Buscar

FACULDADE ALFA UNIPAC DE TEÓFILO OTON1-2

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 10 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 10 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 10 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

FACULDADE ALFA UNIPAC DE TEÓFILO OTONI 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Gustavo Soares Silveira 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ESTUDO DIRIGIDO 
 
 
O fenômeno da violência e a criminalidade do ponto de vista da ciência 
psicológica 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TEÓFILO OTONI 
2023
 Gustavo Soares Silveira 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ESTUDO DIRIGIDO 
 
 
O fenômeno da violência e a criminalidade do ponto de vista da ciência 
psicológica 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TEÓFILO OTONI 
2023
Resumo 
 
A análise do fenômeno da violência e criminalidade, do ponto de vista da ciência 
psicológica, destaca a complexidade desses comportamentos sociais. A 
psicologia explora fatores individuais, como traumas e distúrbios mentais, que 
podem contribuir para comportamentos violentos. Além disso, considera 
influências sociais, culturais e ambientais na formação da identidade moral e nas 
decisões éticas. A disciplina também desenha estratégias de prevenção, 
intervenção e reabilitação, reconhecendo a importância de abordagens holísticas 
e interdisciplinares para compreender e enfrentar efetivamente esse fenômeno 
multifacetado. 
 
 
 
Palavras-chaves: Psicologia, Comportamentos, Violência 
 
 
Abstract 
 
The analysis of the phenomenon of violence and crime, from the point of view of 
psychological science, highlights the complexity of these social behaviors. 
Psychology explores individual factors, such as trauma and mental disorders, that 
can contribute to violent behavior. Furthermore, it considers social, cultural, and 
environmental influences in the formation of moral identity and ethical decisions. 
The discipline also designs prevention, intervention, and rehabilitation strategies, 
recognizing the importance of holistic and interdisciplinary approaches to 
understand and effectively address this multifaceted phenomenon. 
 
 
 
Keywords: Psychology, Behaviors, Violence 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Sumário 
 
 
Análise crítica ....................................................................................................4 
Considerações finais.......................................................................................10 
Referências....................................................................................................10.1 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O FENÔMENO DA VIOLÊNCIA E A CRIMINALIDADE DO PONTO DE VISTA 
DA CIÊNCIA PSICOLÓGICA 
 
