Buscar

Fonética e Fonologia

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

5PROMILITARES.COM.BR
FONÉTICA E FONOLOGIA
Por que e para que devemos aprender fonética? Qual é a diferença entre fonética e fonologia? Essas são as perguntas mais comuns que alunos 
fazem quando têm de aprender essa parte da gramática. É claro que, objetivamente, você deve estudar a matéria porque é listada na relação de 
conteúdos dos editais de concursos militares. Mas, na verdade, o estudo da fonética e da fonologia nos permite conhecer mais profundamente 
como as palavras faladas são representadas pela escrita, para que possamos, simplesmente, aprender a separar as sílabas. E para quê? Para 
translinear as palavras quando a linha em que escrevemos termina antes de a palavra acabar. Assim:
carro-
cinha
Primeiro vamos conhecer a diferença entre fonética e fonologia, para depois sistematizarmos nossos estudos.
FONÉTICA FONOLOGIA
• Estuda todos os sons possíveis de serem produzidos pelo aparelho 
fonador humano.
• É uma ciência de laboratório e se ocupa de transcrever com desenhos 
os sons que o homem produz na fala, em todas as suas minúcias de 
emissão e todas as variantes individuais e regionais.
• Não faz parte da Gramática, mas dos estudos linguísticos.
• Estuda os sons distintivos que alteram a palavra (o signo verbal) e, 
por conseguinte, o significado da palavra.
• Ex: bala - mala – fala
• É uma ciência que faz parte da Gramática e ocupa-se dos fonemas 
(os sons da fala humana)
Cabe a nós, pelo exposto no quadro acima, o estudo da fonologia. 
É comum, no entanto, haver confusão entre um e outro termo, e é 
possível que você veja o termo fonética em vários livros ou mesmo 
gramáticas escolares. Mas não se importe com isso e nem discuta: não 
vale a pena. O que realmente interessa é saber o que cai nas provas e 
como a matéria é cobrada nesses exames.
FONEMAS
São os sons da fala humana.
Têm valor opositivo e, por isso, constituem sons distintivos 
elementares, porque a troca de um fonema por outro que se opõe a 
ele pode determinar uma nova palavra: pata/bata; caro/carro; selo/
zelo.
O conjunto de fonemas forma o sistema fônico da língua; os 
idiomas têm um número considerável de fonemas, mas as 26 letras 
do alfabeto da Língua Portuguesa não bastam para representá-los na 
escrita, por isso existem as combinações, tais como NH, CH, LH, AI, 
ÕE, RR, SS etc.
APARELHO FONADOR
O aparelho fonador, na verdade, forma-se com órgãos 
“emprestados” de outros aparelhos. Veja imagem representativa:
Alvéolos
Palato
Cavidade nasal
Véu palatino
FaringeRaiz
Corpo
Língua
Apex
Dentes
Laringe (cordas vocais)
Epígiote
Esôfago
Lábios
6
FONÉTICA E FONOLOGIA
PROMILITARES.COM.BR
CLASSIFICAÇÃO DOS FONEMAS
Os fonemas são produzidos na cavidade bucal pela corrente 
de ar que vem dos pulmões, atravessando a laringe, onde se faz 
ou não vibrarem as cordas vocais, fonemas sonoros ou surdos 
respectivamente.
A corrente de ar pode penetrar toda na cavidade da boca - 
fonemas orais -, ou dividir-se, atravessando, parte da voz, as fossas 
nasais - fonemas nasais. 
Os sons da linguagem (os fonemas) são vogais ou consoantes. 
As vogais são fonemas sonoros em cuja produção as cordas vocais 
vibram e a corrente de ar não encontra obstáculo. As consoantes 
resultam de um obstáculo parcial ou total que se forma contra a 
corrente expiratória em um ponto qualquer da mesma via.
