Buscar

questão 4

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

No complexo M.N foram descritas associações litológicas típicas de um G.B que permitiram intitula-lo como tal.
No Complexo M.N, em seção feita entre os municípios de Rui Barbosa e Piritiba, Mascarenhas mapeou uma seção geológica na qual foram descritos ocorrências de basaltos, andesitos, dacitos com textura variolitica, riodacitos, rochas piroclasticas, grauvacas e produtos exalativos (cherts e BiF’s) associados com sedimentos finos, metamórfizados na fácie XV.
Ver seções geológicas anexas:
As rochas metabásicas são descritas com originadas de magmatismo Komatiitico com mineralogia normativa de Olivina, Opx, Cpx, Anfibólio e Plagioclásio Cálcico. Estas rochas rochas. Apresentam feições de alteração mineral (epidoto, carbonatos, tremolito, serpentino e talco). Apresentam também texturas típicas resfriamento tipo pillow lavas.
Com relação aos dados do campo de tectônica a seguida uma seção W-E na latitude 11, também, foram descritos afloramentos cujos litotipos são compatíveis com os de um G.B. Foram observados afloramentos de filitos ferruginosos intercalados com metaconglomerados de matriz areno-argilosa e quartzito com impureza de argila. Ainda foi observada uma sequência metaquímica marcada por chert’s intercalados com andaluzita xistos seguida por formações manganesiferas intercaladas por BIF’s até chegar ao domínio dos filitos ferruginosos novamente.
Ou Seja, estas associações litológicas foram a chave principal que permitiram caracterizar o Complexo Mundo Novo com um G.B.. Uma outra característica importante é a idade desta bacia (aprox. 3.3 Ga.); ou seja, formou-se num momento geológico, no qual se formaram a maioria dos G.B do planeta, pois nesse período o grau geotérmico e o paleoclima da Terra propiciavam a geração de magmas Komatiiticos (alta taxa de fusão do manto) e um ambiente anóxido (que permitia a deposição das sequencias químicas), respectivamente.
Em suma:
 (
B2- R
ochas clásticas
, sobretudo
 turbiditicas.
B1- R
ochas 
metassedimentares
 que entram em contato c/ a seção vulcânica
 constitui
 uma associação de 
g
rafita
 xisto, metapelito, metachert, BIF e rochas 
calcissilic
á
ticas
, típicas de ambientes de fundo oceânico.
A- 
Suítes de metakomatiitos e matatholeiitos c/ 
intercalações
 d
e formações sílico-ferro-magnesí
feras (ambiente extensional de assoalho oceânico).
)
LEGENDA:
 1 - Grupo Jacobina: Formação Serra do Córrego;
2 a 8 - Greenstone Belt de Mundo Novo:
2 - Metabasaltos;
3 - Basaltos andesíticos;
4 - Grauvacas gradadas, sedimentos finos (tufáceos ?) com intercalações de metachert e exalitos, quartzo a moscovita xistos (piroclásticas, tufos, cinzas vulcânicas ?);
5 - Quartzo-moscovita xistos com aluminossilicatos de metamorfismo (piroclásticas, tufos, cinzas vulcânicas ?);
6 - Metachert;
7 - Rocha ultramáfica serpentinizada;
8 - Metachert, formação ferrífera, andesito; 
9 - Biotita granito; 
10 – Tonalitoalterado trondhjemito-granodiorito (TTG) migmatizado, foliado ou não;
11 - Falha de empurrão ou transempurrão;
12 - Falha/fratura.