A análise crítica do fenômeno da violência e criminalidade sob a 
perspectiva da ciência psicológica revela uma complexidade intrínseca às 
questões sociais contemporâneas. A psicologia desempenha um papel 
fundamental na compreensão das raízes e manifestações desses fenômenos, 
oferecendo insights valiosos para abordagens preventivas e intervencionistas. 
Em primeiro lugar, é essencial considerar os determinantes psicológicos 
que podem contribuir para o comportamento violento. Fatores como trauma na 
infância, experiências adversas, distúrbios mentais e influências ambientais 
desfavoráveis têm sido identificados como elementos que podem predispor 
indivíduos à violência. A psicologia forense, por exemplo, busca entender como 
esses elementos se entrelaçam, contribuindo para a formulação de perfis 
criminais e estratégias de reabilitação. 
Além disso, a análise psicológica da criminalidade destaca a importância 
da teoria do desenvolvimento moral. Modelos teóricos, como a teoria do estágio 
moral de Kohlberg, oferecem uma estrutura para compreender como as pessoas 
desenvolvem sua compreensão do certo e errado, influenciando seu 
comportamento. A psicologia também explora a influência de fatores sociais, 
econômicos e culturais na formação da identidade moral e na tomada de 
decisões éticas. 
A abordagem psicológica também se concentra na prevenção da 
violência, reconhecendo a importância de intervenções precoces e estratégias 
de modificação de comportamento. Programas de prevenção que visam 
fortalecer habilidades sociais, promover a empatia e lidar com o trauma têm 
demonstrado eficácia na redução da propensão à violência. 
Contudo, é crucial destacar as limitações da abordagem psicológica 
isolada na compreensão da violência e criminalidade. Questões estruturais, 
como desigualdade socioeconômica, acesso limitado a oportunidades 
educacionais e discriminação sistêmica, também desempenham um papel 
significativo. A psicologia, por si só, não pode resolver completamente o 
fenômeno da violência; uma abordagem interdisciplinar que envolve sociologia, 
economia, política e outras disciplinas é necessária para uma compreensão 
abrangente. 
No contexto da psicologia criminal, a avaliação de riscos é uma ferramenta 
essencial. Profissionais especializados utilizam métodos científicos para avaliar 
o potencial de comportamento violento em indivíduos, auxiliando no 
desenvolvimento de estratégias de intervenção personalizadas. No entanto, a 
complexidade da previsão do comportamento humano torna esse processo 
desafiador, destacando a necessidade de abordagens multifacetadas. 
Outro ponto relevante é a compreensão da dinâmica dos grupos sociais e 
seu impacto no comportamento criminoso. A psicologia social explora como as 
normas sociais, a pressão dos pares e a identidade grupal podem influenciar a 
participação em atividades criminosas. 
 Fatores como marginalização, exclusão social e discriminação podem 
levar à formação de subculturas onde a violência é normalizada, destacando a 
necessidade de intervenções que abordem não apenas o indivíduo, mas também 
o contexto social. 
A análise psicológica da violência também reconhece a importância das 
respostas do sistema de justiça criminal. Modelos de reabilitação, em oposição 
a abordagens puramente punitivas, têm ganhado destaque, reconhecendo a 
capacidade de mudança dos indivíduos e buscando integrá-los positivamente na 
sociedade. 
Contudo, é importante mencionar os desafios éticos associados à 
interface entre psicologia e justiça. Questões como o uso de perfis psicológicos 
em investigações criminais, a avaliação de responsabilidade penal em casos de 
transtornos mentais e a garantia dos direitos individuais são áreas de constante 
debate. 
Finalmente, a análise crítica destaca a necessidade de pesquisa contínua 
e adaptação das abordagens psicológicas diante das mudanças na sociedade. 
O fenômeno da violência e criminalidade é dinâmico e influenciado por uma 
variedade de fatores em constante evolução. Portanto, a ciência psicológica 
deve permanecer flexível, integrando novas descobertas e abordagens para 
melhor entender e lidar com esses desafios complexos. 
A compreensão da violência interpessoal, como a violência doméstica, 
também é um foco importante da psicologia. Abordagens terapêuticas que visam 
quebrar ciclos de violência e promover relacionamentos saudáveis são 
fundamentais para a prevenção e intervenção. Além disso, a psicologia social 
pode examinar os fatores que contribuem para a aceitação social ou tolerância 
à violência em contextos específicos. 
A psicologia evolutiva é outra vertente relevante, investigando como 
padrões de comportamento agressivo ou violento podem ter raízes em 
mecanismos evolutivos. Isso envolve examinar como certos comportamentos 
podem ter sido adaptativos em ambientes ancestrais, mas podem se tornar 
disfuncionais em contextos sociais modernos. 
No que diz respeito à prevenção, programas de intervenção baseados em 
evidências, desenvolvidos pela psicologia comunitária, têm se mostrado 
eficazes. Essas abordagens visam fortalecer os laços sociais, promover a 
resiliência e capacitar comunidades a lidar com fatores de risco associados à 
violência. 
A psicologia forense também desempenha um papel crucial nos sistemas 
legais, fornecendo avaliações psicológicas em casos criminais e contribuindopara a compreensão do comportamento criminoso em contextos legais. 
No entanto, é fundamental reconhecer que a abordagem psicológica não 
é uma panaceia para o problema complexo da violência e criminalidade. A 
colaboração interdisciplinar, envolvendo sociólogos, economistas, cientistas 
políticos e profissionais de saúde, é necessária para abordar as raízes 
estruturais e sistêmicas desses fenômenos. 
Além disso, a psicologia deve considerar criticamente as questões de 
equidade e justiça social em suas abordagens, evitando estigmatização e 
preconceitos, especialmente ao lidar com populações marginalizadas. 
Em síntese, a ciência psicológica desempenha um papel multifacetado na 
compreensão, prevenção e intervenção em relação à violência e criminalidade. 
Sua aplicação em diversas áreas, desde o tratamento de vítimas até a avaliação 
forense, destaca a amplitude e a importância da psicologia na abordagem desse 
fenômeno complexo e impactante na sociedade. 
A teoria criminológica focalizada na psicologia ambiental destaca a 
importância do entorno físico na ocorrência de crimes. A análise dos efeitos do 
ambiente construído, iluminação pública, design urbano e outros fatores 
ambientais na segurança e na propensão à criminalidade pode fornecer insights 
valiosos para a prevenção. 
A psicologia cognitiva também desempenha um papel fundamental na 
compreensão das decisões criminosas. Modelos de tomada de decisões 
impulsivas, irracionais ou influenciadas por vieses cognitivos podem explicar 
comportamentos delituosos. Essa perspectiva contribui para o desenvolvimento 
de estratégias de intervenção que visam modificar padrões de pensamento 
prejudiciais. 
A tecnologia também está moldando a forma como a psicologia aborda a 
criminalidade, com a análise de dados, inteligência artificial e aprendizado de 
máquina sendo aplicados para prever padrões criminais, identificar tendências e 
otimizar estratégias de policiamento. 
No que diz respeito à ressocialização de infratores, a psicologia 
penitenciária explora programas de reabilitação que visam tratar questões 
psicológicas subjacentes, promover a educação e o treinamento profissional, e 
preparar os indivíduos para a reintegração social. No entanto, desafios como a 
superlotação e condições inadequadas nas prisões podem comprometer os 
esforços de reabilitação. 
Outro ponto crítico é a análise das políticas públicas relacionadas à 
criminalidade. A psicologia pode oferecer insights sobre a eficácia de 
abordagens punitivas versus preventivas, enfatizando a importância de 
estratégias que abordem as causas subjacentes da criminalidade em vez de 
apenas lidar com as manifestações superficiais. 
Por fim, a psicologia transcultural e intercultural contribui para a 
compreensão de como fatores culturais e sociais específicos de determinadas 
comunidades influenciam a expressão e a percepção da violência. Essa 
perspectiva destaca a necessidade de abordagens culturalmente sensíveis na 
formulação de políticas e programas de prevenção. 
Em resumo, a análise do fenômeno da violência e criminalidade sob a 
perspectiva da ciência psicológica é abrangente e diversificada, abordando 
desde fatores individuais até questões ambientais, tecnológicas, culturais e 
políticas. Essa abordagem holística é essencial para desenvolver estratégias 
eficazes que possam abordar as complexas causas e manifestações desses 
fenômenos sociais. 
 