CLASSIFICAÇÃO DAS VOGAIS
Vogais Nasais: São as vogais pronunciadas quando o véu 
palatino permanece abaixado, e a corrente de ar ressoa também nas 
fossas nasais. Na escrita, essas vogais recebem algumas marcas dessa 
nasalidade tais como til sobre a vogal, m ou n posteriores à vogal ou 
à semivogal no final da sílaba ou nh na sílaba seguinte.
Exemplo:
a vi ão - cam po - ra i nha
Vogais Orais: São as vogais pronunciadas com o véu palatino 
totalmente levantado, o que impede a passagem do ar para as fossas 
nasais. A representação gráfica dessas vogais não possui nenhum 
indicador de nasalidade.
Exemplo:
cai xa - pé - li mo (a letra m no início da sílaba é consoante e não 
símbolo de nasalidade da vogal)
Vogais Tônicas, Subtônicas, Átonas: A vogal em que incide 
“o acento tônico” (maior força de enunciação) chama-se tônica; as 
demais vogais da palavra são átonas. Nas palavras derivadas, a vogal 
que na primitiva era tônica passa a ter tonacidade secundária e torna-
se subtônica.
Exemplo:
CASA
ca sa
tônica átona
CAFÉ
ca fé
átona tônica
CAFEZINHO
ca fe zi nho
átona subtônica tônica átona
O Timbre das Vogais: Somete nas vogais tônicas ou subtônicas 
é mais clara a distinção do timbre (som aberto ou fechado); nas vogais 
átonas, essa distinção pode ser reduzida e até anulada, chamando-
se, nesses casos, vogais reduzidas.
Exemplo:
CORRENTE
cor ren te
átona tônica átona final
reduzida fechada reduzida
Semivogais: São sons vocálicos átonos (/ i / e / u /) representados 
pelas letras e, i, o, u, quando se juntam a uma vogal na mesma 
sílaba. NUNCA estão sozinhas na sílaba. Elas têm a pronúncia quase 
imperceptível ou até mesmo anulada.
Exemplo:
CAIXA
cai xa
ai - vogal e semivogal vogal
Informações que você não pode esquecer!
• Toda sílaba deve ter uma vogal.
• Só pode haver uma vogal em cada sílaba.
• A letra A é sempre vogal.
ENCONTROS VOCÁLICOS
DITONGO
Ao encontro de uma vogal e uma semivogal na mesma sílaba 
damos o nome de DITONGO. Os ditongos podem ser:
NASAIS Têm marca de nasalidade (til - Exemplo: cão)
ORAIS Não têm marca de nasalidade (Exemplo: cai)
CRESCENTES
São compostos por SEMIVOGAL + VOGAL 
(Exemplo: série)
DECRESCENTES
São compostos por VOGAL + SEMIVOGAL 
(Exemplo: peixe)
ProBizu
Você deve tomar cuidado na análise fonológica dos vocábulos 
terminados por -EM, -EN, -AM ou -EN. Nesses casos há ditongo em 
que, graficamente, não se percebe. 
Exemplo:
também, cantam. 
Nas sílabas finais aparece um ditongo decrescente nasal. O som 
da letra -m não se classifica como consoante; esta letra representa, 
graficamente, a nasalidade da vogal anterior, como se fosse um 
til; a semivogal /i/ do ditongo que se forma na fala não possui 
representação gráfica.
TRITONGO.
Ao encontro de uma vogal e duas semivogais, na mesma sílaba, 
damos o nome de TRITONGO.
Semivogal + Vogal + Semivogal
Os tritongos podem ser:
NASAIS Têm marca de nasalidade saguão
ORAIS Não têm marca de nasalidade iguais
7
FONÉTICA E FONOLOGIA
PROMILITARES.COM.BR
HIATO
Quando uma sílaba termina com vogal ou semivogal e a sílaba 
seguinte é iniciada por um desses fonemas, o produto desse som é um 
efeito acústico ao qual damos o nome de HIATO.
Exemplo:
sa í da
vogal vogal
hiato
goi a ba
vogal e semivogal = ditongo vogal
hiato
cai ais*
vogal e semivogal = ditongo vogal e semivogal = ditongo
hiato
* verbo caiar flexionado no presente do indicativo, 2ª pessoa do plural.
