Buscar

INSPEÇÃO DE PESCADOS - INTRODUÇÃO

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Adriele C. Menaides
Entende-se por pescado:
peixes, crustáceos, moluscos, anfíbios, répteis, equinodermos e outros animais aquáticos
usados na alimentação humana.
Peixes ósseos
Classe Osteichthyes;
98% de todos os peixes existentes;
Boca localizada anteriormente;
Bexiga natatória;
Opérculo grande com brânquias;
Narinas na parte dorsal;
Linha lateral localizada ao longo do flanco;
Sistema circulatório simples.
- Pele:
Confere proteção contra choques mecânicos e
atrito;
Barreira física e celular para microrganismos;
Impermeabilização;
Órgão sensorial;
Elemento de mimetismo;
Proteção contra predadores – cores de alerta;
Nos peixes – auxilia a natação e é indicador de épocas de acasalamento.
- Camada de muco:
Reação do organismo às condições desfavoráveis do meio em que vivem;
Em algumas espécies pode representar 2,5% do peso vivo.
- Anexos cutâneos:
Glândulas mucosas – substâncias glicoproteicas responsaveis pela lubrificação externa,
que reduz o atrito do animal com a água, confere proteção, impedindo a entrada de agentes
infecciosos.
Escamas – origem na derme.
Cromatóforos (células pigmentadas) – exprimem cor ao peixe, relacionada com o
comportamento reprodutivo ou mimetismo.
Os peixes são animais pecilotérmicos.
Requerimento energético é 5 a 10 vezes menor que os homeotérmicos.
Não necessitam manter a temperatura do corpo constante.
Perdem menos energia no catabolismo proteico.
- Sistema músculo esquelético:
A musculatura natatória corresponde nos peixes a cerca de 60% da massa corpórea;
A musculatura é segmentada (o que permite o movimento ondulatório), os segmentos são
denominados miômeros e cada unidade é dividida por misoseptos e conectada ao
esqueleto axial.
Perimísio – após a remoção da pele é possível visualizar uma fina membrana que recobre a
musculatura dos peixes. Também auxilia na identificação em decorrência de sua presença e
coloração.
- Sistema digestório:
Dentes – cônicos e finos.
Pequena língua ligada ao chão da cavidade e que ajuda nos movimentos respiratórios.
Ânus e orifício urogenital.
A maioria dos peixes é generalista, explorando os itens alimentares disponíveis.
Rastros – são estruturas ósseas, presentes nas laterais da faringe, que se prolongam do
arco branquial. São responsáveis por sustentar os filamentos branquiais, que são a parte
avermelhada das brânquias e possuem função respiratória.
Não possuem glândulas salivares.
Possuem glândulas de muco na cavidade oro-branquial.
- Sistema Urinário:
Rins;
Ureteres;
Bexiga;
Orifício urogenital.
- Sistema endócrino:
Hipófise;
Tireóide;
Pâncreas endócrino;
Corpúsculo de Stannius;
Adrenal (corticóide);
Trutas – células cromaffin (estresse).
- Sistema circulatório e hematopoiético:
Coração;
Artéria dorsal;
Bulbo e valvas;
Veias;
Brânquias;
Não possuem medula óssea - ossos maciços;
Baço;
Massas linfóides disseminadas;
Hemácias nucleadas;
Trombócitos (homólogos plaquetas).
O coração dos peixes é bastante simples e possui apenas duas câmaras, um
átrio (aurícula) e um
ventrículo.
- Sistema respiratório:
Brânquias;
Pele;
Bexiga natatória;
Pulmões rudimentares.
- Sistema nervoso:
Encéfalo;
Nervos;
Gânglios nervosos;
Frontal (olfativo);
Lobos ópticos;
Cerebelo;
Medula (órgãos internos);
Quimiorreceptores.
- Sistema reprodutor:
É composto pelas gônadas e pelos ductos por onde passam os gametas. As gônadas são
formadas após o nascimento dos peixes e têm a mesma origem celular.
- Adaptações estruturais e funcionais:
Osmorregulação – Regulação osmótica (manutenção do equilíbrio de água e sais no interior
do corpo). Participação das brânquias e rins.
Vesícula gasosa – Função hidrostática (localização dorsal ao intestino).
Crustáceos
Dois pares de antenas;
Na cabeça – além dos dois pares de antenas, apresentam um par de mandíbulas e dois
pares de maxilas;
Outros apêndices torácicos e abdominais altamente diversificados;
Simetria bilateral;
Mais conhecidas: camarões, lagostas, caranguejos.
- Anatomia externa:
Moluscos
Encontrado em todos os tipos de águas (doces, salobras e marinhas);
Desde áreas úmidas até regiões extremamente áridas;
São invertebrados de corpo mole e não segmentado com simetria bilateral;
Seu corpo está dividido em 3 regiões – cabeça, massa visceral e pé.
Moluscos bivalves
Anatomicamente não possuem cabeça e pé diferenciados;
São exclusivamente aquáticos;
Linhas de crescimento na porção externa da concha;
Músculos adutores (atuam no fechamento da
concha).

Continue navegando