Buscar

Tópicos Especiais em Científico II Portfólio ENIAC


Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

EVIDÊNCIA DA PRÁTICA
 
EVIDÊNCIA DA PRÁTICA
Link para o vídeo:
https
RESULTADO DA PRÁTICA
RESULTADO DA PRÁTICA
 
A) O tipo de fluido transportado pelos dutos de exaustão industrial pode variar, dependendo do tipo de processo industrial que está sendo realizado na fábrica. No entanto, esse fluido geralmente é composto por gases e vapores, que podem incluir poluentes, odores e partículas sólidas em suspensão.
B) O tipo de escoamento e o diâmetro dos dutos dependem das propriedades físicas do fluido e das condições operacionais da fábrica. No entanto, se assumirmos que os dutos estão transportando gases e vapores em regimes normais de operação, o tipo de escoamento seria predominantemente laminar. Isso ocorre porque gases em temperatura ambiente e pressões baixas geralmente possuem baixa viscosidade, o que leva a um escoamento organizado e sem turbulências. 
Porém, se os dutos forem muito estreitos, ou houver obstáculos ao longo do trajeto, pode ocorrer a transição para um escoamento turbulento. O diâmetro dos dutos geralmente é projetado de forma a manter um equilíbrio entre a velocidade do fluido e as perdas de carga ao longo do trajeto. 
Dutos com diâmetros muito grandes podem levar a uma redução na velocidade do fluido, o que pode aumentar a probabilidade de deposição de partículas sólidas nas paredes dos dutos. Já dutos com diâmetros muito estreitos podem levar a um aumento na velocidade do fluido e nas perdas de carga, o que pode prejudicar o desempenho dos exaustores e causar instabilidades no escoamento.
ENGENHARIA CIVIL: Tópicos especiais em científico II
Prof. Maria Cristina Tagliari Diniz

Continue navegando