Observação
Alguns autores, cuja bibliografia é amplamente usada em 
concursos, têm pensamento e teoria diferentes do que foi exposto. 
Do encontro de um ditongo decrescente no fim de uma sílaba e 
de uma vogal na sílaba seguinte, esses autores afirmam que surge, 
na fala, o som intermediário de uma semivogal igual à da sílaba 
anterior. A essa ocorrência sonora dão o nome de “glide”. É como 
se a semivogal dobrasse assim: goi-ia-ba. Isso só acontece na fala.
CLASSIFICAÇÕES DAS CONSOANTES
Você sabia que as vogais também são chamadas de SOANTES? 
Isso porque o som delas é produzido sozinho e sem obstáculos. Enfim, 
elas soam!
Aos fonemas que resultam do choque da corrente expiratória 
contra um obstáculo da cavidade bucal damos o nome de 
CONSOANTES. Esses fonemas não podem estar sozinhos em uma 
sílaba, pois a base desta é sempre a vogal (soante). Agora você pode 
entender o nome deste fonema: CONSOANTE, ou seja, só pode ser 
emitido com uma soante, uma vogal.
Veja um esquema das sílabas de uma palavra da língua portuguesa:
ar cá dia
v + c c + v c + sv + v
c = consoante v = vogal sv = semivogal
Chamam-se consoantes sonoras as que, em sua produção, 
vibram as cordas vocais; e surdas as que, em sua produção,não 
fazem vibrar as cordas vocais.
ENCONTROS CONSONANTAIS
Como as vogais, as consoantes também podem encontrar-se 
agrupadas nos vocábulos. Desses encontros, distinguem-se:
• Grupos reais ou próprios (consoantes + L ou R) = 
inseparáveis: pl, pr, bl, br, tl, tr, dr, cl, cr, gl, gr, fl, fr e vr. 
 Exemplo:
 plano, prado, bloco, grande.
• Grupos impróprios em que o segundo elemento não é L 
nem R = separáveis: bd, ct, ft, tm, bs, dv, pt etc., em que cada 
consoante pertence a uma sílaba. 
 Exemplo:
 rit-mo, ap-to, af-ta, ab-du-zir.
DÍGRAFOS
Dígrafo é o grupo de duas letras usadas para representar um 
único som (fonema): folha, ninho, carro.
Há dígrafos para representar vogais nasais e consoantes.
a) dígrafos vocálicos
EM FINAL DE SÍLABAS OU SEGUIDOS DE CONSOANTE NA 
MESMA SÍLABA
am - an = ã cam po - tan to
em - en = e~ tem po - den te
im - in = i~ lim po - tin ta
om - on = õ tom bo - ton ta
um - un = u~ tum ba - tungs tê nio
Observação
Atenção aos dígrafos -AM, -AN, -EN e -EN! Em final de palavras, 
constituem ditongos nasais, conforme já aprendemos anteriormente.
b) dígrafos consonantais
INSEPARÁVEIS SEPARÁVEIS
ch cha-ve xc ex-ce-ção
lh bo-lha rr car-ro
nh ba-nho ss pás-sa-ro
*gu guel-ra sc pis-ci-na
*qu qui-lo sç des-ça
QU e GU só são dígrafos quando seguidos de E e I e quando a 
letra U não for pronunciada.
GUERRA ≠ ÁGUA
 GU - dígrafo UA - ditongo
Observação
Com o desaparecimento do trema, só podemos saber se a letra u 
é ou não pronunciada nesses grupos se conhecermos a pronúncia 
da palavra.
QUILO TRANQUILO
QU
dígrafo
UI
ditongo
U = não pronunciado U = pronunciado
A segunda letra do dígrafo consonantal não representa um 
fonema, pois somente existe para indicar uma modificação no som 
da primeira letra do grupo. A ela damos o nome de letra diacrítica e 
não de consoante ou vogal.