CONSIDERAÇÕES FINAIS 
 
Em conclusão, a análise crítica do fenômeno da violência e da 
criminalidade sob a perspectiva da ciência psicológica destaca a importância de 
entender os fatores psicológicos subjacentes, mas também reconhece a 
necessidade de uma abordagem abrangente que considere as complexas 
interações entre fatores individuais e contextuais. 
A psicologia desempenha um papel crucial na formulação de estratégias 
de prevenção e intervenção, mas a colaboração entre diferentes disciplinas é 
essencial para enfrentar efetivamente esse desafio social. 
 
REFERÊNCIAS 
 
https://www.scielo.br/j/hcsm/a/S9RRyMW6Ms56S9CzkdGKvmK/?format=pdf&la
ng=pt Acesso em 22 de nov. 2023. 
 
https://www.jusbrasil.com.br/artigos/reflexoes-jusfilosoficas-sobre-o-fenomeno-
da-violencia/1874623608 Acesso em 22 de nov. 2023. 
https://www.scielo.br/j/hcsm/a/S9RRyMW6Ms56S9CzkdGKvmK/?format=pdf&lang=pt
https://www.scielo.br/j/hcsm/a/S9RRyMW6Ms56S9CzkdGKvmK/?format=pdf&lang=pt
https://www.jusbrasil.com.br/artigos/reflexoes-jusfilosoficas-sobre-o-fenomeno-da-violencia/1874623608
https://www.jusbrasil.com.br/artigos/reflexoes-jusfilosoficas-sobre-o-fenomeno-da-violencia/1874623608

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes