente Nacional do Setor Mineral e da Subcomissão Permanente Nacional
do Setor de Mármore e Granito, que aprovou a proposta de estabelecimento de
normatização técnica sobre movimentação e armazenagem de chapas de
mármore, granito e outras rochas, resolvem:
“Acrescentar o item 11.4, o subitem 11.4.1 e o Anexo I (Regulamento Técnico de
Procedimentos para Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Chapas de Mármore,
Granito e Outras Rochas) à NR-11 (Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio
de Materiais), aprovada pela Portaria 3.214/78, que passa a vigorar com a seguinte
redação.” (Arts. 1° e 2° da Portaria N° 56, de 17 de setembro de 2003)
Breve Histórico
(Última Alteração)
• O Ministro de Estado do Trabalho e Previdência Social (MTPS), no uso de suas
atribuições legais, que lhe conferem o inciso II do parágrafo único do art. 87 da
Constituição Federal e os arts. 155 e 200 da Consolidação das Leis do Trabalho -
CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, resolvem:
“Alterar o Anexo I - Regulamento técnico de procedimentos para movimentação,
armazenagem e manuseio de chapas de mármore, granito e outras rochas - da Norma
Regulamentadora nº 11 - Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de
Materiais, aprovado pela Portaria nº 56, de 17 de setembro de 2003, que passa a vigorar
com a redação constante no Anexo desta Portaria.” (Art. 1° da Portaria MTPS 505/2016)
Breve Histórico
(Última Alteração)
• A partir dessa revisão, novas medidas foram adotadas, como, por exemplo:
determinação de que as inspeções rotineiras e manutenções sejam realizadas por profissional
capacitado ou qualificado;
determinação de interrupção de circulação de pessoas nas áreas de movimentação de chapas
durante a realização da atividade;
determinação de que a área de armazenagem de chapas seja protegida contra intempéries
(na redação anterior, essa medida tinha um caráter apenas recomendatório);
estabelecimento de condições ambientais e equipamentos para movimentação de chapas
fracionadas de rochas ornamentais em marmorarias;
definição de regras específicas para carga e descarga de chapas de rochas ornamentais;
definição de parâmetros e programas de capacitação para o desempenho da atividade.
Classificação 
(portaria 787 de 27/11/2018)
Classificação 
(portaria 787 de 27/11/2018)
“Regulamenta a execução do
trabalho considerando as
atividades, instalações ou
equipamentos utilizados,
sem estar estar condicionado
a setor, ou a atividade
econômica específica.”
• NR 18 – Condições de
segurança e saúde no
trabalho na indústria da
construção (Construção
Civil);
• NR 22 – Segurança e saúde
ocupacional na mineração
(Trabalhos na mineração)
Normas de segurança para operação de
elevadores, guindastes, transportadores
industriais e máquinas transportadoras
1. Os poços de elevadores e monta-cargas deverão ser
cercados, solidamente, em toda sua altura, exceto as
portas ou cancelas necessárias nos pavimentos.
2. Quando a cabina do elevador não estiver ao nível do
pavimento, a abertura deverá estar protegida por
corrimão ou outros dispositivos convenientes.
3. Os equipamentos utilizados na movimentação de
materiais, tais como ascensores, elevadores de carga,
guindastes, monta-carga, pontes-rolantes, talhas,
empilhadeiras, guinchos, esteiras-rolantes,
transportadores de diferentes tipos, serão calculados
e construídos de maneira que ofereçam as
necessárias garantias de resistência e segurança e
conservados em perfeitas condições de trabalho.
Normas de segurança para operação de
elevadores, guindastes, transportadores
industriais e máquinas transportadoras
3.1 Especial atenção será dada aos cabos de aço, cordas, correntes, roldanas e
ganchos que deverão ser inspecionados, permanentemente, substituindo-se as
suas partes defeituosas.
3.2 Em todo o equipamento será indicado, em lugar visível, a carga máxima de
trabalho permitida.
3.3 Para os equipamentos destinados à movimentação do pessoal serão exigidas
condições especiais de segurança.
Normas de segurança para operação de
elevadores, guindastes, transportadores
industriais e máquinas transportadoras
4. Os carros manuais para transporte devem possuir protetores das mãos.
5. Nos equipamentos de transporte, com força motriz própria, o operador deverá
receber treinamento específico, dado pela empresa, que o habilitará nessa
função.
6. Os operadores de equipamentos de transporte motorizado deverão ser
habilitados e só poderão dirigir se durante o horário de trabalho portarem um
cartão de identificação, com o nome e fotografia, em lugar visível.
6.1 O cartão terá a validade de 1 (um) ano, salvo imprevisto, e, para a
revalidação, o empregado deverá passar por exame de saúde completo, por conta
do empregador.
Normas de segurança para operação de
elevadores, guindastes, transportadores
industriais e máquinas transportadoras
7. Os equipamentos de transporte motorizados deverão possuir sinal de
advertência sonora (buzina).
8. Todos os transportadores industriais serão permanentemente inspecionados e
as peças defeituosas, ou que apresentem deficiências, deverão ser
imediatamente substituídas.
9. Nos locais fechados ou pouco ventilados, a emissão de gases tóxicos, por
máquinas transportadoras, deverá ser controlada para evitar concentrações, no
ambiente de trabalho, acima dos limites permissíveis.
10. Em locais fechados e sem ventilação, é proibida a utilização de máquinas
transportadoras, movidas a motores de combustão interna, salvo se providas
de dispositivos neutraliza dores adequados.
Normas de segurança do trabalho em 
atividades de transporte de sacas
1. Denomina-se, para fins de aplicação da
presente regulamentação a expressão
"Transporte manual de sacos" toda
atividade realizada de maneira
contínua ou descontínua, essencial ao
transporte manual de sacos, na qual o
peso da carga é suportado,
integralmente, por um só trabalhador,
compreendendo também o
levantamento e sua deposição.
2. Fica estabelecida a distância máxima
de 60,00m (sessenta metros) para o
transporte manual de um saco.
Normas de segurança do trabalho em 
atividades de transporte de sacas
3. É vedado o transporte manual de
sacos, através de pranchas, sobre
vãos superiores a 1,00m (um
metro) ou mais de extensão.*
3.1 As pranchas de que trata o
item 11.2.3 deverão ter a largura
mínima de 0,50m (cinquenta
centímetros).
4. Na operação manual de carga e
descarga de sacos, em caminhão
ou vagão, o trabalhador terá o
auxílio de ajudante.
Normas de segurança do trabalho em 
atividades de transporte de sacas
5. As pilhas de sacos, nos armazéns,
devem ter altura máxima limitada ao
nível de resistência do piso, à forma e
resistência dos materiais de embalagem
e à estabilidade, baseada na geometria,
tipo de amarração e inclinação das
pilhas.
As pilhas de sacos, nos armazéns, terão a
altura máxima correspondente a 30
(trinta) fiadas de sacos quando for usado
processo mecanizado de empilhamento. (
Alteração dada pela Portaria SIT 82/2004)
Normas de segurança do trabalho em 
atividades de transporte de sacas
6. A altura máxima das pilhas de sacos será correspondente a 20 (vinte)
Página1234