8
FONÉTICA E FONOLOGIA
PROMILITARES.COM.BR
A SÍLABA
A sílaba é uma divisão da palavra meramente formal, do ponto de 
vista gráfico, mas sugerida pela emissão dos fonemas. Assim, em cada 
sílaba há um fonema ou uma combinação de fonemas pronunciados 
em uma só emissão de voz.
Não se esqueça de que toda sílaba deve ter uma vogal. Portanto, 
se perguntamos quantas vogais há num vocábulo, a resposta é sempre 
o mesmo número de sílabas que há nele.
Exemplo:
sapato = 3 sílabas = 3 vogais (a - a - o)
iguais = 2 sílabas = 2 vogais (i - a)
CLASSIFICAÇÃO DAS PALAVRAS QUANTO AO 
NÚMERO DE SÍLABAS
As palavras recebem classificações segundo o número de sílabas 
que possuem.
Uma só sílaba monossílabas pó - mar - sol
Duas sílabas dissílabas casa - ninho - trigo
Três sílabas trissílabas português - clássico - umbigo
Quatro ou mais 
sílabas
polissílabas
bicicleta - transgênico - 
paralelepípedo
CLASSIFICAÇÃO DAS PALAVRAS QUANTO À 
SÍLABA TÔNICA
Toda palavra tem uma sílaba que é pronunciada com maior força 
expiratória. Só há um grupo de palavras que não possuem essa sílaba, 
as monossílabas átonas, como os pronomes oblíquos átonos, por 
exemplo, (me, te, se, nos, vos, lhe, lhes, o, a, os, as). 
Algumas pessoas têm dificuldade em perceber qual é a sílaba 
tônica de uma palavra. Como você pode descobri-la, sem erro? 
Observe a dica abaixo:
ProBizu
Chame a palavra, como se fosse para almoçar. Isso mesmo!
Assim:
– Sapato! Vem almoçar!
Ao pronunciá-la com força de chamado, você dará maior tempo em 
uma das sílabas. Percebeu? A sílaba mais forte de sapato é PA.
Também há uma classificação específica para as palavras, quanto 
à posição da sílaba tônica.
antepenúltima 
sílaba tônica
penúltima sílaba 
tônica
última sílaba tônica
proparoxítona paroxítona oxítona
lâm pa da cai xo te per gun tar
Observação
Há muitos anos, essa matéria quase não é cobrada em concursos 
militares. Mas é sempre bom entendê-la, porque nunca sabemos 
quando as bancas poderão voltar a cobrar, e também, porque 
alguns desses conhecimentos te ajudarão a compreender melhor 
outros fatos da língua.
EXERCÍCIOS DE
FIXAÇÃO
01. “Desse jeito, você nunca vai terminar de ler um livro tão grosso!”
Observe as palavras desse, jeito e livro. Assinale a alternativa que 
identifica, respectivamente, o dígrafo e o encontro consonantal e 
vocálico presentes nas palavras destacadas.
a) Encontro consonantal, ditongo oral crescente e dígrafo.
b) Dígrafo, encontro consonantal e ditongo oral crescente.
c) Dígrafo, ditongo oral decrescente e encontro consonantal.
d) Encontro consonantal, ditongo oral decrescente e dígrafo.
02. Assinale a alternativa que apresenta apenas palavras que contêm 
dígrafos consonantais.
a) reação – quaisquer – paradoxo
b) chegar – rebaixada – deixar
c) chegar – convicção – linguística
d) chave – nenhuma – necessários
e) exprimir – explicava – externos
03. Um mesmo fonema pode ser representado por letras diferentes. 
A sequência de palavras que ilustra esse conceito é:
a) taxa - máxima - afixar.
b) oficina - praça - cela.
c) presídio - lazer - execução.
d) exercício - inexorável - exórdio.
e) preso - sangue - asa.
04. “Diante dos fatos marcantes da infância, eu não podia acreditar 
na inocência de meu pai.”
