Buscar

A Neuroeducação na parentalidade - aula 2

Prévia do material em texto

1
A NEUROEDUCAÇÃO NA 
PARENTALIDADE
AULA 2
Esp. Irajá Luiz da Silva
“Atitude é uma pequena coisa
que faz uma grande diferença”.
(Clarice Lispector)
A parentalidade é um termo relativamente
recente, começou a ser utilizado na
literatura psicanalítica francesa a partir da
década de 1960 para designar a
construção das relações dos pais com os
filhos, os contatos e os cuidados.
Parentalidade O que é Parentalidade?
O fascinante nessa conceituação são
as pessoas e no que é ser humano,
semelhanças, diferenças,
individualidades que tornam homens
e mulheres especiais e únicos.
Parentalidade: formação do Ser
O nosso corpo é formado por diversos sistemas,
nervoso, respiratório, digestório, muscular, ósseos,
reprodutor, sensorial e o primeiro sistema que
surge é justamente o nervoso, junto com o sistema
cardíaco, desde a fecundação o cérebro vai sendo
formado e com essa formação milhões de conexões
neurônios são feitas, chamadas de sinapses.
Parentalidade: formação da 
personalidade
Olhando para os movimentos da
parentalidade, quando os pais se interpõem
entre as crianças e seus problemas numa
nítida defesa desnecessária, a criança perde
chances de resolver seus problemas sozinha
ou do seu próprio jeito.
2
Parentalidade: a formação da 
linguagem e da comunicação
Ser pai ou mãe é um processo exigente de
abertura para o outro é a experiencia de
maior intensidade nas relações
interpessoais, uma grande oportunidade de
empatia, de compreensão do outro e de
desenvolvimento humano.
“É necessário abrir os olhos e perceber
que as coisas boas estão dentro de nós,
onde os sentimentos não precisam de
motivos, nem os desejos de razões. O
importante é aproveitar o momento e
aprender a sua duração, pois a vida está
nos olhos de quem souber ver”.
(Gabriel Garcia Marques)

Mais conteúdos dessa disciplina