As palavras podia e pai apresentam, respectivamente,
a) ditongo crescente e hiato.
b) hiato e ditongo crescente.
c) hiato e ditongo decrescente.
d) ditongo decrescente e ditongo crescente.
05. Em português, frequentemente, o mesmo fonema (som) pode 
ser representado de maneiras diferentes na escrita. Por exemplo, o 
fonema /z/ pode ser representado pelas letras x, z e s, como ocorre nas 
palavras “exame”, “natureza” e “rosa”, respectivamente.
A possibilidade de se registrar graficamente o mesmo fonema, 
empregando-se diferentes letras ou dígrafos pode gerar dúvidas que, 
às vezes, resultam em erros de ortografia.
Considerando a ortografia, analise as frases a seguir e assinale a 
alternativa correta.
a) A limpesa dos tanques consome dezenas de litros de detergente.
b) Se ela soube-se a data da viajem, poderia antecipar o envio da bagajem.
c) Após duas semanas de paralização, os petroleiros retomaram o projeto.
d) A visualização da trajetória do projétil só seria possível à noite.
e) Não sei por que você não desisti logo e exclue seu primo da equipe.
06. “As perdas também foram grandes para os coronéis, pois haviam 
gasto uma enorme quantidade de dinheiro investindo nos escravos, e 
o governo, após a abolição, não pagou nenhuma indenização a eles.”
9
FONÉTICA E FONOLOGIA
PROMILITARES.COM.BR
Sobre a palavra quantidade, afirma-se que:
a) tem o mesmo número de letras e de fonemas.
b) tem um dígrafo vocálico.
c) possui um encontro consonantal.
d) possui dois dígrafos.
e) tem oito fonemas.
07. Segundo estudiosos da gramática da língua portuguesa, em 
quase todo território brasileiro, e e o átonos, em final de palavra, 
correspondem, respectivamente, aos fonemas /i/ e /u/. Esse 
fenômeno é conhecido como redução da vogal. Entretanto, se e e o 
forem tônicos, o fenômeno da redução não ocorre.
(FARACO e MOURA, 2003)
A alternativa em que ambas as palavras apresentam condições para a 
ocorrência do fenômeno redução da vogal é
a) “vermelho” e “displicentemente”.
b) “até” e “sabe”.
c) “ambiente” e “pavor”.
d) “vovó” e “afeto”.
e) “lobo” e “vocês”.
08. Leia:
Assinale a alternativa que contém a resposta correta em relação à 
grafia e aos fonemas dos quadrinhos 3 e 4.
a) A palavra aqui tem um ditongo crescente, quatro letras e três fonemas.
b) No terceiro quadrinho, a letra s representa um só fonema.
c) Nas palavras acho e questão, há dois dígrafos e dois ditongos 
decrescentes.
d) Sempre e pegadinha têm o número de sílabas diferentes, mas, 
quanto à tonicidade, recebem a mesma classificação.
e) Na separação silábica das palavras do quarto quadrinho, as letras 
que representam os dígrafos ficam juntas na mesma sílaba.
09. Na língua portuguesa escrita, quando duas letras são empregadas 
para representar um único fonema (ou som, na fala), tem-se um 
“dígrafo”. O dígrafo só está presente emtodos os vocábulos de
a) pai, minha, tua, esse, tragar.
b) afasta, vinho, dessa, dor, seria.
c) queres, vinho, sangue, dessa, filho.
d) esse, amarga, silêncio, escuta, filho.
e) queres, feita, tinto, melhor, bruta.
10. Assinale a letra correspondente à alternativa que preenche 
corretamente as lacunas da frase apresentada abaixo.
________ e ________ são palavras em que ocorre um ditongo.
a) Maus - Uruguai
b) Herói - hiato
c) País - mamãe
d) Cautela - adeus
e) Tio - rio
EXERCÍCIOS DE
TREINAMENTO
01. Na fala, frequentemente fazemos acréscimos ou supressões 
de fonemas nas palavras. Tais fatos de pronúncia, contudo, não 
são registrados na escrita. Todas as palavras a seguir, considerando 
sua pronúncia na linguagem coloquial, encaixam-se nesse caso, À 
EXCEÇÃO DE:
a) verdadeira.
b) tampouco.
c) capturado.
d) balé.
e) ficção.
02. “Tinha dezessete anos; pungia-me um buçozinho que eu forcejava 
por trazer a bigode. Os olhos, vivos e resolutos, eram a minha feição 
verdadeiramente máscula. Como ostentasse certa arrogância, não se 
distinguia bem se era uma criança com fumos de homem, se era um 
homem com ares de menino. Ao cabo, era um lindo garção, lindo 
e audaz, que entrava na vida de botas e esporas, chicote na mão e 
sangue nas veias, cavalgando um corcel nervoso, rijo, veloz, como o 
corcel das antigas baladas, que o romantismo foi buscar ao castelo 
medieval, para dar com ele nas ruas de nosso século. O pior é que 
o estafaram a tal ponto, que foi preciso deitá-lo à margem, onde o 
realismo o veio achar, comido de lazeira e vermes e, por compaixão, o 
transportou para seus livros.”
(Fragmento de Memórias póstumas de Brás Cubas.)
Assinale a alternativa em que a palavra apresente um hiato:
a) arrogância
b) distinguia
c) mão
d) lazeira
e) transportou
03. Dígrafo é o grupo de duas letras formando um só fonema. 
Ditongo é a combinação de uma vogal com uma semivogal, ou vice-
versa, na mesma sílaba. Nas palavras “também” e “ontem”, observa-
se que há, para cada palavra, respectivamente,
a) dígrafo – dígrafo/dígrafo – dígrafo.
b) ditongo nasal – ditongo nasal/ditongo nasal – ditongo nasal.
c) dígrafo – ditongo nasal/ditongo nasal – dígrafo.
d) ditongo nasal – dígrafo/dígrafo – ditongo nasal.
e) dígrafo – ditongo nasal/dígrafo – ditongo nasal.
10
FONÉTICA E FONOLOGIA
PROMILITARES.COM.BR
04. Leia:
Analise as afirmações relacionadas a “Às vezes, o rei concede ao 
prisioneiro redução da pena por bom comportamento”.
I. A fala expressa-se por meio de uma frase, um período composto 
e duas orações.
II. O fonema /z/ aparece representado por duas letras diferentes.
III. O fonema /s/ aparece representado por uma mesma letra.
Está(ão) correta(s):
a) apenas I.
b) apenas II.
c) apenas III.
d) apenas I e II.
e) apenas I e III.
05. Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada uma das afirmações 
relacionadas à análise fonológica e gráfica do segmento a seguir.
“Ele é especialmente sensível sobre seu excesso de peso.”
( ) O fonema /s/ está representado pelas letras (s), (c) e dois dígrafos, 
ao passo que o fonema /z/ está representado apenas pela letra (s).
( ) A letra (n) junta-se ao (e) formando um dígrafo para representar 
a vogal nasal.
( ) As palavras “sobre” e “seu” apresentam, respectivamente, um 
encontro consonantal e um ditongo decrescente.
A sequência correta é:
a) V - F - F.
b) F - V - V.
c) F - F - F.
d) V - V - V.
e) V - F - V.
06. Assinale a alternativa que inclui palavras da frase abaixo que 
contêm, respectivamente, um ditongo oral crescente e um hiato.
“As mágoas de minha mãe, que sofria em silêncio, jamais foram 
compreendidas por mim e meus irmãos.”
a) foram – minha
b) sofria – jamais
c) meus – irmãos
d) mãe – silêncio
e) mágoas – compreendidas
07. Observe os encontros vocálicos e os dígrafos e assinale a única 
afirmativa incorreta:
a) a palavra discente tem dígrafo consonantal e um dígrafo vocálico.
b) a palavra entranhas tem um dígrafo vocálico e um dígrafo 
consonantal.
c) a palavra também tem dois dígrafos vocálicos.
d) a palavra tranquilo tem um dígrafo vocálico e não apresenta 
dígrafo consonantal.
e) a palavra borracha tem dois dígrafos consonantais.
08. Segundo as normas do vocabulário oficial, a separação silábica 
está corretamente efetuada em ambos os vocábulos das opções:
a) to-cas-sem, res-pon-dia
b) mer-ce-ná-ri-o, co-in-ci-di-am
c) po-e-me-to, pré-dio
d) ru-i-vo, pe-rí-o-do
e) do-is, pau-sas
09. A alternativa que apresenta uma incorreção é:
a) “chapéu” possui um dígrafo e um ditongo decrescente.
b) “guerreiro” possui dois dígrafos e um ditongo decrescente.
c) “mangueira” possui dois dígrafos e um ditongo decrescente.
d) “enxaguei” possui dois dígrafos e um tritongo.
e) “exato” não possui dígrafos e nem encontro vocálico.
10. Observe:
“Quanto tempo
Mina d’água do meu canto
Manso
Piano e voz
Vento...”
As palavras destacadas no texto acima representam, respectivamente,
a) ditongo decrescente e hiato.
b) ditongo crescente e hiato.
c) tritongo e ditongo crescente.
d) hiato e ditongo decrescente.
EXERCÍCIOS DE
COMBATE
(UNIFESP 2003) As questões 01 e 02 são relacionadas a uma passagem 
bíblica e a um trecho da canção “Cálice”, realizada em 1973, por 
Chico Buarque (1944-) e Gilberto Gil (1942-).
TEXTO BÍBLICO:
Pai, se queres, afasta de mim este cálice! Contudo, não a minha 
vontade, mas a tua seja feita! (Lucas, 22)
(in: Bíblia de Jerusalém. 7ª impressão. São Paulo: Paulus, 1995)
TRECHO DE CANÇÃO
Pai, afasta de mim esse cálice! 
Pai, afasta de mim esse cálice! 
Pai, afasta de mim esse cálice 
De vinho tinto de sangue. 
Como beber dessa bebida amarga,
Tragar a dor, engolir a labuta, 
Mesmo calada a boca, resta o peito, 
Silêncio na cidade não se escuta. 
De que me vale ser filho da santa, 
Melhor seria ser filho da outra, 
Outra realidade menos morta,
Tanta mentira, tanta força bruta.
 (in: www.uol.com.br/chicobuarque/)
11
FONÉTICA E FONOLOGIA
PROMILITARES.COM.BR
01. Na língua portuguesa escrita, quando duas letras são empregadas 
para representar um único fonema (ou som, na fala), tem-se um 
dígrafo. O dígrafo só está presente em todos os vocábulos de:
a) pai, minha, tua, esse, tragar.
b) afasta, vinho, dessa, dor, seria.
c) queres, vinho, sangue, dessa, filho.
d) esse, amarga, silêncio, escuta, filho.
e) queres, feita, tinto, melhor, bruta.
02. Entendendo-se por rima a identidade ou semelhança de sons em 
lugares determinados dos versos, nota-se, nas linhas pares da segunda 
estrofe de “Cálice”, que o único verso que frustra a expectativa de 
rima é:
a) Como beber dessa bebida amarga.
b) Silêncio na cidade não se escuta.
c) De que me vale ser filho da santa.
d) Melhor seria ser filho da outra.
e) Tanta mentira, tanta força bruta.
03. (FGV 2004) Assinale a alternativa em que as palavras sejam, 
respectivamente: oxítona, oxítona, paroxítona, proparoxítona, 
proparoxítona e oxítona.
a) papel - sagu - andrajo - xenófobo - redondo - saci
b) sabia - interessar - anjo - borrego - íntimo - saúde
c) canavial - superar - novel - cádmio - contíguo - interesseiro
d) Saci - sagu - indelevelmente - pródigo - bígamo - sinal
e) tizio - anéis - móvel - esperançoso - código - colher
04. Indique a alternativa cuja sequência de vocábulos apresenta, na 
mesma ordem, o seguinte: ditongo, hiato, hiato, ditongo.
a) jamais - Deus - luar - daí 
b) joias - fluir - jesuíta - fogaréu
c) ódio - saguão - leal - poeira
d) quais - fugiu - caiu - história
05. Assinale a alternativa que não apresenta todas as palavras 
separadas corretamente.
a) de-se-nho, po-vo-ou, fan-ta-si-a, mi-lhões
b) di-á-rio, a-dul-tos, can-tos, pla-ne-ta
c) per-so-na-gens, po-lí-cia, ma-gia, i-ni-ci-ou
d) con-se-guir, di-nhei-ro, en-con-trei, ar-gu-men-tou
e) pais, li-ga-ção, a-pre-sen-ta-do, au-tên-ti-co
06. Observando os trechos, numerados ordinariamente, marque a 
opção que traz uma afirmativa correta.
1º. “Primeiro, como laço afetivo.”
2º. “... pode-se pôr sentimento numa mensagem eletrônica.”
3º. “Além dolado afetivo, há outro: a carta como documento histórico...”
4º. “Mas o tom é absolutamente íntimo.”
a) Há dígrafos nos dois primeiros trechos.
b) Não há encontro consonantal no quarto trecho.
c) Não se observa a ocorrência de hiato em nenhum dos quatro 
trechos.
d) Há ditongo somente no primeiro trecho.
07. (ESPCEX) Assinale a alternativa que apresenta tritongo, hiato, 
ditongo crescente e dígrafo:
a) coqueiro, Itaú, pai, nascer
b) queijo, saúde, perdoe, álcool
c) Paraguai, mauzinho, quais, psique
d) quão, mais, baú, quieto
e) saguão, ruim, mágoa, chato
08. Quanto à separação silábica, assinale a alternativa correta.
a) trans-a-tlân-ti-co; hi-dre-lé-tri-ca; su-bes-ti-mar; in-te-rur-ba-no; 
bi-sa-vô
b) ist-mo; ma-gnó-lia; ap-ti-dão; felds-pa-to; sols-tí-cio; a-fta; sub-
lin-gual; téc-ni-co; rép-til; rit-mo
c) e-clip-se; trans-tor-no; de-cep-ção; of-tal-mo-lo-gis-ta; ra-diou-
vin-te
d) ra-di-ou-vin-te; pre-en-cher; pers-pi-caz; de-sa-ten-to; in-te-rur-
ba-no
09. Dígrafo é o grupo de duas letras formando um só fonema. 
Ditongo é a combinação de uma vogal com uma semivogal, ou vice-
versa, na mesma sílaba. Nas palavras “também” e “ontem”, observa-
se que há, para cada palavra, respectivamente:
a) dígrafo – dígrafo / dígrafo – dígrafo.
b) ditongo nasal – ditongo nasal / ditongo nasal – ditongo nasal.
c) dígrafo – ditongo nasal / ditongo nasal – dígrafo.
d) ditongo nasal – dígrafo / dígrafo – ditongo nasal.
e) dígrafo – ditongo nasal / dígrafo – ditongo nasal.
10. Assinale a proposição em que estão presentes nos vocábulos 
somente dígrafos.
a) irresponsável – manhã – palha
b) carro – pneu – aquário
c) assado – campo – mnemônico
d) quero – onda – tem
e) istmo – secção – digno
 
GABARITO
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
01. C
02. D
03. C
04. C
05. D
06. B
07. A
08. D
09. D
10. D
EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO
01. D
02. B
03. E
04. B
05. D
06. E
07. C
08. C
09. D
10. B
EXERCÍCIOS DE COMBATE
01. C
02. D
03. D
04. B
05. C
06. C
07. E
08. D
09. E
10. A
12
FONÉTICA E FONOLOGIA
PROMILITARES.COM.BR
ANOTAÇÕES

Continue navegando

Outros materiais